conecte-se conosco



Interior

Surto de hanseníase leva MPE a reiterar pedido de interdição de Centro de Detenção Provisória

Publicado

em

O município de Juína vive situação de alerta diante dos novos casos de hanseníase. Só no ano passado 69 pessoas foram diagnosticadas, e até julho deste ano, 154. O quadro endêmico é ainda mais preocupante na população carcerária, que de um total de 40 presos atendidos no mês passado pela equipe multidisciplinar de saúde, 21 apresentaram a doença. As carências estruturais, superlotação e a ausência de prestação de serviços médicos na unidade prisional do município levaram o Ministério Público Estadual, por meio das Promotorias de Justiça Cível e Criminal, a reiterar pedido de interdição parcial do Centro de Detenção Provisória.

De acordo com o promotor de Justiça Dannilo Preti, desde maio do ano passado uma ação judicial está em trâmite requerendo melhorias ao local. “O novo pedido de interdição parcial foi protocolado, principalmente, em razão da ausência de médico e enfermeiro no local o que faz com que inviabilize a prevenção e diagnóstico de casos de hanseníase”, explica Preti.

Ainda segundo o MP, a interdição parcial é necessária para impedir o ingresso de novos presos de outras comarcas na unidade. Atualmente, a população carcerária de Juína é de 226 presos, sendo que 77 são oriundos de outros municípios. Entre os problemas relatados ao Ministério Público, o Centro de Detenção Provisória apresenta deficiência estrutural que reflete na insalubridade do ambiente; superlotação e a ausência de médico e enfermeiro.

A ausência dos profissionais na área da saúde para atuar na unidade prisional ocorre mesmo com candidato aprovado em concurso público. “Se não houver ação hoje, Juína pode ser amanhã, um Carandiru (111 mortos – São Paulo/SP), Urso Branco (27 mortos – Porto Velho/RO) ou, mais recentemente, Anísio Jobim (56 mortos – Manaus/AM) e Alcaçu (26 mortos- Natal/RN)”, alerta o promotor no pedido.

  Por Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Interior

Governo conclui pavimentação de 26,7 km da MT-110

Publicado

em

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), concluiu a pavimentação de 26,79 quilômetros da MT-110, entre os municípios de Alto Garças e Guiratinga, na região Sudeste de Mato Grosso. Falta somente a execução de serviços de sinalização ao longo de todo o trecho para a finalização e entrega definitiva da obra à população.

Esse trecho faz parte do primeiro lote de obras executadas para interligar as cidades de Alto Garças e Guiratinga por via asfaltada. Foi pavimentado o trecho entre a BR-364, em Alto Garças, até o entroncamento da MT-461, já no perímetro de Guiratinga. O investimento realizado foi de R$ 21,3 milhões nessa obra, que estava paralisada e foi retomada pela atual administração do Governo do Estado.

Com a conclusão desse segmento, faltarão somente 41, 42 quilômetros para a interligação asfáltica definitiva entre os municípios. A execução dessa obra, que faz parte do lote 2, no trecho que compreende o entroncamento da MT-461 até o entroncamento da MT-270/340, na sede de Guiratinga, já está dentro da programação para ser executado.

Governo conclui pavimentação de 26,7 km da MT-110

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a retomada e conclusão da obra nessa rodovia põe fim a um problema antigo de logística da região, além de atender uma grande demanda dos moradores das cidades que esperam há décadas pelo tão sonhado asfalto.

Outras obras

Além dessa pavimentação, o Governo do Estado já concluiu duas importantes obras de infraestrutura rodoviária nessa região. Foi finalizada e entregue, no ano passado, a pavimentação da MT-110 no trecho compreendido entre o entroncamento de Guiratinga até o município de Tesouro, totalizando de 41,4 quilômetros.

Também foi concluída a ponte de concreto na MT-110, sobre o rio Batovi, localizada entre as duas cidades. Foram investidos aproximadamente R$ 60 milhões nas duas obras.

Esse trecho faz parte do 1º lote de obras executadas para interligar as cidades de Alto Garças e Guiratinga por vias asfaltadas. 

Projetos em licitação

E mais obras estão por vir. Está no planejamento a execução da pavimentação de 61,20 quilômetros da MT-110, no trecho que compreende o fim da pavimentação urbana do município de Tesouro até o entroncamento da BR-070. A elaboração do projeto de pavimentação desse trecho já está em fase de licitação.

Com a conclusão de todas as obras citadas, o Governo do Estado vai interligar a BR-364 até a BR-070, através da MT-110, por via asfaltada e, por consequência, ligar a região do Vale do Araguaia até o Sudeste do Estado.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana