conecte-se conosco



Cuiabá

Sesc Pantanal abre 22 vagas de estágio para 2021

Publicado

em

O polo socioambiental Sesc Pantanal está com inscrições abertas para 22 vagas de estágio, três delas destinadas a pessoas com deficiência, com início em 2021, em Várzea Grande e Poconé. Ao todo, são 13 áreas de atuação e a remuneração é de R$ 951,20 mais R$ 140 de auxílio transporte, para a carga horária de 20 horas semanais. Os currículos podem ser enviados até a próxima segunda-feira (7/12).

 

Administração, Arquitetura (cadastro de reserva), Ciências Contábeis, Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), Direito, Engenharia Civil, Gestão de Pessoas/Gestão de Recursos Humanos, Psicologia, Turismo ou Hotelaria, Educação Física (Licenciatura/Bacharelado), Pedagogia, Educação Física (Bacharelado) e Gastronomia são as áreas com vagas disponíveis em três unidades do Sesc Pantanal: a Base Administrativa (Várzea Grande), o Sesc Poconé (Poconé) e o  Hotel Sesc Porto Cercado (40 km de Poconé).

 

Os currículos devem ser enviados, juntamente com o Histórico Escolar do Curso Superior, exclusivamente no endereço e-mail [email protected], com as seguintes informações obrigatórias: curso, nome da instituição de ensino, Coeficiente de Rendimento (CR), semestre atual e previsão de mês/ano de formatura.

 

Para concorrer é preciso estar regularmente matriculado em instituição de ensino superior credenciada pelos sistemas Federal (Ministério da Educação – MEC) e Estadual (Conselho Estadual de Educação – CEE-MT) e cursando o semestre indicado para cada caso. O contrato tem duração de 10 meses, com possibilidade de renovação por igual período, exceto para o curso de Gestão de Pessoas / Gestão de Recursos Humanos e Gastronomia. Mais informações e inscrições em www.sescpantanal.com.br/, em Trabalhe Conosco.

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Cuiabá

Internauta reclama de transtorno causada por obra em viaduto

Publicado

em

Um cidadão registrou em vídeo nesta sexta-feira (16), a situação do viaduto Murilo Domingos, que ainda está em fase de construção, a obra causa um congestionamento diário de quilômetros na região e o cinegrafista amador mostra que tudo isso poderia ter sido evitado, com a liberação de vias nas laterais da Avenida Manoel José de Arruda (Av. Beira Rio).

O município investe total de R$ 13.992.929,79 para sanar uma demanda grande de trânsito, a desobstrução do trecho é feita em consenso entre as secretarias de Mobilidade Urbana (Semob) e Obras Públicas, que constataram que o fluxo nesse local específico não impacta, neste momento, no andamento da obra e tampouco gera riscos aos trabalhadores e condutores. Mas quem precisa passar no local vê que há uma grande necessidade de liberação das ruas.

No dia 15 de dezembro do ano passado, o prefeito Emanuel Pinheiro informou para a população que a entrega do viaduto Murilo Domingos foi transferida para o início de 2021. Conforme explicado por ele, a extensão no prazo foi solicitada pela empresa responsável pela execução da obra, que terá que trabalhar na substituição de solo em uma das cabeceiras que faz a ligação entre a pista e a estrutura de concreto.

 

 

O cidadão que gravou o vídeo ainda ressalta “Nós pagamos impostos, para quê?! Isso é um abuso com a gente.”

 

A empresa pediu um prazo maior para a entrega da obra justamente por identificar nas cabeceiras um solo barrento que prejudicaria a segurança do viaduto, os trabalhadores estão focados em terminar essa parte para poder entregar. Mas a rotatória que poderia desafogar o trânsito de quem precisa transitar em ambas cidades.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana