conecte-se conosco



Várzea Grande

‘Sarita Baracat, uma mulher política, contemporânea e muito à frente do seu tempo’, diz a prefeita Lucimar Campos

Publicado

em

No incremento da arte, cultura, história e literatura, a prefeita de Várzea Grande Lucimar Sacre de Campos participou do lançamento da obra literária “Sarita Baracat – Vida e Trajetória Política”, nesta terça-feira (18), na Praça de Alimentação do Várzea Grande Shopping. O lançamento reuniu familiares, amigos, autoridades políticas, acadêmicos, representantes do legislativo, judiciário, membros da Academia Mato-grossense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico e população em geral. A obra escrita por Neila Maria Souza Barreto fez panorâmica de resgate histórico da vida pessoal, profissional, familiar e política da percussora do ingresso feminino no segmento político de Várzea Grande. A obra foi idealizada pela editora Entrelinhas.

Para a prefeita Lucimar Sacre de Campos , o livro celebra o trabalho democrático e participativo que foi realizado por Sarita Baracat. “É uma obra que vai inspirar as pessoas a pensar de maneira coletiva e deixar um legado histórico à população”.  A obra é uma inovação no serviço público várzea-grandense, onde o diálogo entre sociedade civil e Governo municipal elenca a arte de governar e encaminhar uma cidade nos trilhos de desenvolvimento social, político e econômico, está de parabéns. Todos os envolvidos realizaram um belíssimo trabalho. Ser parceira deste projeto significa contribuir com o resgate da história política, cultural, profissional e pessoal, de uma personalidade importante da cidade, o que está relatado e mostrado no livro”, ressalta.

“A vida de Sarita Baracat nos inspira em seus depoimentos, a obra trata de momentos memoráveis através de seus detalhes de vida, gestos, atitudes, curiosidades, confissões, amistosa convivência, discreto sorriso, é muito gratificante relembrar tudo isso dessa personalidade política de nossa terra. Os momentos de sua vida foi retratada e constituída por fontes que possibilitam na publicação desta grande obra que enaltece a política e a cidade de Várzea Grande”, pontuou a prefeita.

Conforme o filho de Sarita Baracat, Fernando Baracat de Arruda a obra é uma coletânea resultante de pesquisas em documentos, bibliografias e vários depoimentos que permitiram a reconstituição da trajetória de uma mulher muito a frente de seu tempo, e que conseguiu conciliar vários papéis; de mãe, chefe de família, professora, líder, política, principalmente na segunda metade do século XX, em Várzea Grande e no Estado Mato Grosso.

“A pesquisa buscou a percepção do cotidiano de uma mulher do século XX em um universo masculino. A autora registrou singularidade e contextualiza a história de vida da minha mãe, filha de imigrantes sírios que ousou quebrar paradigmas em seu tempo, em seu território, marcado por espaços muito restritos para a atuação feminina”, destacou Fernando.

A jornalista e historiadora Neila Barreto, autora da biografia, fez ponderações acerca do valor histórico do livro. “É uma obra que enriquece muito esta história contemporânea da transição de um processo que não era democrático, para um democrático. E tendo Sarita Baracat como um dos protagonistas principais”.

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Várzea Grande

Decreto estabelece retomada de aulas nas unidades de ensino públicas e privadas em Várzea Grande

Publicado

em

A Prefeitura de Várzea Grande estuda a adoção de medidas mais endurecidas para conter o avanço dos casos da COVID 19, já que por estar localizada na região metropolitana, a cidade é constantemente procurada para atendimentos médicos e de exames especializados de pacientes de outras cidades, Estados e até mesmo países que fazem fronteira com o Brasil.  A cidade ultrapassou nos últimos meses o percentual de 50% dos atendimentos na Rede Pública Municipal de pacientes de outras localidades.

“Não precisamos de novas medidas burocráticas e sim fazer cumprir com aquelas que constam do último decreto publicado em 19 de janeiro. Estamos atrás de resultados, de efetividade e de conscientização de todos, população e governantes de que a COVID 19 está aí e temos que manter a mesma sob controle para podermos levar a vida dentro de uma nova realidade, uma nova normalidade”, disse o prefeito Kalil Baracat.

De acordo com o último decreto n° 06, de 19 de janeiro, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus – Covid-19, definiu novas estratégias de enfrentamento e prevenção à Covid-19 para o município e teve o cuidado de atender as demandas pela Educação Privada e Pública.

O novo  Decreto  permite à retomada das atividades presenciais nas unidades de ensino privadas do município, no que se refere à educação infantil, observada 50% da capacidade máxima das salas de aula e respeitado o limite de até 15 alunos por turma. Nas demais modalidades de ensino privado: fundamental, médio e superior, fica autorizada a retomada, a partir de 01 de fevereiro, de forma remota, sendo que o ensino híbrido, deverá ser implantado a partir de 01 de março no ensino superior e demais modalidades a partir de 05 de abril. O ensino híbrido é composto por parte dos alunos presencialmente, parte acompanhado de forma virtual, em casa.

No que tange ao ensino nas unidades da Rede Pública Municipal, as aulas deverão ser iniciadas em 1 de março de forma remota e híbrida a partir de 5 de abril, respeitando os limites de alunos por sala de aula. “Após meses de paralisação por causa da pandemia de Covid-19, as escolas da rede privada de ensino estão autorizadas a retomarem as aulas e demais atividades presenciais do número de alunos matriculados. A autorização é válida para unidades educacionais de educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e superior”, destaca o secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, Silvio Fidelis.

O texto do decreto estabelece que todas as instituições de ensino que retomarem as atividades presenciais terão como obrigação adotar os protocolos sanitários específicos para o setor de educação, aprovados pelo Ministério da Saúde.“Quando o município passar para a fase amarela, o limite de alunos nas salas de aula será ampliado para 70% do número de matriculados. O índice de 100% só será aceito com o município na fase verde”, explica Fidelis.

Os cursos de idiomas, oficinas, cursos de pós-graduação e aulas práticas de ensino superior e técnico, aulas nos cursos ou “cursinhos” preparatórios, estes só podem atuar com turmas de, no máximo, 50% da capacidade de alunos por sala de aula.

Conforme o secretário, ensino público municipal, será retomado, de forma remota, a partir de 01 de março, sendo que o ensino híbrido deverá ser implantado a partir de 05 de abril.  As datas, poderão ser reanalisadas de acordo com o controle ou a evolução do combate ao Covid-19.

“Depois de todo esse período atípico, a volta às aulas presenciais também representará outra grande mudança na vida das crianças e jovens. Portanto, uma readaptação à realidade com distanciamento social e outras orientações sanitárias será necessária para o convívio da comunidade escolar”, frisa o secretário.

O Ministério da Educação (MEC) elaborou protocolo de biossegurança que traz orientações sobre medidas de prevenção individual e coletiva, como aferição de temperatura, limpeza e ventilação de ambientes, uso de máscara, disponibilização de álcool gel 70% e respeito às regras de etiqueta respiratória e de distanciamento social. Também deve ser feito o escalonamento do acesso de estudantes a refeitórios e praças de alimentação.

Todas as novas diretrizes a serem seguidas no município estão disponíveis na íntegra no Boletim Oficial do Município – COVID – 19 -, publicado no site oficial da Prefeitura de Várzea Grande.

 

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana