conecte-se conosco



Polícia

Polícia prende suspeitos de executar jovem em Várzea Grande por ordem de facção criminosa

Publicado

em

 

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), realizou a prisão na manhã desta sexta-feira (19) de dois suspeitos de executarem um jovem de 19 anos no município de Várzea Grande.

O crime ocorreu em 12 de março deste ano, no bairro Princesa do Sol. Na ocasião, Sidnei Abreu dos Santos foi executado em via pública com diversos disparos de arma de fogo a queima roupa.

O crime ganhou maior repercussão após um vídeo – gravado 45 dias antes do homicídio – viralizar nas redes sociais mostrando Sidney amarrado, pedindo perdão aos chefes da facção. Na filmagem, um homem não identificado efetua um disparo que atravessou as mãos da vítima.

De acordo com o delegado à frente das investigações, Frederico Murta, da DHPP, o episódio teria sido apenas mais um “salve” (nome dado pelos membros da organização criminosa às punições por eles aplicadas por condutas não admitidas). “Além da realização dos atos de brutalidade, os criminosos replicam as gravações no sentido de impor o terror e o medo”, destaca.

As investigações apontaram que Sidnei era usuário de drogas e praticava uma série de furtos e roubos em sua região, o que teria motivado não apenas as agressões gravadas, mas também seu homicídio, em março deste ano.

“No decorrer das investigações foram colhidos robustos elementos de convicção de que a morte de Sidnei teria sido decretada de dentro da cadeia, pelos chefes da organização criminosa, como punição pelos delitos que continuava a praticar”, explica o delegado Frederico Murta.

Foram empreendidos diversos esforços, com levantamentos de campo e utilização de ferramentas de investigação (inteligência), para a identificação dos dois executores do crime, resultando nas prisões efetuadas na manhã desta sexta-feira (19).

Prisões

Os suspeitos foram identificados como Welligton Machado, 23, e Pedro Wender Muniz dos Santos, conhecido como “Pedrinho”, 19. Ambos são integrantes de organização criminosa e foram presos no mesmo bairro onde o crime ocorreu (Princesa do Sol).

Os dois investigados tiveram seus mandados de prisão temporária cumpridos e serão encaminhados à audiência de custódia, ficando a disposição do Judiciário.

Welligton e Pedro serão indiciados por homicídio qualificado e por integrarem organização criminosa.

Assessoria PJC | MT

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Cinco ocorrências eleitorais são registradas em Cuiabá neste segundo turno

Publicado

em

Cuiabá registrou cinco ocorrências criminais relacionadas ao segundo turno das Eleições 2020. Os dados são do boletim do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) referente às primeiras cinco horas de votação. Ao todo, foram registados três casos de boca de urna, um de transporte de eleitores e um de tumulto eleitoral.

A votação para escolher o próximo prefeito da capital de Mato Grosso é realizada neste domingo (29.11) e segue até às 17h. Após este período, é iniciada a apuração dos votos. O GGI é composto por membros da Secretaria, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) e da Polícia Federal (PF). Um dos pontos de monitoramento é no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Sesp.

Nesta manhã, os representantes das forças de segurança e do Tribunal Regional Eleitoral se reuniram, na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), para acompanhar o início das votações nas 158 zonas eleitorais.

“A Sesp, em conjunto com o TRE, prevê uma eleição bem tranquila. A estrutura montada para o segundo turno aqui na capital é semelhante a estrutura do primeiro turno, com um diferencial que há bem menos locais de votação. O primeiro turno foi em todo o estado, então foi muito maior. Como hoje se limita apenas a Cuiabá, o planejamento do policiamento nos locais de votação é basicamente o do primeiro turno. Manteremos as atividades do gabinete até o encerramento das eleições”, enfatizou o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, Victor Fortes.

Desde a primeira hora de abertura dos locais de votação, 143 viaturas e 520 profissionais Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM) e Politec estão atuando nas regiões centrais e periféricas do município.

O juiz auxiliar da Presidência do TRE, Lídio Modesto da Silva Filho, elogiou a parceria junto à Sesp no objetivo de garantir uma eleição segura.

“Mais uma vez agora no segundo turno estamos trabalhando em conjunto, de forma multi- institucional aqui no Gabinete de Gestão Integrada, um trabalho centralizado hoje, tanto na Sesp quanto na sede do TRE e, mais uma vez, temos certeza que todo o trabalho que foi desenvolvido de forma prévia será executado a contento e nós temos certeza que a eleição ocorrerá de forma tranquila, transparente e com total segurança em razão desta união que foi feita entre a Justiça Eleitoral e as forças de segurança”, declarou.

Cuiabá tem pouco mais de 378 mil eleitores aptos a votar. Assim como no primeiro turno, a apuração dos votos será realizada na Casa da Democracia, com número reduzido de pessoas visando a não aglomeração de eleitores e candidatos.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana