conecte-se conosco



Eventos

Simpósio mostra avanços da fruticultura brasileira

Publicado

em

Com produção de 79,4 milhões toneladas em 2019, o Brasil é um dos três maiores produtores de frutas do mundo, atrás apenas da Índia e da China. Pela primeira vez, o país atingiu, naquele ano, US$ 1 bilhão em negócios, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As exportações superaram um milhão de toneladas, volume 14,7% superior ao registrado em 2018, gerando divisas de US$ 24,4 milhões e um avanço de 19,1%. A maior parte da produção brasileira de frutas é consumida no mercado interno.

A importância na produção agrícola brasileira e a variedade de frutas existentes no nosso país, devido ao seu clima tropical, fazem com que o conhecimento seja um dos ingredientes muito importantes para o sucesso de empreendimentos que envolvem a produção e a comercialização de frutas. Para que as últimas tecnologias na área da fruticultura sejam repassadas ao setor produtivo é que será realizado, de 19 a 23 de outubro, o Simpósio on-line de Fruticultura (SOFruto).

Celso Luiz Moretti, presidente da Embrapa, será um dos conferencistas durante a sessão de abertura do Simpósio, no dia 19. O tema a ser tratado por Moretti em sua fala será “Ciência e fruticultura: a percepção da pesquisa”. Junto com Moretti estará apresentando, no mesmo evento de abertura, Guilherme Cruz de Souza Coelho, presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), que irá falar sobre “Ciência e Fruticultura: a percepção do setor produtivo”.

Segundo Ricardo Elesbão Alves, presidente da SBF e pesquisador da Embrapa Alimentos e Territórios, a ideia desse simpósio foi chamar personalidades na área governamental, de ensino e pesquisa, e do setor produtivo para a realização de um evento mais técnico, acessível ao público alvo do evento, ou seja, produtores rurais, agentes de Ater e gestores públicos envolvidos na organização de cadeias de produção, principalmente aqueles que trabalham com a organização da produção para exportação. Ele dará palestra sobre “Frutas Nativas: valoração, uso e oportunidades de mercado”.

O evento contará, ainda, com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Anvisa, do Ministério do Desenvolvimento Regional, empresas do ramo, consultores, professores e pesquisadores.

Mesa Redonda

Segundo a pesquisadora da Embrapa Cerrados Ana Maria Costa, representante no evento da Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos e presidente do Comitê organizador do Simpósio, haverá ainda, durante o evento, uma mesa redonda internacional onde os representantes do México, Colômbia e Peru irão apresentar as experiências de outros países na organização da cadeia de produção para que produtores rurais de pequeno porte tenham acesso a mercados externos.

Para mais informações, acesse aqui a página do evento.

 

Jurema Iara Campos (MTb 1300/DF)
Embrapa Alimentos e Territórios

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Eventos

Projeto da UFMT realiza live sobre educação e conservação ambiental em Mato Grosso

Publicado

em

Agência TOCA promove live, através do Instagram, com a pesquisadora Juliana Freitas sobre meio ambiente.

A degradação da natureza está diretamente ligada à extinção das espécies e dos recursos naturais. No atual cenário brasileiro, encontramos significativo aumento no número de áreas desmatadas e de focos de incêndios, principalmente no território mato-grossense. A sustentabilidade tem como caminho trazer a solução para o problema vigente, buscando inserir a conservação e educação ambiental na sociedade. Pensando nisso, a Toca, agência experimental de comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), promoverá uma live, na próxima quarta-feira (21), às 14h, no horário de Cuiabá, com a pesquisadora Juliana Freitas, que irá abordar o tema “Conservação e educação ambiental”.

Juliana Freitas é docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso em Rondonópolis, possui doutorado em Funcionamento dos Ecossistemas e Conservação Biológica e suas pesquisas abordam as espécies e suas especificidades para a manutenção do ecossistema. De acordo com sua tese de doutorado, os processos de urbanização e implementação da agricultura, podem afetar significativamente o funcionamento da biodiversidade local.

A conservação biológica sempre foi um tema de relevância, porém, diante de uma crise ambiental, é necessário conscientizar os cidadãos do seu papel como parte do meio ambiente e dos riscos da capacidade que temos de alterar drasticamente o funcionamento natural do ecossistema. “Há um entendimento, equivocado, de que os seres humanos estão afastados dessa natureza e que não depende da biodiversidade e nem dos ciclos [da matéria e do fluxo de energia]. A Educação ambiental entra como uma ferramenta de extrema importância para que nós possamos compreender o nível de dependência do funcionamento do ecossistema e tentar reequilibrar o relacionamento do ser humano com o seu meio”, explica a pesquisadora.

Essa perspectiva é compartilhada pela aluna de Comunicação Social Arielly Barth, que afirma que a “conservação está diretamente ligada com a educação ambiental. É só através dela que podemos conscientizar e ensinar, levando em consideração, principalmente, este momento em que estamos vivendo”.

A  live com Juliana Freitas encerrará a ação “Ciência Fora da Toca”, que já promoveu discussões no Instagram sobre desigualdade racial, saúde da população negra e indígena, e conservação da Biodiversidade do Bioma Pantanal. A iniciativa do projeto de extensão TOCA é desenvolvida por estudantes dos cursos de Comunicação Social da UFMT e orientada pelas professoras Tamires Coêlho e Pâmela Craveiro.

A transmissão ocorrerá pelo Instagram @toca_ufmt, com interação e rodada de perguntas enviadas pelo público. A ação também disponibilizará certificado do evento para aqueles que fizerem a inscrição via formulário.



TOCA – Agência Experimental de Comunicação da UFMT
toca.jpg

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana