conecte-se conosco



Esportes

Wágner Reway apita Palmeiras e Cruzeiro pela semifinal na Copa do Brasil

Publicado

em

Hoje, 11 de setembro é comemorado o Dia do Árbitro Esportivo. A data nasceu em São Paulo, onde foi regulamentada pela Lei Nº 14.485, de 19 de junho de 2007. Depois disso, acabou sendo adotada por todo o Brasil.

Nesse dia especial para os apitadores, o presente do árbitro mato-grossense Wágner Reway será comandar a partida de ida da semifinal da Copa do Brasil entre Palmeiras e Cruzeiro que acontece nesta quarta-feira (12) no estádio Allianz Parque, em São Paulo.

Reway, faz parte do quadro de Comissão de Arbitragem da Federação Mato-grossense de Futebol desde 2004, em 2017 também entrou para o quadro da FIFA, sendo o primeiro árbitro do Mato Grosso a conseguir o feito. O professor de Educação Física de 37 anos, esteve atuando pela última vez neste fim de semana na 26ª rodada do Brasileirão Série B no confronto entre Boa e Goiás.

A equipe de arbitragem ainda será composta pelos auxiliares Alessandro Rocha de Matos-FIFA/BA e Fabrício Vilarinho-FIFA/GO. O quarto árbitro será Bruno Arleu de Araújo/RJ. Péricles Bassols/PE será o Árbitro de Vídeo (VAR).

Palmeiras e Cruzeiro se enfrentam nesta quarta-feira (12), ás 21:45 (horário de Brasília) no estádio Allianz Parque, em São Paulo.

Higor Vinicius Ramos / Assessoria FMF

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Esportes

Cuiabá na elite do futebol, não quer dizer só sobre o futebol

Publicado

em

Parafraseando o grande apresentador da nossa cidade: Andersen Navarro, é importante frisar que não é só um time que subiu para a elite de um campeonato, mas sim o Estado que está subindo de patamar ao ser colocado na vitrine do país do futebol.
E o que isso muda na sua vida eu já vou te explicar em 3 bases, que afetam sua vida social, econômica e pessoal. É comprovadamente que o acesso ao esporte tira jovens de situação de vulnerabilidade social, que o aumento de turistas aumentam a receita da região e que a paixão faz bem para a sua saúde mental.

Esporte

O futebol no país é bem popular, você cuiabano, provavelmente conhece pelo menos um nome de algum jogador, como: Pelé, Neymar, Messi Cristiano Ronaldo entre outros; ou reconhece a bola em qualquer lugar do mundo, pode não gostar, mas conhece. E isso acontece por ser um dos esportes mais praticados no mundo na atualidade.
Na capital não é diferente, a prática da atividade esportiva cresceu exponencialmente, com a ascensão do jogo. Nomes e times regionais chegaram a uma exposição a nível nacional.
A importância de se ter visibilidade salva histórias, como a do menino Brenner oriundo do bairro São Gonçalo em Cuiabá, conta exatamente isso em uma entrevista publicada pela conta do São Paulo FC, no Facebook. Após ser visto por um olheiro do São Paulo F.C., sentiu sua vida mudar, conseguiu ser visto ainda pequeno e agora é reconhecido aos 20 anos em todo o país como um profissional com potencial, que hoje consegue sustentar a família que surgiu de uma região periférica onde enfrentava dificuldades, em situação de vulnerabilidade podendo optar pela vida do crime, entretanto com a oportunidade que o esporte lhe deu, conseguiu dar dignidade e sustento a própria vida e de seus familiares.
O esporte livra jovens do tráfico e do caminho “menos digno” que é o crime, que consequentemente é o caminho para a morte mais rápida dos nossos adolescentes. Aliás o Brasil bate recordes de mortes entre policiais e menores em conflito com a lei.

Economia

Imagine, você abre um comércio que ninguém conhece e precisa vender, mas para isso precisa apresentar seu produto e assim conseguir atingir seu público e possivelmente vender bem.

O que isso tem a ver com a subida do Cuiabá? O futebol é um dos esportes que mais levam apaixonados a andar pelo país atrás dos jogos dos seus clubes, a tabela do Brasileirão seu pai ou algum amigo sabe de cor. Pense como o Brasil todo vendo NOSSO clube entre o maiores e disputando o título com muitos dos times ricos e até ganhando campeonatos que gere receita para o time se manter entre os maiores, todos esses fatores e mais outros não abordados fazem o Dourado estar na vitrine do Brasil e trazer torcedores para cá. Assim sendo que a sua lojinha que antes nem era vista hoje pessoas dos 4 cantos desse país venham passar pelo menos em frente a seu comércio e tenha interesse no melhor peixe, no melhor sorvete, naquela blusa, no passeio da Chapada dos Guimarães ou Nobres, que vejam que na capital do agronegócio tem gente de “pé ratchado” que luta desde sempre para levantar o Brasilzão.

Paixão

Talvez você que esteja lendo nem goste de futebol ou você goste tanto que não fez diferença o Cuiabá Esporte Clube subir, afinal continuará torcendo pelo seu clube paulista, carioca ou do sul; É do brasileiro desvalorizar o que é de casa, mas “valorizar a grama o vizinho”. Entenda que aquele torcedor apaixonado do Dourado faz a diferença sim, indiretamente na sua vida, seja te dando raiva ou gerando renda para o clube que depois de 19 anos de existência consegue estar entre as brigas dos “peixes grandes”. E de peixe nós entendemos.
Torça para que quiser ou nem torça o que é importante é saber que o fato da subida de um time raiz da baixada cuiabana vai mudar muita coisa por essas terras quentes, acostume-se a ver o time verde da capital na sua tv.

E se possível, você comerciante esteja preparado para o fim da imunização contra a Covid-19, o fim da pandemia pode significar o seu crescimento financeiro e isso pode te deixar apaixonado.

 

O Cuiabá Esporte Clube é o cuiabano no cenário nacional.

 

Escrito por: Paulo Lemos

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana