conecte-se conosco



Política MT

TCE aprecia 89 processos em sessões do Pleno e da 2ª Câmara

Publicado

em

O Pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso se reúne na terça-feira (03/12), a partir das 8h30, para apreciar 70 processos administrativos. Destes, 55 são contas de governo municipais. Entre eles Representações de Natureza Interna (RNI) e Externa (RNE), Recursos Ordinários e Recursos de Agravo, Levantamentos, Pedidos de Rescisão, Contas Anuais de Governo e Contas Anuais de Gestão, Tomada de Contas, Auditorias, Embargos de Declaração e Concurso Público. Na quarta-feira (4/12) os membros da 2ª Câmara de Julgamentos se reúnem, às 9h, para apreciar 19 processos.

A consulta, formulada pelo Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis acerca da contagem de tempo para fins de aposentadoria especial de professor, está na pauta da sessão do Pleno.

O julgamento das contas anuais de governo é o meio pelo qual, anualmente, os chefes do Executivo expressam os resultados da atuação governamental no exercício financeiro a que se referem. São contas globais que “demonstram o retrato da situação das finanças, revelam o cumprir do orçamento, dos planos de governo, dos programas governamentais, demonstram os níveis de endividamento, o atender aos limites de gasto mínimo e máximo previstos no ordenamento para saúde, educação, gastos com pessoal. O TCE emite parecer, que é encaminhado aos Legislativos, que procederão ao julgamento político.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Reforma previdenciária municipal passará pela Comissão de Previdência Social antes de ir a plenário

Publicado

em

O projeto de lei de autoria do Executivo Municipal que trata sobre a reforma da previdência passará pela Comissão pela Comissão de Saúde e Previdência Social antes de ser remetido ao crivo do plenário.
A matéria será analisada pela Comissão durante reunião ordinária a ser realizada na tarde desta quinta-feira, dia 28. Com isso, a tendência e que a mensagem seja incluída na pauta de votação da sessão da próxima semana.
Na prática, a mensagem prevê apenas aumento na alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais.
A medida é necessária para adequação ao sistema previdenciário brasileiro, que sofreu alteração no ano passado por meio da implementação da Emenda Constitucional nº103/2019.
Desta forma, a alteração será de 11% para 14%, sendo esse o teto mínimo estipulado pela União. Na Capital, são 11 mil servidores ativos e pouco mais de 4 mil inativos. Essa segunda classe representaria 20% daquilo que é arrecadado para a Previdência. O déficit mensal seria de R$ 10 milhões.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana