conecte-se conosco



Cuiabá

Trecho de 23 km da MT-020 até o Distrito de Água Fria já está todo asfaltado

Publicado

em

A pavimentação dos últimos 23 quilômetros da rodovia MT-020, no município de Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá), passando pelo Distrito de Água Fria com acesso ao Lago de Manso, foi concluída nesta semana e a obra está em fase de acabamento com mais de 90% de execução. Agora, os trabalhos no trecho estão concentrados na implantação da sinalização e itens de drenagem, bem como na finalização do trevo localizado no entroncamento da MT-251 e MT-020, a 5 km da cidade de Chapada.

A previsão da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) é de que a obra seja totalmente finalizada ainda em outubro.

Segundo o engenheiro da Sinfra e fiscal do contrato, José Carlos Ferreira, os trabalhos no trevo localizado entre a MT-251 e MT-020, com destino a Água Fria, devem ser terminados até a próxima segunda-feira pelos funcionários da empresa Destesa Engenharia e Construções, construtora responsável por tocar a obra.

“Já terminaram o revestimento asfáltico com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), o asfalto quente, na alça direita do trevo. Nesta sexta-feira (20.09), o tráfego está liberado nesta parte da via. Até segunda-feira será concluída a pavimentação do trecho da MT-251 (Estrada da Chapada) que corta o local e trânsito voltará a ter movimentação normal”, explicou.

Além do trevo, os serviços acontecem em uma segunda frente no trajeto entre a Estrada de Chapada e o distrito. Esse percurso já está todo asfaltado e as atividades neste momento estão direcionadas para a execução de itens de acabamento, tais como instalação de sarjeta, meio fio, canaletas, além da chamada hidrossemeadura, uma técnica de revegetação do solo, que, no caso da MT-020, será feito com grama nas encostas da pista.

Por último, acontecerá ainda a sinalização horizontal e vertical da via. No entanto, em alguns pontos da rodovia já foi feita a instalação de barreiras de proteção (defensa).

“Ao final, realizamos uma espécie de pente-fino na obra para avaliar os serviços e a possível necessidade de algumas correções, sempre no sentido de entregar à população um produto de qualidade”, destacou o engenheiro.

A pavimentação da MT-020 compreende um trecho total de 50 quilômetros. Nessa fase, estão sendo executados os últimos 23 quilômetros, o restante já havia sido concluído em 2016. A obra atual está orçada R$ 16,70 milhões. Os recursos são provenientes do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo (Prodestur) e a retomada da obra ocorreu no início de 2019, após mais de dois anos de espera desde a finalização do primeiro lote. O contrato integra o pacote de 114 ordens de serviços autorizadas pelo governador Mauro Mendes, em março deste ano.

Estímulo

O asfaltamento da estrada até o Distrito de Água Fria, em direção ao Lago de Manso, é uma demanda antiga de moradores da região e tende a fomentar atividades como piscicultura, turismo, mercado imobiliário, além de fornecer melhor qualidade de vida as mais de 20 mil pessoas que vivem no entorno de Chapada dos Guimarães.

“Depois desse pavimento pronto, além de estimular o turismo, essa região vai se tornar num curto espaço de tempo, a maior produtora de peixes de água doce do Estado de Mato Grosso”, enfatizou o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

O estímulo à piscicultura na região começou em 2016, porém com a pavimentação dos últimos 23 quilômetros da MT-020, a atividade tende a ganhar força.

O morador da região Alcebídes Gonçalves de Azevedo, que arrendou há dois meses um quiosque para venda de água de coco às margens da MT-251, próximo ao trevo que dá acesso a MT-020, disse estar muito satisfeito com a obra e que a pavimentação do percurso vai trazer benefício a dezenas de comunidades instaladas na região.

“Posso garantir que a obra aqui no trevo está ficando muito bem feita porque estou acompanhando diariamente. Tem muita gente que mora lá para o lado de Água Fria e será muito bom pra (sic) todo mundo, principalmente para quem tem lotes lá, porque vai valorizar”, comentou.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Número de demissões em abril bate recorde em MT; Dados apontam saldo negativo superior a 11 mil empregos formais

Publicado

em

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgou nesta quarta-feira (27/5) dados atualizados de admissões e demissões em todo o país. Em Mato Grosso, no mês de abril, o ritmo de demissões aumentou e as admissões arrefeceram. As contratações ficaram em 14.296 e o número de desligamentos chegou a 25.827, gerando um saldo negativo de – 11.531 de empregos formais. No acumulado do ano, o que se refere aos quatro primeiros meses de 2020, foi registrado -681 empregos formais.

O levantamento do Ministério da Economia ainda trouxe dados sobre empregos preservados durante a pandemia através do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda, que permite a redução proporcional de jornada e salário dos trabalhadores ou suspensão de contratos.

Segundo o Caged, Mato Grosso teria preservado 43.999 vagas de empregos com o programa. Acordos relacionados à suspensão de contratos representavam 54,45% do total. Nos casos de redução salarial de 25%, representa 13,80%, redução salarial de 50% representa 17,55%, e de 70% representa 12,16%. Nos casos dos trabalhadores intermitentes, o percentual atingido ficou em 2,04%. No Brasil, foram apurados 8.154.997 de empregos preservados. Desse total, 3.140.627 referem-se a empregos do segmento de “serviços”, 2.068.638 do “comércio”, 1.843.989 da “indústria”, 202.153 da “construção”, 21.683 da “agropecuária” e 877.907 de “outros” setores da economia.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), Nelson Soares, disse que o resultado reflete os efeitos da pandemia da Covid-19 na economia brasileira.“Com o estado de calamidade pública decretada pelos governos, fechamento obrigatório da maioria da empresas dos setores produtivos, liberação gradual e lenta para retomada das atividades, difícil a acesso a linha de crédito e a necessidade de revisar orçamentos financeiros visando redução de despesas e custos, infelizmente já era esperado um número significativo de pessoas desempregadas”, disse ele.

Diante dos números divulgados, Soares reforça a necessidade de retomada das atividades comerciais. “Dados como este só reforçam a necessidade de termos todas as atividades comerciais restabelecidas, normalizadas, do crédito chegar na ponta sem burocracia. Precisamos desburocratizar; fatores como a burocratização precisam ser deixados de lado, precisamos ter acesso a recursos para a retomada. O nosso esforço está sendo intenso em gerar ações que possam minimizar os impactos na economia, principalmente pela manutenção da renda. Esse esforço passa por reunião diárias com autoridades e representantes diversos, além de materiais e campanhas de conscientização para que a população possa de fato se adequar as medidas de biossegurança. Os desafios são grandes, por isso só com o esforço de todos que poderemos de fato estacarmos esses números tão negativos”.

DADOS NACIONAIS

Em abril do ano passado, o Caged teve saldo de +129.601 postos de trabalho com carteira assinada, resultado de 1.374.628 admissões e 1.245.071 demissões. No mesmo mês de 2020, as contratações ficaram em 598.596 e número de desligamentos chegou a 1.459.099, gerando um resultado de -860.503 empregos. Ou seja, enquanto as demissões tiveram um incremento de 17,2%, as admissões caíram 56,5% na comparação abril de 2019 com o mesmo mês deste ano. O saldo de abril foi o pior da série histórica iniciada em 1992. No acumulado do ano, houve 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões no país, o que representa, de forma expressiva, saldo negativo de -763.232 empregos formais.

O Ministério da economia justificou a não atualização dos dados que não ocorria desde o fechamento de dezembro de 2019 através de nota oficial e disponibilizou o calendário das próximas divulgações.

Junho
29/06/2020 – Competência: maio de 2020.
Julho
28/07/2020 – Competência: junho de 2020.
Agosto
27/08/2020 – Competência: julho de 2020.
Setembro
29/09/2020 – Competência: agosto de 2020.
Outubro
29/10/2020 – Competência: setembro de 2020.
Novembro
26/11/2020 – Competência: outubro de 2020.
Dezembro
28/12/2020 – Competência: novembro de 2020

Segue link de acesso ao dados detalhados apresentados pelo CAGED.
http://trabalho.gov.br/…/Apresentacao_Coletiva_Caged_27_05.…

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana