conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil prende pai por abusar sexualmente da filha de 13 anos em Várzea Grande

Publicado

em

Um pai acusado de abusar sexualmente da própria filha foi preso pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, na quinta-feira (22.08), logo após ter o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.

As diligências iniciaram na quarta-feira (21.08), após a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, receber denúncia de abuso sexual contra uma menina de 13 anos, cometido pelo genitor da vítima.

Com base nas informações, os policiais civis junto com o Conselho Tutelar, foram até a escola onde a menor estuda. Na ocasião, a adolescente foi atendida e durante oitiva acabou confirmando os abusos sofridos.

Em entrevista, a menina ainda demonstrou que vem sendo violentada sexualmente pelo pai, há certo tempo. Ainda, como outro elemento de prova, foram encontradas gravadas conversas íntimas, entre o suspeito e a filha.

A vítima também foi submetia a exame de corpo delito, bem como foi encaminhada ao Núcleo de Atendimento às Vítimas de Assistência Social do município de Várzea Grande, onde passará por profilaxia e atendimento psicossocial.

Diante da gravidade dos fatos, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro, deferido pela Justiça.

Imediatamente de posse da ordem judicial, a equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, logrou êxito em localizar e prender o suspeito, na tarde de quinta-feira (22).

De acordo com a delegada Mariel Antonini Dias, toda a ação contou com acompanhamento do Conselho Tutelar, visando o resguardo dos direitos da adolescente. “É muito gratificante quando conseguimos desenvolver um trabalho célere, que garante resposta eficiente à vítima, retirando-a da situação de violência a que estava submetida”, destacou a delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande.

O nome do suspeito não foi informado para preservar a vítima menor de idade.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

PM apreende 897 quilos de pescado ilegal; parte em área de reserva indígena

Publicado

em

Policiais do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental prenderam uma pessoa e apreenderam 897 quilos de pescado ilegal. Foram duas ações distintas na noite de sexta-feira (14.02), nas MTs 246 e 343, nos municípios de Barra do Bugres e Porto Estrela.

Dezenas de peixes de espécies nobres, principalmente o pintado, estavam sem as cabeças, uma das características da pesca predatória. Além da apreensão do pescado e de dois veículos usados no transporte, os policiais também aplicaram R$ 18 mil em multas por pesca e transporte ilegal.

Uma das apreensões, de 685 quilos, feita em Porto Estrela, na MT-343, ocorreu no trevo de acesso à aldeia indígena Humutina, que é cortada pelo Rio Bugres, um dos mais piscosos do Estado.

O motorista de um dos veículos que transportava peixe conseguiu fugir por uma área de mata fechada no momento em que os policiais faziam a revista e checagem do carro.

Essa é a segunda grande apreensão de pescado irregular na região esta semana.

Na quinta-feira (13.02), em Barra do Bugres, policiais do Batalhão Ambiental prenderam um homem que transportava 155 quilos de peixe da espécie cachara.

Em ambos os casos os peixes apreendidos foram doados para instituições filantrópicas como as associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Barra do Bugres e Porto Estrela, ‘SOS’ Criança de Barra do Bugres e Faculdade Indígena da Unemat.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana