conecte-se conosco



Cultura

Prefeitura lança projeto cultural de capacitação na comunidade Rio dos Couros

Publicado

em

Fonte: Assessoria

A prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, estará neste sábado (21), às 09h, na comunidade Rio dos Couros, apresentando o projeto cultural “Canutilho”. A proposta tem como objetivo capacitar tocadores e cantadores dos grupos de Siriri e Cururu, dando orientações sobre o manuseio dos instrumentos e a execução de  suas performances em aparições públicas. A iniciativa já projeta o vindouro 13º Festival de Siriri e Cururu e vai reunir as bandas Siriri Flor Serrana, Flor Atalaia e Tradição Cuiabana do Coxipó. O projeto ainda prevê ofertar profissionais da área de coreografia e figurino para auxiliar os músicos em suas apresentações.

Nesta ação de qualificação instrumental, a pasta da Cultura estará disponibilizando o professor de música Thomaz Flaviano, que tem reconhecida experiência no segmento, para ministrar os cursos para os grupos. O docente é formado na primeira turma de música da UFMT e já realiza um trabalho nas escolas municipais, intitulado “Musicalização através da Viola de Cocho”, voltado aos alunos do ensino fundamental.

Essas oficinas terão como pilar a Viola de Cocho, instrumento musical cuiabano confeccionado em tronco de madeira, esculpido em formato estratégico e com cinco cordas – artefato imprescindível para as manifestações artísticas vinculadas ao Siriri e Cururu. Peça chave da cuiabania, ele ecoa e celebra a culturalidade da Capital, sendo um artifício inerente à história local e seu tradicionalismo.

“Como estamos preparando o Festival de Siriri e Cururu para ser realizado em outubro, estaremos neste sábado na comunidade Rio dos Couros para lançar o ‘Projeto Canutilho’. A proposta é trabalhar na base, dando uma formação continuada aos filhos e netos dos nossos dançarinos e curueiros. Queremos contemplar estes participantes com a oportunidade de se reciclarem, valorizando as características de cada um, à medida que também oferecemos as condições adequadas para que os grupos possam exercer todo o seu potencial, vivendo da arte e colhendo os frutos dela”,  ressalta Francisco Vuolo secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo.

Canutilho ou Canutio

Esta é a quarta corda da viola de cocho – de nylon e revestida de metal – que confere uma sonoridade especial ao instrumento, sendo referencial para sua afinação.

Serviço

Assunto: Apresentação do Projeto Canutilho

Data: Sábado, 21 de Julho

Horário: 9h

Local: Comunidade Rio dos Couros

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Leilão de arte beneficia animais do Pantanal

Publicado

em

Obras de arte doadas por renomados artistas mato-grossenses – e até internacionais, estão em leilão para arrecadar recursos em prol dos animais do Pantanal. A iniciativa é do Grupo de Voluntários SOS Animais do Pantanal e do Instituto Ação Verde, com apoio da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt). Ao todo, são 56 obras, incluindo pintura – em diversos e técnicas –, desenho, fotografia e escultura. O leilão é online e vai até às 18h do dia 10 de dezembro.

O lance inicial varia de obra para obra. Para participar, é necessário acessar o sistema do leilão e fazer um cadastro, que vai gerar uma senha e permitirá que sejam registrados os lances online. Clique aqui para visitar a página do leilão.

De acordo com Adilson Valera, que preside o Instituto Ação Verde, o Pantanal necessita de uma estrutura para monitoramento e atendimento clínico aos animais. E, as doações das obras dos artistas demonstra sensibilidade e um sinal que a sociedade quer e precisa ter gestão da flora e fauna do Pantanal mato-grossense. Por este motivo, o instituto está atuando como um instrumento facilitador.

“O pantanal é nossa maior riqueza de biodiversidade. A missão do Instituto Ação Verde é em defesa do meio ambiente, por isso estamos mobilizados para promover a regeneração da maior planície alagada do mundo e, claro, de toda sua fauna que precisa muito da nossa ajuda”, pontua Valera.

Todas as obras foram avaliadas por curadores do segmento, que estabeleceram o valor mínimo inicial de cada lote. A arrecadação será integralmente direcionada à campanha SOS Animais do Pantanal, cujo objetivo é dar suporte operacional à equipe da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) na assistência de alimentação e hidratação dos animais silvestres afetados pelos incêndios que destruíram grande parte do Pantanal mato-grossense. Iniciativas preventivas também serão financiadas por meio da ação solidária.

“A curadoria foi feita pelos artistas Vicente Paulo e Helena Botelho Artista. São várias obras, entre elas peças que carregam em si cinzas e carvão coletados das queimadas que destruíram e ainda destrói o Pantanal, já que focos têm ressurgidos na região. E, para que esta tragédia não aconteça mais, precisamos nos mobilizar. Este leilão é um exemplo de como nossa união pode ajudar a salvar o Pantanal”, destaca a psicóloga e defensora dos animais, Márcia Venturini, que mobilizou os artistas para participar da causa.

O pagamento das obras pode ser parcelado, dependendo do valor. Todas as informações estarão no site do leiloeiro, cuja equipe está realizando o leilão de forma gratuita, sem comissão e nenhum custo.

Para baixar o catálogo das obras em PDF, acesse aqui.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana