conecte-se conosco



Várzea Grande

Utilização de radares móveis em VG e multas ficam para dezembro

Publicado

em

Os radares móveis que seriam utilizados a partir de 1º de novembro nas principais avenidas de Várzea Grande devem começar a operar somente em 1º de dezembro. De acordo com o comandante da Guarda Municipal da cidade, Evandro Homero Dias, o novo adiamento para o início de operação dos equipamentos é decorrente do período de implementação do novo sistema.

 

“Vamos fazer faixas ao longo de todas as vias. Vão ser instaladas 10 faixas em cada uma para alertar as pessoas que a partir da data estabelecida as multas vão começar a ser cobradas”, explicou.

 

 

As avenidas 31 de Março, da FEB e Filinto Müller, que têm velocidade de 60 quilômetros por hora, devem receber os equipamentos. O comandante explicou que o objetivo, no entanto, não é gerar multas, e sim fazer com que as pessoas respeitem os limites de velocidade.

 

“Se nós não fizermos nenhuma multa em 30 dias para nós vai ser uma vitória, porque saberemos que as pessoas estão respeitando os limites de velocidade”, disse.

 

Os equipamentos de fiscalização eletrônica estarão aptos a registrar infrações de até 2 km de distância do ponto entre os radares e os carros e motocicletas que trafegarem pelos locais monitorados. Inicialmente, um equipamento atenderá as 3 avenidas 24h/dia, e custará aos cofres públicos R$ 7,3 mil no estilo portátil/móvel.

 

Quando passarem a valer, as multas vão variar de R$ 132 a R$ 880, de acordo com a velocidade excedida. Em caso de excesso de 20% da velocidade permitida na via, a multa será de R$ 132. Nos casos de excesso entre 20% a 50%, a multa será de R$ 163. Já nos casos de velocidade acima de 50% do estabelecido, a multa será de R$ 880.

 

Por Gazeta

Várzea Grande

Eleição da mesa: Vereadores desobedientes podem ser expulsos por partidos

Publicado

em

A disputa pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Várzea Grande, movimenta os bastidores e promete alguns embates internos em siglas que ainda pretendem debater o assunto.

Em conversa com dirigentes partidários, a informação é que alguns parlamentares, tomaram decisão isolada ao declarar apoio ao atual presidente, que é candidato à reeleição, vereador Fábio Tardin, o Fabinho (DEM).

O rumo tomado por veteranos e novatos pode ser um “tiro no pé” para alguns vereadores que já se comprometeram com a chapa de Tardin.

Presidentes de partido, já falam em sanções aos que não seguirem as orientações partidárias.
Segundo informações, outra chapa encabeçada pelo vereador Pablo Pereira (DEM), pode vingar, se conseguir reverter a decisão de alguns parlamentares, o que é praticamente impossível, já que o acordo feito com o grupo dos 12, parece ser inviolável.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana