conecte-se conosco



Cuiabá

TJ determina que empresa pague indenização à família de jovem que morreu ao ser atingido por torre de TV

Publicado

em

(Foto: Denise Soares/G1)
Por unanimidade, a Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, sob a relatoria da desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas, deu parcial provimento a um recurso de Apelação interposto pela mãe e irmão de uma das vítimas do desabamento de uma torre de TV em Cuiabá.
Em abril de 2011 uma torre de transmissão de TV, localizada no bairro Bosque da Saúde desabou. O equipamento com cerca de 100 metros, caiu na lateral do prédio da emissora e atingiu um caminhão que circulava pela Avenida Miguel Sutil. O passageiro, um jovem de 26 anos, morreu ao ser atingido na cabeça.
A esposa e o filha da vítima ingressaram na Justiça, com pedido de pensão e de indenização. Em acordo homologado pelo juízo da Quinta Vara Cível de Cuiabá a empresa de TV se comprometeu em indenizar a esposa e filha da vítima.
A mãe e o irmão da vítima também ingressaram em juízo buscando indenização por danos morais e materiais, afirmando que a morte causou intenso sofrimento psíquico aos seus familiares. O juiz de primeiro grau julgou improcedentes os pedidos, ao argumento de que apesar da dor vivenciada pela mãe e pelo irmão do falecido, não há como estender a indenização a todos os ofendidos.
Insatisfeitos com a decisão de piso, os autores apelaram ao Tribunal Justiça, buscando a reforma da sentença.
A Câmara Julgadora, composta ainda pelos desembargadores Sebastião Barbosa Faria (1º Vogal convocado) e Nilza Maia Pôssas de Carvalho (2ª Vogal convocada), votaram com a relatora pela reforma parcial da sentença recorrida, condenando a empresa de televisão ao pagamento de R$20.000,00 a título de danos morais, corrigidos de juros de mora de 1% ao mês, desde o evento danoso, e correção monetária a partir dessa decisão.
É admissível o reconhecimento de danos morais em favor da genitora da vítima, bem como ao irmão, pois, certamente, que a situação causou imenso sofrimento e dor aos seus familiares, sendo possível o reconhecimento de danos morais que será fixado em conformidade a relação de parentesco com a vítima.
Confira AQUI o acórdão com o julgamento do recurso de Apelação 55561/2018.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Repórter do Cadeia Neles registra BO contra colega após ameaça

Publicado

em

O repórter Franciel Almeida da TV Vila Real e o colega Giovane Júnior do SBT, se desentenderam durante uma pauta, na noite desta quinta-feira (04).

Profissionais de emissoras renomadas na capital, se desentenderam e um boletim de ocorrência foi registrado.
Franciel acusa Giovane de ameaça, injúria e difamação. Repórter da Vila Real, ele diz ter sido ameaçado e agredido pelo colega de profissão.
Ambos foram conduzidos para Central de Flagrantes após se desentenderem.
A confusão começou quando Giovane, chegou para uma reportagem e não gostou da forma como Franciel olhava e apontava para o veículo da TV.

Em seguida as ameaças verbais e palavrões foram desferidos, tudo foi testemunhado pelo Tenente Marcos de Melo.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana