conecte-se conosco



Eventos

Rodada de negócios aproxima trade turístico

Publicado

em

Agentes de turismo e empresários do setor se reuniram nesta semana para participar de rodadas de negócio online e fomentar as viagens em Mato Grosso.  De acordo com o secretário adjunto de turismo, Jefferson Moreno, a ação tem como objetivo fomentar o setor.

“Muitos mato-grossenses não conhecem o próprio Estado e com essa retomada do turismo, é provável que ocorra um desenvolvimento interno. Então, essa rodada virtual é uma das formas da Secretaria para promover mais o turismo regional, dando mais oportunidade para a população conhecer as belezas da região”, afirma.

Para que houvesse mais dinâmica entre compradores e vendedores, as reuniões foram divididas em Polo Pantanal na terça-feira (13.10) e Polo Cerrado na quarta-feira (14.10). As reuniões dos Polos Amazônia e Araguaia deverão ocorrer nos dias 27 e 28 de outubro, respectivamente.

Segundo a coordenadora de promoção da Secretaria Adjunta de Turismo, Simone Lara, são disponibilizadas cinco salas virtuais na plataforma desenvolvida pelo Serviço Brasileiro de Micro e Pequena Empresa (Sebrae). Desta forma, serão 11 vendedores e 15 compradores (agentes de viagens) que irão dialogar entre eles por cinco minutos.

“Eles ficam conversando entre si nesse tempo e quando finaliza vai para outra a pessoa”, explica Simone.

Para Glaucia Regina da Silva, representante das empresas Compassos Tour e Visite MT, não houve dificuldade com a ferramenta. “Eu me adaptei bastante com a forma on-line, então seria legal se houvesse uma alternância entre esse modelo e o presencial”.

Ela conseguiu fechar parcerias com pousadas na primeira rodada e na segunda conseguiu apresentar alguns projetos de roteiros. Além disso, acredita que foi uma grande oportunidade de ampliar seus contatos.

“Foi uma excelente oportunidade para fazer novos negócios e nos aproximarmos dos colegas. Confesso que não achei que isso fosse acontecer, mas me surpreendi”, relata.

Empresários e agentes de viagens estão recebendo convites da Seadtur para participar das rodadas de negócios e apenas quem é cadastrado no Cadastur pode ingressar nas reuniões.

Da Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Eventos

Projeto da UFMT realiza live sobre educação e conservação ambiental em Mato Grosso

Publicado

em

Agência TOCA promove live, através do Instagram, com a pesquisadora Juliana Freitas sobre meio ambiente.

A degradação da natureza está diretamente ligada à extinção das espécies e dos recursos naturais. No atual cenário brasileiro, encontramos significativo aumento no número de áreas desmatadas e de focos de incêndios, principalmente no território mato-grossense. A sustentabilidade tem como caminho trazer a solução para o problema vigente, buscando inserir a conservação e educação ambiental na sociedade. Pensando nisso, a Toca, agência experimental de comunicação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), promoverá uma live, na próxima quarta-feira (21), às 14h, no horário de Cuiabá, com a pesquisadora Juliana Freitas, que irá abordar o tema “Conservação e educação ambiental”.

Juliana Freitas é docente no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso em Rondonópolis, possui doutorado em Funcionamento dos Ecossistemas e Conservação Biológica e suas pesquisas abordam as espécies e suas especificidades para a manutenção do ecossistema. De acordo com sua tese de doutorado, os processos de urbanização e implementação da agricultura, podem afetar significativamente o funcionamento da biodiversidade local.

A conservação biológica sempre foi um tema de relevância, porém, diante de uma crise ambiental, é necessário conscientizar os cidadãos do seu papel como parte do meio ambiente e dos riscos da capacidade que temos de alterar drasticamente o funcionamento natural do ecossistema. “Há um entendimento, equivocado, de que os seres humanos estão afastados dessa natureza e que não depende da biodiversidade e nem dos ciclos [da matéria e do fluxo de energia]. A Educação ambiental entra como uma ferramenta de extrema importância para que nós possamos compreender o nível de dependência do funcionamento do ecossistema e tentar reequilibrar o relacionamento do ser humano com o seu meio”, explica a pesquisadora.

Essa perspectiva é compartilhada pela aluna de Comunicação Social Arielly Barth, que afirma que a “conservação está diretamente ligada com a educação ambiental. É só através dela que podemos conscientizar e ensinar, levando em consideração, principalmente, este momento em que estamos vivendo”.

A  live com Juliana Freitas encerrará a ação “Ciência Fora da Toca”, que já promoveu discussões no Instagram sobre desigualdade racial, saúde da população negra e indígena, e conservação da Biodiversidade do Bioma Pantanal. A iniciativa do projeto de extensão TOCA é desenvolvida por estudantes dos cursos de Comunicação Social da UFMT e orientada pelas professoras Tamires Coêlho e Pâmela Craveiro.

A transmissão ocorrerá pelo Instagram @toca_ufmt, com interação e rodada de perguntas enviadas pelo público. A ação também disponibilizará certificado do evento para aqueles que fizerem a inscrição via formulário.



TOCA – Agência Experimental de Comunicação da UFMT
toca.jpg

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana