conecte-se conosco



Cuiabá

Prefeitura registra furto de cabeamento no Parque das Águas

Publicado

em

Por meio de sua equipe administrativa do Parque das Águas, a Prefeitura de Cuiabá identificou na manhã desta segunda-feira (29) o furto de cerca de 2,2 mil metros de cabeamento do espaço de lazer. Conforme levantamento inicial do Município, o ato de vandalismo contra o patrimônio público gerou um prejuízo de aproximadamente R$ 300 mil.

O valor engloba, além de toda a fiação, a parte de tubulação e quadro de energia que também foram danificados e precisarão ser refeitos. Somado a depredação já efetuada, o monitoramento constatou ainda escavações próximas a postes de iluminação instalados em outros setores do parque, como se o local já estivesse sendo preparado para novas ações.

O Município não consegue precisar o momento exato do ocorrido, mas acredita que tenha sido executado durante o fim de semana. Um Boletim de Ocorrência (B.O) já foi lavrado para apuração do caso. Paralelamente, a Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana (Limpurb) também dará início ao processo de aquisição de novos materiais para a realização do reparo.

“Temos os guardas no local, porém, com toda razão, eles se sentem inibidos a atuar nesse tipo de situação. Por isso, pedimos o apoio da Polícia Militar. Também contamos com a ajuda da população e pedimos que utilize o 190 para denunciar. A Prefeitura tem trabalhado para vencer a Covid-19, mas infelizmente tivemos esse prejuízo”, explica o titular da Limpurb, Anderson Matos.

No enfrentamento a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura tem adotado uma série de medidas para proteger a saúde da população. Uma dessas ações foi o desligamento da iluminação do parques, visando evitar aglomerações e inibir o contágio do vírus. Todavia, denúncias apontam que a marginalidade tem se aproveitado da situação para cometer atos ilícitos.

“Tivemos que tomar esse decisão, já que uma boa parte da população não estava obedecendo a recomendação do isolamento. Infelizmente, a marginalidade tem aproveitado para praticar esse e outros atos, como o consumo de drogas no local. Faço um apelo às forças de segurança, que tem sido uma grande parceira, para dar uma atenção especial a esse local”, comenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

 

Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

MPE quer prorrogar lockdown em Cuiabá e VG

Publicado

em

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso requereu ao Poder Judiciário que mantenha os efeitos da decisão que garante o funcionamento apenas dos serviços essenciais em Cuiabá e Várzea Grande por, pelo menos, mais 14 dias. O requerimento foi protocolado nesta terça-feira (07) pela 7ª Promotoria de Justiça Cível do Núcleo de Defesa da Cidadania de Cuiabá.

No pedido, o promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes destaca que, conforme o Boletim Informativo nº 120 da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado ontem (06), os municípios da área metropolitana da Capital ainda estão em situação de risco considerada “muito alta”, de acordo com os termos do decreto estadual Nº 522/2020.

O promotor de Justiça alerta ainda que o mesmo documento demonstra que o índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) estava na faixa dos 93%. Além disso, chama a atenção para a fila de pessoas à espera desse tipo de atendimento sem qualquer acesso à vaga, “ainda que por ordens judiciais, em virtude do exaurimento do sistema, não se podendo recorrer a leitos privados, igualmente esgotados”.

A decisão que obrigou os municípios de Cuiabá e Várzea Grande, classificados como de Nível de Risco Muito Alto de disseminação da Covid-19, a manterem pelo prazo de 15 dias apenas serviços essenciais em funcionamento, conforme determina o Decreto 522/2020 do Governo do Estado, foi proferida no dia 22 de junho. O prazo começou a contar a partir do dia 25 de junho.

Foto Capa: Edson Rodrigues / Secom-MT

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana