conecte-se conosco



Política MT

Governo fecha outubro com R$ 71 milhões provisionados para pagar o 13º salário

Publicado

em

Pela primeira vez no ano, o Governo do Estado conseguiu fechar o mês com recurso provisionado para o pagamento do 13º salário do servidor público. Já está no caixa do Executivo o valor de R$ 71 milhões, que serão destinados para a quitação da folha extra de dezembro.

De acordo com o balanço do mês de outubro, que foi apresentado ao governador Mauro Mendes nesta terça-feira (19.11), o Estado arrecadou R$ 1.732.119.702, o maior valor acumulado do ano. O Governo tinha um saldo na conta única no dia 1º de outubro no valor de R$ 49.561.685 e o total de despesas no mês foi de R$ 1.558.189.595.

No mês passado foi possível efetuar o pagamento de R$ 152.174.631 de despesas acumuladas do ano de 2019 e ainda provisionar o valor de R$ 71 milhões para quitar o 13º salário.

Nas despesas fixas mensais, o Estado utilizou R$ 305.576.654 para o pagamento da folha salarial dos servidores ativos e R$ 180.761.058 dos aposentados e pensionistas.

Com relação aos repasses obrigatórios aos poderes, o Governo transferiu para a conta do Tribunal de Justiça o valor de R$ 88.215.266; para Assembleia Legislativa, R$ 40.828.828; Ministério Público Estadual, o valor foi de R$ 35.619.029; para o Tribunal de Contas do Estado o repasse foi de R$ 29.171.648; e a Defensoria Pública recebeu a quantia de R$ 13.630.898.

As prefeituras receberam em repasse obrigatório a quantia de R$ 330.091.224. Na Educação, o valor do Fundeb foi de R$ 182.460.790 e mais o repasse de R$ 18.852.082. A Saúde Pública ficou com R$ 51.466.383.

O balanço registrou que o custeio das secretarias ficou na ordem de R$ 130.654.270 e os repasses para Iagro, Imad, Imafir e Detran, na ordem de R$ 2.586.682.

Foi possível também repassar no mês de outubro a quantia de R$ 23.678.338 às contas especiais do MT Saúde, MT Prev e Feef. Os bloqueios judiciais totalizaram a quantia de R$ 8.546.624.

Com investimentos, o valor gasto foi de R$ 8.549.353, aqui não é contabilizado o recurso investido pelo Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação). Já com o pagamento de dívidas com bancos, o valor despendido foi de R$ 107.620.469.

Arrecadação e despesas do mês de outubro
Créditos: Divulgação

 

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política MT

Edclay Coelho e Bruno Rios disputam a presidência da UCMMAT

Publicado

em

Duas chapas irão concorrer as eleições para a presidência da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT). O atual presidente, vereador por Vila Bela da Santíssima Trindade, Edcley Coelho (Solidariedade) e o vereador por Várzea Grande, Bruno Rios (PSB), disputam o pleito no dia 24 de fevereiro.

O registro das chapas ocorreu no final da tarde de sexta-feira (12), na sede da entidade. A definição do número das chapas se deu por ordem de sorteio no momento do registro das candidaturas. O número 01 ficou com a chapa “Gestão, União e Transparência”, encabeçada pelo vereador de Várzea Grande, Bruno Rios. A chapa “Unidos pela UCMMAT – Celso Gaspar”, encabeçada pelo vereador Edcley Coelho ficou com o número 02.

Com todas as regras que irão gerir o processo eleitoral, estabelecidas e com as chapas devidamente protocoladas e deferidas pela Comissão Eleitoral, “esperamos por um pleito tranquilo e com a participação significativa dos vereadores aptos a votar e escolher a próxima Diretoria Executiva da UCMMAT para o biênio 2021/2022”, disse o presidente da Comissão Eleitoral, Gerivan Evangelista.

A eleição na UCMMAT irá ocorrer no dia 24 de fevereiro, na sede da entidade, em Cuiabá. A posse da nova mesa diretora será sete dias após as eleições.

 

 

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana