conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil prende traficante durante investigação de roubo a concessionária na Capital

Publicado

em

Durante diligências que culminaram na recuperação de 22 veículos (dos 23 subtraídos) e sete prisões relacionadas ao roubo de uma concessionária de automóveis na Capital, a Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) prendeu um homem por tráfico de drogas.

A ação ocorreu na tarde de quinta-feira (10) na região do bairro Osmar Cabral (Residencial Francisca Loureiro Borba), após denúncia anônima recebida na unidade informando que o suspeito seria comparsa de outro detido pela Polícia Militar.

Em verificação da denúncia, os policiais civis da especializada diligenciaram até a residência e surpreenderam o suspeito Weverson Henrique Neves Gonçalves, 22, conhecido como “Ué” tentando esconder os entorpecentes embaixo da cama de seu quarto.

Na residência foram apreendidos um balde com um pé de maconha, uma balança de precisão, 23 trouxinhas de substância análoga a cocaína, 03 pedras grandes de pasta base de cocaína, 06 porções pequenas de pasta base, e 03 porções pequenas de maconha, além de uma porção média de maconha.

Em continuidade às buscas na casa foram encontrados valores em espécie, em moeda nacional, uma máquina de cartão (minizinha), dois celulares e um mostruário de objetos aparentando ser semijoias. Em uma das portas do guarda-roupa foi encontrado um copo de liquidificador com material de tonalidade esbranquiçada do tipo pó e recorte de material plástico.

Também foram apreendidos no local um rolo de plástico filme pequeno com resquício de drogas, vários pedaços de sacola plástica utilizada para embalar o entorpecente, uma caixinha plástica contendo várias bitucas de cigarro de maconha, um prato de vidro com substância análoga a cocaína e uma colher, além de um copo de liquidificador com resquício de cocaína.

Indagado sobre a droga, Weverson confirmou comercializar o produto em sua residência e também em casas de show na Capital.

O delegado Marcelo Torhacs explica que inicialmente a denúncia recebida informava sobre participação do suspeito no roubo/receptação de veículos roubados da concessionária Gramarca. No entanto,” não há até o momento prova substancial que o relacione ao roubo. Ele afirmou que apenas conhece alguns dos presos, o que será alvo de apuração”, explica.

Conduzido à delegacia, Weverson foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, em razão da expressiva materialidade delitiva que estava em sua posse. Ele será encaminhado para audiência de custódia, no Fórum de Cuiabá.

 

Fonte: Assessoria | PJC-MT

Polícia

Cinco motoristas são presos por embriaguez ao volante em Cuiabá

Publicado

em

Cinco motoristas foram presos por embriaguez ao volante durante a 1º edição da Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste sábado (16.01), na Avenida Isaac Póvoas, região central de Cuiabá. A primeira operação do ano começou às 2 horas e seguiu até às 3h40.

No período, foram confeccionados 36 Autos de Infração e realizados 41 testes de alcoolemia. Ao todo, 17 veículos, entre automóveis e motocicletas, foram recolhidos e 13 Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram recolhidas.

Do total de autos de infração, nove foram pelo artigo 165 (dirigir sob influência de álcool), oito pelo artigo 165-A (recusa a ser submetido ao teste de alcoolemia), um pelo artigo 162,I (conduzir o veículo sem CNH), dentre outros. Todos os AITs são aplicados com base na Lei Nº 9.503, do Código Brasileiro de Trânsito.

A Operação Lei Seca é realizada de forma integrada e coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). Nesta edição, participaram representantes das Polícias Militar (PM-MT), Civil (PJC-MT) e Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) e Sistema Penitenciário de Mato Grosso (Sispen).

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime.

Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana