conecte-se conosco



Política MT

Sine-MT oferece mais de 2 mil vagas de emprego

Publicado

em

O Sistema Nacional de Emprego (Sine), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), inicia a semana com 2.228 vagas de emprego disponíveis. As oportunidades estão espalhadas em diversas áreas nas 28 unidades do Sine instaladas em Mato Grosso.

Conforme o painel apresentado, cinco municípios se destacam em vagas no Estado, entre eles estão: Cuiabá e Várzea Grande, Sorriso, Sinop, e Lucas do Rio Verde.

Na Capital, ao todo, são 287 vagas de trabalho. Dessas, 272 são voltadas para o público em geral nas áreas de auxiliar de linha de produção; auxiliar de armazenamento; auxiliar de estoque; azulejista; instalador de sistemas eletroeletrônicos; dentre outros.

Já para as pessoas com deficiência (PCD) são direcionadas 15 vagas nas áreas de auxiliar administrativo; auxiliar de limpeza; auxiliar de manutenção predial e vigilante.

No interior, o número em vagas no município de Sorriso (340 km de Cuiabá) chega a 349 oportunidades. Somente para servente de obras são 95; pedreiro 50; operador de processo de produção 50; soldador 25; carpinteiro 50; auxiliar técnico de montagem 10.

Em Sinop (419 km de Cuiabá) 325 vagas estão abertas nas áreas de repositor em supermercados 50; de auxiliar de linha de produção 25; empacotador a mão 10; fiscal de prevenção de perdas 10; motorista carreteiro 11; motorista entregador 14; pedreiro 12; repositor em supermercados 50.

Na cidade de Lucas do Rio Verde (332 km de Cuiabá) são 272 vagas distribuídas nas áreas de operador de processo de produção; assistente de operações audiovisuais 14; repositor de mercadorias 11; vendedor interno; dentre outros.

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política MT

Descubra quanto cada deputado federal gastou em 2020

Publicado

em

Os deputados federais de Mato Grosso utilizaram bastante dos recursos disponíveis para o mandato em 2020. Entre os 8 parlamentares, quem mais gastou foi Carlos Bezerra (MDB). Com a soma da Cota Parlamentar de R$ R$ 447,6 mil adicionada a verba de gabinete no valor de R$ 1,2 milhão, o total de gastos chegou a R$ 1,449 milhão aos cofres públicos. Confira quanto cada deputado federal gastou.

Em seguida vem Nelson Barbudo (PSL), que gastou R$ 401,9 mil com a divulgação da atividade parlamentar e R$ 943,1 mil de gabinete, o que culminou na somatória de R$ 1,3 milhão ano  passado.

Já o deputado Dr. Leonardo (SD) teve gasto de R$ 349,4 mil da cota e R$ 943,1 mil do custeio do pessoal, com o valor final em 12 meses na casa do R$ 1,292 milhões.

Na atuação como deputado, o progressista Neri Geller gastou R$ 301 mil e com verba R$ 980,6 mil, a somatória dos valores no final resultou em R$ 1,292 milhões em 2020.

O parlamentar José Medeiros (Pode) informou que suas despesas foram na casa de R$ 289 mil com demonstração do seu trabalho e R$ 972, 6 mil de gabinete. No total o custo foi de 1,267 milhões.

Já o emedebista Juarez Costa teve gastos na ordem de R$ 251,7 mil com cota e R$ 993,7 mil com gabinete, somando R$1,260 milhões.

A deputada do Partido dos Trabalhadores (PT), Rosa Neide, teve R$ 242,7 mil em cota parlamentar e R$ 996,1 mil do dinheiro direcionado ao custeio do gabinete, o que totalizou R$1,248 milhões.

Filho do atual prefeito de Cuiabá, o deputado Emanuel Pinheiro Neto, conhecido como Emanuelzinho (PTB), declarou R$ 165,5 mil em atividade parlamentar e R$ 932,7 mil de verba para o custeio do pessoal, no fim a somatória foi de R$ 1.098 milhões.

 

Fonte Gazeta

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana