conecte-se conosco



Polícia

Segurança Pública perde 45% da frota por falta de pagamento

Publicado

em

A Secretaria de Segurança Pública perdeu nos últimos meses, por falta de pagamento, 45% da frota de veículos das Polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros.

A perda dos veículos, que são todos locados, reflete diretamente na prestação dos serviços de segurança pública à população. O prejuízo é causado pelo atraso no pagamento de locadoras no montante de R$ 13,5 milhões.

De acordo com o levantamento da secretaria, a maioria das locadoras está há 90 dias sem receber nenhum pagamento. O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, articula junto às empresas locadoras uma forma de manter os serviços à população.

“A Sesp está recebendo as empresas e solicitando a confiança no governo que ora assume, para que seja dado o decurso de prazo necessário para os eventuais pagamentos sem prejuízo no uso das viaturas. É importante para segurança do Estado que as empresas confiem no trabalho do novo governo para que a segurança pública não seja prejudicada”, destacou o secretário.

A preocupação do governo é em oferecer as condições de trabalho para que os policiais possam manter em pleno funcionamento os serviços de segurança para o cidadão. Apesar da drástica redução no número de viaturas, o Estado ainda conta com uma frota para atender as ocorrências policiais.

Contratos

Atualmente, há oito contratos vencidos e não renovados em andamento na Secretaria. A não renovação foi motivada por falta de pagamento. Além do passivo superior a R$ 13 milhões, ainda existe a dívida pelo uso dos veículos, após o término dos contratos. Já os novos contratos, para vigência em 2019, o valor é de R$ 51 milhões. Contudo, eles estão em fase de análise por parte do secretário Bustamante.

Dívida com combustível

Além do débito com as locadoras da frota, o governo também tem uma dívida com os fornecedores de combustíveis. Atualmente, segundo o último levantamento da secretaria, o valor da dívida é de R$ 6 milhões.

Restos a pagar e gestão

Desde que a atual gestão assumiu o governo, já foram encaminhados para a Assembleia Legislativa de Mato Groso quatro projetos de leis que visam aumentar a arrecadação do Estado, reduzir a máquina pública, os gastos e reequilibrar o caixa do governo.

O governo aguarda a aprovação da Assembleia, principalmente, do Novo Fethab (Fundo de Transporte e Habitação), para que seja possível aumentar a arrecadação já no mês de fevereiro.

Em levantamento realizado pela equipe econômica do Estado, os restos a pagar do Governo estão na ordem de R$ 3,8 bilhões.

 

Fonte: Gcom MT

Polícia

Homem que matou o próprio filho há dois anos é localizado e preso pela Polícia Civil

Publicado

em

Policiais civis de Chapada dos Guimarães localizaram na manhã desta quarta-feira (27), em Cuiabá, um homem de 66 anos que estava há dois anos foragido depois de ter cometido um homicídio na cidade.

Ele foi preso em sua residência, no bairro Serra Dourada, na Capital, e encaminhado à Delegacia de Chapada dos Guimarães para formalização do mandado de prisão.

Na noite do dia 27 de janeiro de 2019, no bairro Santa Cruz, em Chapada dos Guimarães, a Polícia Militar foi acionada apara atender uma ocorrência de lesão corporal. Quando os policiais chegaram à residência encontraram Reinaldo do Nascimento Silva, 29 anos, caído no chão com uma perfuração no abdômen causada por um instrumento cortante.

Vizinhos acionaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência, que socorreu o rapaz até o hospital municipal. Conforme as informações coletadas pela Polícia Civil durante a investigação, a vítima saiu de sua casa pedindo socorro e disse que tinha sido ferido pelo próprio pai após uma discussão entre ambos.

Reinaldo passou por atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito ainda na madrugada.

Desde então o pai e suspeito pelo homicídio ficou foragido até ser localizado nesta quarta-feira, em Cuiabá.

Após o cumprimento do mandado, ele foi encaminhado à unidade prisional de Chapada dos Guimarães.

 

 

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana