conecte-se conosco



Polícia

Polícia fecha boca de fumo, prende traficante e apreende drogas e dinheiro em Várzea Grande

Publicado

em

Um ponto de venda de entorpecente foi fechado pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecente (Dre), da Polícia Judiciária Civil, na tarde desta quinta-feira (02.08), em Várzea Grande, durante cumprimento de mandado judicial de busca e apreensão domiciliar.

O local é uma residência no bairro Nova Fronteira, em Várzea Grande, usada como “boca de fumo”, onde o traficante Edemilson Faria da Conceição, 34, conhecido como “Gordo”, foi preso em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de munição de uso permitido.

Também foram apreendidos mais de R$ 2 mil em dinheiro, proveniente do comércio ilícito, porções de pasta base de cocaína e materiais utilizados para a venda de entorpecente.

No endereço alvo do mandado de busca e apreensão domiciliar,  os policiais da Especializada, foram recebidos por Edemilson, que acompanhou o trabalho de busca.

No quarto do morador foi apreendida uma balança de precisão, uma porção grande de pasta base de cocaína, outra porção menor da mesma droga e duas munições. Na cozinha, próximo a geladeira, as equipes encontraram mais duas porções de pasta base de cocaína, apetrechos utilizados para preparar e embalar droga, além da quantia em dinheiro de mais de R$ 2 mil. Uma motocicleta também foi apreendida.

O suspeito foi conduzido à Dre e autuado tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de munição de uso permitido.

Interrogado pelo delegado que conduziu o flagrante, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, o preso assumiu a atuação no tráfico de drogas, alegando que preparava as substâncias em sua residência em Várzea Grande e distribuía em bocas de fumo de Cuiabá.

Edemilson será apresentado em audiência de custódia.

 

 

Redação com Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

NESTE MOMENTO: Quatro corpos são encontrados com sinais de execução

Publicado

em

Quatro pessoas foram brutalmente assassinadas possivelmente no final de semana na cidade de Aripuanã, noroeste de Mato Grosso. Os corpos das vítimas foram encontrados com sinais de execução nesta segunda-feira, dia 23, numa mata entre Tutilândia e Aripuanã, no Mato Grosso.

Uma das vítimas identificada como Deuzilene Tavares, de 40 anos, conhecida como “Babalu” teve seu corpo completamente carbonizado. Informações iniciais são de que o filho dela Luiz Felipe, de 19 anos, e o marido dela identificado apenas como Maiado também foram mortos no local, além de um outro homem que supostamente teria pego carona com as vítimas que também foi assassinado.

De acordo com as primeiras informações, os corpos, dois deles algemados, estavam ao lado de um veículo que também foi incendiada tudo isso para dificultar os trabalhos da perícia oficial que já se deslocou para o local juntamente com uma equipe de policiais civis da regional de Juína.

Num aplicativo de mensagem circulam áudios em que relatam que uma quinta pessoa que seria uma mulher teve sua vida poupada pelos executores, ela estava gestante e teria sido trazida até Juína e depois foi ordenada para ir embora se não morreria.

A polícia civil vai apurar os reais motivos dos assassinatos bem como autoria, no entanto, uma das hipóteses que foram levantadas é que as execuções tenham algo relacionado com o garimpo daquele município, porém as investigações deverão esclarecer com precisão todos os fatos.

 

Por Juína News

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana