conecte-se conosco



Política MT

Tião da Zaeli aceita ser vice de Flávio Vargas; empresário fortalece pré-campanha e aglutina sete partidos

Publicado

em

O empresário Flávio Vargas (PSB) colocou literalmente o “bloco” na rua e está a todo vapor com sua pré-campanha para prefeito em Várzea Grande. Vargas está articulando partidos para formação de arco de aliança com pelo menos 12 partidos e de quebra escalou o ex-prefeito Tião da Zaeli (PSDB), para ser vice.

 

Os dois têm afirmado a interlocutores que possuem plenas condições de derrotar o clã Campos, que ainda vive uma indefinição quanto ao seu candidato.

Para consolidar o projeto o PSB, já iniciou intenso trabalho nos bastidores, com lideranças de todos os segmentos e fortaleceu o movimento mulher, que está sob o comando de Marciany Bustamante, idealizadora do Projeto VG Mais Ação, um dos maiores projetos sócias do município.

 

Segundo fontes do MT de Fato, o grupo cresce e políticos de vários partidos já estiveram reunidos com o empresário, para robustecer a pré-campanha e elaborar um planejamento eficaz, para vencer o grupo da atual prefeita Lucimar Campos, que conta hoje com 80% de aprovação.

Em entrevista ao site, o empresário Flávio Vargas detalhou que existem 7 nomes que estão sendo cogitados para compor a chapa e que o empresário Tião da Zaeli está muito confiante na formatação do grupo intitulado “Todos por Várzea Grande”.

Vargas adiantou que até 15 de março os partidos “baterão o martelo”, e definirão quem será seu vice.

“Estamos trabalhando há 3 meses, muita gente tem nos procurado, tudo que está sendo feito é para robustecer nosso partido e nossa pré-candidatura é uma consequência deste trabalho conjunto”, relatou.

 O empresário assumiu o comando da sigla  em 2019 e iniciou o movimento para lançar candidatura própria com apoio do deputado estadual Max Russi.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Funcionários de postos de combustíveis deverão receber EPIs gratuitos

Publicado

em

Tramita na Assembleia Legislativa o projeto de lei 621/2020 que torna obrigatório o uso de equipamentos de proteção individual – EPIs pelos funcionários e colaboradores dos postos de combustíveis, que deverão receber os EPIs sem nenhum custo. A iniciativa engloba também empresas de coleta e transporte de resíduos, públicas ou privadas, de Mato Grosso.

Apresentado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), na quarta-feira (8), o projeto deverá tramitar em caráter de urgência, se tornando uma das ações de combate à proliferação do coronavírus. Botelho já propôs 29 projetos voltados ao combate à pandemia.

O parágrafo único da proposta determina o fornecimento dos EPIs pelo empregador, de forma gratuita, aos funcionários e colaboradores dos postos de combustíveis.

Botelho defende que a intenção é a de garantir a proteção de trabalhadores, como frentistas, que ficam expostos diariamente, atividade que requer cuidados para evitar o contágio da Covid-19.

“São verdadeiros guerreiros, colocam suas vidas em risco todos os dias, para prestar esses serviços essenciais à população”, destacou o parlamentar. O projeto segue para a análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação – CCJR.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana