conecte-se conosco



Política MT

Após evento, Câmara de Várzea Grande ainda não sabe quanto gastou em festança

Publicado

em

O presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, Fabio  José  Tardin, o Fabinho (DEM), fez uma verdadeira revolução no legislativo da cidade. Fabinho virou apresentador e faz uma live semanal em sua pagina no facebook, entrevistando personalidades do município. De entrevistado o presidente decidiu virar entrevistador.

Ao longo de 2019, o parlamentar realizou três grandes eventos, a tradicional  entrega de Títulos de Cidadão Várzea-grandense,  entrega da Medalha e  Comenda do Mérito Legislativo Municipal “Couto Magalhães e na última sexta-feira (06), em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Várzea Grande (CDL/VG) entregou  a honraria “Mérito Legislativo Empresarial 2019”, no Centro de Eventos e Restaurante – Mirante das Águas.

Em nota encaminhada ao MT de Fato, a  assessoria explica que mesmo após a realização do evento da semana passada, os gastos ainda não foram contabilizados.

O que ocorre é que antes da realização de qualquer projeto ou evento é necessário um planejamento de gastos, a resposta oficial dos assessores, denota que não houve definição prévia do que seria investido.

Segundo a Câmara, os custos da Casa de Leis foram com impressões, troféu e  locação do espaço. Os dados serão devidamente informados no Portal Transparência. As demais despesas segundo a Câmara foi custada pelo CDL.

No dia 14 de maio de 2019, a Casa realizou a solenidade de entrega de Títulos de Cidadão Várzea-grandense. O evento também foi realizado no Centro de Eventos e Restaurante – Mirante das Águas. Na ocasião, foram pagas somente a locação do espaço, serviços gráficos de impressões (convite e moções), devidamente informados no Portal Transparência da Casa de Leis. Também foram disponibilizados água e café.

 

Em comemoração ao 71º (septuagésimo primeiro) ano de Emancipação Política do município, A Câmara Municipal realizou em setembro de 2019, no Buffet Luzes e Jardins Festas, sessão solene de entrega de Medalha e da Comenda do Mérito Legislativo Municipal “Couto Magalhães”. Os gastos do buffet de cada convidado foram pagos pelos vereadores com o próprio salário. Já a Casa custeou a locação do espaço, serviços gráficos de impressões e medalhas, devidamente informados no Portal Transparência.

 

O questionamento sobre a gastança com festas e eventos na Casa de Leis, como nunca foi visto, levanta várias teorias, como: onde este dinheiro que hoje sobra era  aplicado? Porque outras gestões nunca fizeram este tipo de eventos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Federação repudia às declarações do governador Mauro Mendes

Publicado

em

A Federação das CDL´s de Mato Grosso(FCDL/MT), entidade do sistema CNDL atuante há quase 37 anos com o objetivo de defender os interesses da classe empresarial, estimular o desenvolvimento e articular políticas de incentivo as 58 CDLs espalhadas pelo Estado e seus associados, manifesta repúdio à declaração proferida recentemente pelo Governador Mauro Mendes, na qual incentiva os consumidores locais a comprarem pela internet e em outros Estados, a partir do aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) com a regulamentação da Lei Complementar nº 631/209, e por consequência o aumento dos produtos.

Com essa afirmação, o governador afrontou não só os empresários da região que são os grandes responsáveis por gerar emprego e renda no Estado como os trabalhadores e suas famílias que dependem e precisam estar inseridos no mercado para sobreviver.

A FCDL/MT lamenta esta atitude de desestímulo e desconsideração do atual governo pois equivocada e incoerente com as promessas feitas durante sua campanha. Essa afirmação do ilustre governador também anula a promessa de redução de imposto e enxugamento da máquina pública.

A Federação pede respeito aos empresários que lutam dia a dia contra a situação de penúria a qual se encontra a economia do país e incentivam o fortalecimento do comércio local.

O atual governo está indo justamente na contramão e pode inviabilizar o Estado incentivando compras em outros estados que não tem a mesma carga tributária absurda que ele está impondo ao contribuinte de MT.

Ao proferir essa declaração, o Chefe do Poder Executivo coloca em risco todo o setor produtivo e a vida de milhares de trabalhadores e famílias que vivem aqui e abre ainda mais a concorrência de estados vizinhos e do comércio eletrônico. É um retrocesso para todo o setor produtivo estadual.

Federação das CDLs de Mato Grosso
(FCDL/MT)

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana