conecte-se conosco



Esportes

Série C: Ferroviário-CE tenta recuperar liderança contra Jacuipense-BA

Publicado

em

Duas partidas movimentam o Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira (14). Às 18h (horário de Brasília), o Manaus recebe o Treze-PB na Arena da Amazônia. Já às 20h, o Ferroviário-CE visita o Jacuipense-BA no estádio de Pituaçu, em Salvador. O Tricolor cearense, vice-líder com dez pontos, tenta retomar a ponta da chave e, de quebra, ter a melhor campanha geral da divisão. Os baianos, em sexto lugar com sete pontos, podem encerrar a sexta rodada no G-4, que dá vaga à próxima fase. Confira AQUI a tabela. 

O Ferrão está repleto de desfalques: o zagueiro William Machado e o lateral Tiago Costa estão suspensos, enquanto os laterais Gabriel Cassimiro e Mathaus, o zagueiro Magno Alves e o atacante Siloé estão contundidos. No Jacuipense, a ausência é o meia Rafael Bastos, expulso na rodada anterior. Apesar de o duelo valer pela sexta rodada, a equipe de Riachão do Jacuípe (BA) tem só quatro jogos disputados. A partida contra o Imperatriz, pela segunda rodada, teve de ser adiada após o time maranhense confirmar, na ocasião, 14 atletas infectados pelo novo coronavírus (covid-19). O compromisso ainda não foi remarcado.

No outro jogo de hoje (14), o Manaus também tenta encerrar a rodada subindo para o G-4. O time amazonense tem seis pontos, estando a três da zona de classificação. O Treze busca a primeira vitória. Os atuais campeões paraibanos – com uma partida a menos, adiada também por causa de casos da covid-19 no Imperatriz – está na nona e penúltima posição do grupo, com um ponto. Mesmo que vença, o Galo da Borborema não mudará de posição na tabela.

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Esportes

Ferrari retorna à principal categoria das 24 Horas de Le Mans em 2023

Publicado

em

A Ferrari anunciou nesta quarta-feria (24) que retornará à elite das corridas de resistência com um hipercarro em 2023, oportunidade na qual buscará uma vitória nas 24 Horas de Le Mans pela primeira vez em 50 anos.

A escuderia italiana correu na principal categoria de Le Mans pela última vez em 1973, e suas rivais entre as grandes montadoras incluirão Toyota, Peugeot, Porsche e Audi.

A categoria hipercarro substitui a LMP1 nas corridas de resistência.

A Ferrari venceu em Le Mans nove vezes, mas nenhuma depois de 1965, quando disputou uma batalha lendária com a Ford no circuito de Sarthe, no oeste da França. Mais recentemente, a marca teve sucesso na modalidade GT, vencendo a categoria GTE Pro em 2019.

“Com o novo programa do hipercarro de Le Mans, a Ferrari volta a afirmar seu compromisso e determinação esportivos de ser uma protagonista nos grandes eventos globais de automobilismo”, disse o presidente da Ferrari, John Elkann, em um comunicado.

Os nomes do carro e dos pilotos da escuderia italiana ainda não foram anunciados.

A Ferrari vem buscando outras atividades para as quais redirecionar seu pessoal agora que o teto de orçamento da Fórmula 1 entra em vigor, o que fez com que a equipe mais antiga e bem-sucedida da modalidade tivesse que cortar gastos.

Parte do pessoal técnico já foi transferido para trabalhar com a equipe Haas F1, que usa motores Ferrari e tem uma parceria próxima com Maranello.

A Ferrari também tem uma academia de pilotos próspera, e as corridas de resistência são outra arena para eles adquirirem experiência.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana