conecte-se conosco



Cuiabá

Prefeitura entrega primeira etapa do novo Hospital Municpal de Cuiabá que será referência para todo Estado

Publicado

em

Foto por Luiz Alves

A Prefeitura de Cuiabá inaugurou nesta sexta-feira (28.12) a primeira etapa do Hospital Municipal de Cuiabá “Dr. Leony Palma de Carvalho”, que também abrigará o Pronto-Socorro da capital mato-grossense, que será transferido definitivamente para a nova unidade em 8 de abril do próximo ano, data de aniversário dos 300 anos da capital.

Segundo o prefeito, Emanuel Pinheiro, esta etapa, foi entregue a Ala Ambulatorial, que conta com recepção, sala de aplicação de injetáveis, sala de curativos e de pequenas cirurgias, consultórios, e as especialidades médicas de cardiologia, ginecologia/obstetrícia, endocrinologia, gastroenterologia, dermatologia, psiquiatria e clínica-geral.

O Governo do Estado investiu R$ 50 milhões na obra e firmou convênio para mais R$ 82 milhões em custeio. O governador Pedro Taques contou ter feito o último repasse, no valor de R$ 10 milhões, para a conclusão da obra nesta sexta-feira.

Pinheiro disse que buscará entendimento com o governador eleito Mauro Mendes, que já anunciou que não repassará o que foi acordado com o Estado, os R$ 82 milhões.

“No momento oportuno, vou procurá-lo, mostrar a importância da nova unidade que atenderá todos os municípios, hoje Cuiabá é a salvação da Saúde no Estado e ele vai entender”, declarou.

O governador, Pedro Taques participou da solenidade e destacou a importância do Hospital Municipal para a saúde pública em Mato Grosso.

 

“Pensamos o novo Pronto-Socorro para Cuiabá lá em 2012 e iniciamos a obra em julho de 2015, sete meses depois que assumi o Governo de Mato Grosso. Sempre tive a convicção de que a saúde não se resolve apenas pelo município, é preciso parcerias do Estado e da União, como esta que fizemos”, pontuou o governador.

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro, compareceu à cerimônia e lembrou que a finalização da unidade hospitalar foi possível a partir do repasse de R$ 100 milhões pelo programa Chave de Ouro, do Governo Michel Temer.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, destacou que Taques fez o impossível para honrar o compromisso financeiro com o município, uma vez que o Estado enfrenta grave crise nas finanças.

“Somos defensores de Cuiabá e esta será a maior obra de saúde pública na história de Mato Grosso e dos 300 anos de Cuiabá, tornando-se referência em saúde para todo o Estado”, afirmou Pinheiro.

O gestor municipal ainda explicou que a segunda etapa do hospital será inaugurada em 29 de janeiro de 2019, quando serão abertas as enfermarias, contendo farmácia, duas enfermarias masculinas com 60 leitos e um isolamento, uma enfermaria feminina com 30 leitos e um isolamento, sala de raios-X e sala de ultrassonografia.

Uma terceira etapa, com a abertura da ala de urgência e emergência, duas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), com 20 leitos, e duas salas de cirurgia, será entregue em 25 de fevereiro de 2019. Em 22 de março, mais três UTIs com 40 leitos e outras duas salas de cirurgias começam a funcionar.

 

Quando estiver em pleno funcionamento, o novo Hospital e Pronto-Socorro contará com 315 leitos, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), 60 de UTI, 38 de Emergência, 6 salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós anestesia), em um total de 21 mil metros quadrados de área construída.

Cuiabá

Internauta reclama de transtorno causada por obra em viaduto

Publicado

em

Um cidadão registrou em vídeo nesta sexta-feira (16), a situação do viaduto Murilo Domingos, que ainda está em fase de construção, a obra causa um congestionamento diário de quilômetros na região e o cinegrafista amador mostra que tudo isso poderia ter sido evitado, com a liberação de vias nas laterais da Avenida Manoel José de Arruda (Av. Beira Rio).

O município investe total de R$ 13.992.929,79 para sanar uma demanda grande de trânsito, a desobstrução do trecho é feita em consenso entre as secretarias de Mobilidade Urbana (Semob) e Obras Públicas, que constataram que o fluxo nesse local específico não impacta, neste momento, no andamento da obra e tampouco gera riscos aos trabalhadores e condutores. Mas quem precisa passar no local vê que há uma grande necessidade de liberação das ruas.

No dia 15 de dezembro do ano passado, o prefeito Emanuel Pinheiro informou para a população que a entrega do viaduto Murilo Domingos foi transferida para o início de 2021. Conforme explicado por ele, a extensão no prazo foi solicitada pela empresa responsável pela execução da obra, que terá que trabalhar na substituição de solo em uma das cabeceiras que faz a ligação entre a pista e a estrutura de concreto.

 

 

O cidadão que gravou o vídeo ainda ressalta “Nós pagamos impostos, para quê?! Isso é um abuso com a gente.”

 

A empresa pediu um prazo maior para a entrega da obra justamente por identificar nas cabeceiras um solo barrento que prejudicaria a segurança do viaduto, os trabalhadores estão focados em terminar essa parte para poder entregar. Mas a rotatória que poderia desafogar o trânsito de quem precisa transitar em ambas cidades.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana