conecte-se conosco



Cuiabá

Presidente do Sintap/MT e deputado constam inúmeros problemas no complexo laboratorial do Indea

Publicado

em

Após reivindicações de servidores que atuam no complexo laboratorial do Indea/MT, localizado no Jardim Planalto, em Cuiabá, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), que representa os servidores do Indea e Intermat, esteve visitando o local na tarde desta sexta-feira (21.03).

O deputado Ludio Cabral também acompanhou a visita, que teve como objetivo avaliar o local de trabalho, as condições das instalações do complexo, além dos prováveis fatores de risco, já que os servidores trabalham próximo a policlínica do bairro, onde tem grande fluxo de pessoas com os mais diversos tipos de doenças.

No local, a presidente do Sintap/MT e o deputado puderam constatar inúmeros problemas, entre eles, muitos veículos a céu aberto servindo de criadouro de mosquitos causador da dengue. “Nós ficamos indignados com o descaso com o local, com a falta de investimentos em reparos, além das condições de risco em que estão expostos os servidores”, disse Rosimeire.

Da mesma forma o deputado Lúdio Cabral, que também é médico sanitarista se preocupou com os problemas da unidade. “Nós estamos na eminencia de uma epidemia de dengue no estado, que somada à pandemia de coronavirus, podemos ter sérios problemas, então, todo esforço deve ser feito nesse momento, então, nós vamos requerer do Estado que providencie outro local para esses veículos”, afirmou ele.

Outra situação constatada e questionada pelo deputado, é em relação a necessidade do isolamento social desses servidores. “Eles estavam trabalhando normalmente, sendo que não há necessidade nos serviços que não são essenciais para lidar com o coronavirus de se manter os servidores trabalhando. Tem que ficar em casa, em isolamento social, para ajudar a evitar o alastramento da doença”, alertou.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Quarta-feira (2): Mato Grosso registra 160.540 casos e 4.161 óbitos por Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (02.12), 160.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.161 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 814 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 160.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.900 estão em isolamento domiciliar e 152.973 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 144 internações em UTIs públicas 129 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 35,73% para UTIs adulto e em 15% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (35.649), Rondonópolis (11.910), Várzea Grande (11.370), Sinop (8.431), Sorriso (6.909), Lucas do Rio Verde (6.293), Tangará da Serra (6.178), Primavera do Leste (5.305), Cáceres (3.617) e Nova Mutum (3.415).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 126.268 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 533 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última terça-feira (1°.12), o Governo Federal confirmou o total de 6.386.787 casos da Covid-19 no Brasil e 173.817 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 6.335.878 casos da Covid-19 no Brasil e 173.120 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de quarta-feira (02.12).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Fernanda Nazário | SES-MT

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana