conecte-se conosco



Cultura

Virada feminina em Cuiabá com Luiza Brunet

Publicado

em

A Virada Feminina, que tem como madrinha de honra a Professora Eda Taques e a Presidente Estadual da Virada Feminina  Professora Cely Almeida, será realizada em Cuiabá em sua primeira edição no dia 30 de Agosto das 17hs às 21:30hs no Cenarium Rural – Av. Dr. Hélio Hermínio Ribeiro Torquato da Silva no Centro Político Administrativo.
A palestra de abertura será com a Dra Marta Livia Suplicy presidente da LIBRA – Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil e uma das idealizadoras do projeto que tem como objetivo a ampliar as discussões do tema do universo feminino, modernizando a percepção da sociedade sobre o papel da mulher. Convidadas importantes também estarão palestrando no evento, entre elas, Luiza Brunet, Embaixadora das causas contra Violência Feminina, Empresária, Modelo e Atriz e Erica Paes – Campeã Mundial de Jiu-jitsu, Assessora do Departamento de enfrentamento à Violência da SNPM/MDH.
Com o levantamento de temas tão relevantes do papel feminino, a ONU, juntamente com 193 países-membros, estabeleceu 17 Objetivos Globais para cumprimento até 2030. Dentre os objetivos, a Igualdade de Gênero representa um desafio importante para o enfrentamento das desigualdades que impedem nosso avanço enquanto civilização. A VIRADA FEMININA está inserida neste e nos demais objetivos, reforçando o compromisso do Brasil como signatário da Agenda 2030.
Outra abordagem será o papel do feminino que se faz cada vez mais relevante nas instituições e entre as lideranças, para realizarmos a transição necessária e estabelecermos uma nova relação com a representação maior do feminino, a Mãe Terra e os filhos e filhas que nela habitam. Inúmeros sistemas e modelos econômicos, políticos e sociais, até então vigentes, não estão se sustentando, numa clara demonstração da força da mudança, que já começou.
A percepção, a voz e a ação feminina serão fundamentais para traçar diferentes caminhos, para o engatinhar de uma nova humanidade, que está reaprendendo a se comunicar pela revolução da tecnologia, a conviver com fronteiras mais tênues entre nações, a compartilhar, a observar-se de forma mais ampla. As turbulências mundiais e locais serão a oportunidade para reinventarmos setores essenciais para nosso avanço individual e coletivo.
A grande virada necessária em tantas áreas, como educação, saúde, meio ambiente, economia e política, passarão pela VIRADA FEMININA que representa o OLHAR e a VOZ do feminino sobre os atuais desafios da humanidade: educação, política, economia, empreendedorismo, segurança, meio ambiente, cultura, saúde, arte. Serão horas que se multiplicarão por anos, com ressonância no setor privado, setor público, sociedade civil organizada e cidadãos.
EIXOS TEMÁTICOS A SEREM ABORDADOS :
* EDUCAÇÃO POLÍTICA E CIDADÃ;  *EMPREENDERORISMO, TRABALHO E GERAÇÃO DE RENDA ;  * ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA CONTRA MULHER ;  * GENERO E ETNIA  *GERAÇÕES E CULTURA ; * LGBT + ;  * SAÚDE, BEM ESTAR E BELEZA ;  * 50+ ; * SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO
PALESTRAS
A IMPORTÂNCIA DAS MULHERES NA POLÍTICA
Palestrante: Marta Livia Suplicy (Presidente Nacional da LIBRA – Liga das Mulheres Eleitoras, Idealizadora e Presidente Nacional da Virada Feminina).
EMPREENDEDORISMO
A força das Mulheres Empreendedoras no Cenário Econômico
Palestrante: Vanessa Palazzi (Jornalista, Advogada, atua há 24 anos na área de Assessoria Política e Palamentar, Influenciadora digital, Idealizadora do “Mulheres de 40” uma rede com mais de 500 mil seguidores)
EMPODERAMENTO FEMININO – PROJETO “EU SEI ME DEFENDER”
Palestrante: Erica Paes (Campeã Mundial de Jiu-jitsu, Assessora do Departamento de enfrentamento à Violência da SNPM/MDH, idealizadora do projeto “Eu Sei me Defender” auto defesa pessoal para mulheres, Atriz da Rede Globo atuou em Malhação e na Novela A Força do Querer).
 ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
Palestrante: Luiza Brunet ( Empresária, atriz e modelo, Embaixadora nas causas contra Violência Feminina).
 SÉCULO XXI A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, COMO MUDAR ESSE PARADIGMA?   ODS/ONU
Palestrante: Cristina Pinheiro (Coordenadora Estadual dos Objetivos\Desenvolvimento Sustentável MNODS/ONU, Consultora do Instituto Arcádia, Membro do Colegiado Nacional Nós Podemos, Pós-graduada em Gestão Pública e Marketing).
MULHER – GESTÃO FAMILIAR
Palestrante: Claudine Rodrigues “ Viúva do cantor Jair Rodrigues”  (Empresaria musical e Gestora Financeira)
AÇÕES DA SECRETARIA NACIONAL DE POLÍTICA PARA MULHERES
DISQUE 180
Palestrante: Andreza Winckler Colatto (Secretária Nacional de Política para Mulheres, Advogada)
A BELEZA DE SER 50+
Palestrante: Regina Santos (Vice-Presidente LIBRA/SP, Coordenadora Adjunta 50+, Executiva da Área Financeira de Bancos).
CRER & CRESCER – REENGENHARIA PARA O COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR

Palestrante: Dr. Cláudio Junior (Doutor em Administração em Empresas, Mater Coach, Consultor, Palestrante).

EVENTO É ABERTO A TODOS E TODAS –  E GRATUITO.
INFORMAÇÕES PROF CELY ALMEIDA – 999980022 ALINIR 99983233
MENOTTI GRIGGI 21 972954971 (VIVO E WHATS APP)

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Projetos contemplados em edital de Literatura oferecem ações de fomento à leitura

Publicado

em

Projetos contemplados no edital de Literatura Estevão de Mendonça já começaram a ser executados, ajudando a fomentar a leitura e a democratizar conhecimentos. Ações de contação de histórias, formação de mediadores, mediação de leitura e de oficina literária têm proporcionado o acesso a capacitações e conteúdos que divulgam livros e a cultura popular mato-grossenses.

Realizada pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), a seleção pública premiou 13 projetos de fomento à leitura e mais 17 obras de literatura com valores de R$ 10 mil e R$ 20 mil. Após o recebimento do recurso financeiro, que foi pago em parcela única a partir de setembro, os autores e proponentes premiados têm até 90 dias para executar as ações.

Confira os projetos já executados ou em andamento.

Mediador da literatura indígena

Denilson Baniwa

Naine Terena – Foto por: Denilson Baniwa

De 16 e 26 de novembro, a oficina Mediação de Leitura e a Lei 11.645/08 oferece aprendizado  sobre a história da literatura indígena no Brasil, incluindo escritores e algumas obras, a profissionais de diferentes áreas de atuação. O projeto premiado na categoria ‘Mediador de Leitura’ pretende ainda envolver os educadores para o cumprimento da Lei 11.645/08, que articula a presença da história e cultura indígena nas escolas do país.

De acordo com a realizadora da oficina, a doutora em Educação Naine Terena de Jesus, a repercussão da iniciativa foi tão grande que as vagas se esgotaram logo no início da divulgação sendo necessária a abertura de uma segunda turma.

“Foram abertas 40 vagas e tivemos cerca de 120 inscritos. Diante da grande procura, conseguimos abrir uma segunda turma e ampliar a prática da mediação das autorias indígenas. A ideia é aproximar o público dessa literatura, e dessa forma, incentivar e auxiliar na compreensão e leitura pública das obras”, explica Naine.

Oficina de dramaturgia pessoal

Divulgação

Nesta segunda (23.11), tiveram início as aulas da segunda turma da oficina de dramaturgia pessoal com a atriz e diretora teatral Juliana Capilé. Direcionada a maiores de 60 anos, a capacitação técnica de escrita incentiva a utilização de elementos da própria experiência de vida para o desenvolvimento de dramaturgia textual de teatro ou roteiro de cinema.

O projeto foi contemplado na categoria ‘Oficina Literária’ e ofertou vagas para duas turmas, ambas online. A primeira edição ocorreu de 16 a 20 de novembro e a segunda segue até a próxima sexta-feira (27.11).

“É uma oficina de escrita dramatúrgica para quem tem o que contar. Voltada exclusivamente para participantes acima dos 60 anos, a oficina investe em uma fase da vida na qual muitas histórias já se acumularam, alegres e tristes, que precisam ser registradas e transformadas em teatro ou cinema”, destaca Juliana.

Mitos e lendas do Rio Cuiabá ao Pantanal

Divulgação

Em outubro, a atriz Alicce Oliveira realizou quatro apresentações do espetáculo de contação de histórias ‘Mitos e Lendas do Rio Cuiabá ao Pantanal’ em suas redes sociais. O projeto foi contemplado na categoria contação de histórias.

As apresentações contaram com canções inspiradas nas manifestações folclóricas regionais, dentre outros artifícios que levarão o público a reconhecer as belezas desta região.

“Há muito tempo ouve-se falar nas histórias, mitos e lendas que povoam a memória dos povos ribeirinhos e de várias comunidades de Cuiabá em Mato Grosso. A presença de monstro em forma de serpente, seres fantásticos e história de pescador são condutores das narrativas apresentadas ao público através deste projeto” expõe Alicce.

Montagem de acervo e disponibilização da literatura de Ricardo Dicke

O projeto integra as edições do evento ‘Literatura e Cultura em Mato Grosso’ que acontece pela internet como curso a alunos do ensino médio de escolas públicas. Contemplado na categoria de formação de mediadores, a ação teve como proponente a professora doutora Madalena Machado, da Unemat de Pontes e Lacerda.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana