conecte-se conosco



Cuiabá

Setasc comunica morte de servidora por Covid-19

Publicado

em

É com profundo pesar que a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT) comunica a morte da servidora Rosângela Camargo Nascimento, em decorrência do novo coronavírus. Rosângela ficou internada na UTI do Hospital Jardim Cuiabá desde o dia 22 de junho, mas não resistiu e faleceu na noite deste domingo (28.06).

Rosangela era servidora do Estado há mais de 20 anos, trabalhou na instituição Lar da Criança, Sistema Nacional de Emprego (Sine) e atualmente no Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon). Ela deixa marido, dois filhos e um neto.

Consternada, a secretaria da Setasc lamentou a perda da servidora que tanto se dedicou aos trabalhos junto a Secretaria.

“Estamos enlutados, lamentando muito a partida de Rosangela que fez muito bem o seu papel de servidora pública. Outro sentimento muito forte é o de gratidão, por tudo o que ela fez a serviço da população”.

A servidora era muito querida e os amigos de trabalho lamentaram sua morte. “Ela sempre esteve muito tempo a frente do setor de seguro-desemprego do Sine. Foi e sempre será referência para todos que trabalharam com ela. Era uma pessoa muito dedicada, viajamos muito a trabalho. Todos nós estamos em luto com sua partida”, relata a superintendente do Sine, Simone Koehler.

“Convivemos muito juntos, comprometida com tudo que fazia, além de colega de trabalho, foi uma amiga para vida, sempre preocupada com outros, mãezona e protetora. É assim que vamos lembrar dela”, comentou o coordenador de Qualificação Profissional da Setasc, Samir Prado.

A Setasc se solidariza à dor da família e manifesta profundo sentimento.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Abordagem preventiva e de conscientização é marca da fiscalização no toque de recolher

Publicado

em

Diariamente, das 22h30 às 5h, as equipes de fiscalização do toque de recolher, coordenadas pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Sorp), têm percorrido a Capital para garantir o cumprimento do Decreto nº 7.956, que visa manter o isolamento social no período noturno, como forma de evitar a proliferação no novo coronavírus. Além disso, durante o dia também são feitas fiscalizações no comércio da cidade, atendendo aos chamados que chegam pelo Disque-denúncia da Secretaria (65 3616–9614).

Conforme o secretário municipal de Ordem Pública, Leovaldo Sales, a atual pandemia se mostrou um momento de conflito para todas as pessoas que se veem entre a necessidade de trabalhar e o impedimento de fazer aglomerações e isso tem sido levado em consideração pelos fiscais, que estão preparados para contribuir da melhor maneira possível com a contenção da Covid-19. “Nosso corpo de fiscalização é bastante profissional. Nós preparamos os nossos fiscais no sentido de nunca deixar escapar essa abordagem preventiva, orientativa e, principalmente, esse relacionamento humanizado que caracteriza a gestão Emanuel Pinheiro”, afirma.

A postura do secretário vai ao encontro à do prefeito Emanuel Pinheiro, que classifica o momento como uma excepcionalidade, no qual é preciso contar com a compreensão de todos os cidadãos. “Acima de tudo, a saúde e a vida das pessoas. Estamos tentando tanto quanto possível equilibrar o impacto sanitário quanto o impacto econômico para garantir o trabalho, para garantir a geração de renda, o salário do trabalhador”, enfatiza Pinheiro.

O caráter preventivo e a abordagem humanizada da fiscalização tem seu reflexo no número de denúncias atendidas na primeira semana da operação toque de recolher: 117 registradas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Conforme Leovaldo Sales, o número é considerado razoável para uma capital e tende a diminuir.

Quando os fiscais chegam ao estabelecimento ou evento onde há descumprimento das regras de isolamento social, procuram o responsável e explicam a ele qual sua participação e importância no combate à propagação do coronavírus. “Nós temos tido uma aceitação e temos tido uma eficiência muito interessante dentro de Cuiabá”, aponta o secretário de Ordem Pública.

Uma exceção, segundo Sales, são os mais jovens. “É um público que está chegando num limite e que não suporta mais ficar dentro de casa. Então, qualquer alternativa fora, ele vai tentar correr o risco de transmitir”, acrescenta.

Com relação ao futuro das ações de fiscalização durante a pandemia, o secretário destaca que a Sorp está preparada para novas medidas que venham a ser implementadas — como a ampliação do horário do toque de recolher — e que tem apresentado diariamente ao prefeito Emanuel Pinheiro as informações referentes ao andamento dos trabalhos.

“Cuiabá procurou e tem procurado fazer o dever de casa desde o começo, antecipando várias medidas. O prefeito Emanuel Pinheiro tem sido muito determinado naquilo que ele pensa que protege a saúde pública e ele pensa de uma maneira muito correta, muito efetiva, enfrentando inclusive críticas. Mas ele não tem mudado a sua opinião em defesa da saúde pública dos brasileiros que moram em Cuiabá”, avalia o secretário.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana