conecte-se conosco



Várzea Grande

Polícia Civil prende mulher com tabletes de skunk em Várzea Grande

Publicado

em

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG) prendeu em flagrante uma mulher por tráfico de drogas, associação e corrupção de menores. Também foram  apreendidos seis tabletes de entorpecente do tipo “Skunk”.

A ação policial ocorreu na tarde de segunda-feira (21), no bairro Maringá II. A unidade recebeu denúncia anônima de uma mulher que transportaria em um veículo Fox, cor preta, produtos provenientes de roubos e furtos. O informe dizia ainda que a suspeita havia deixado recentemente grande quantidade de entorpecentes na residência de uma adolescente.

Durante abordagem, a condutora foi identificada Daiani Souza Marques.

Indagada sobre a droga, a suspeita negou que tivesse envolvimento com o tráfico. No entanto, revista realizado no interior do veículo apontou resquícios de drogas (aparentando ser maconha) em pedaços de plásticos.

A investigada é casada com um reeducando, e atuaria no tráfico recebendo coordenadas do marido, que ostenta vasta ficha de condenação criminal.

No transcorrer das diligências, na residência da adolescente B.M.R, 16, foram encontrados seis tabletes de droga, do tipo skunk (considerada mais potente e mais cara que a maconha), guardados em potes no armário. A menor informou que ajudou Daiani a embalar a droga no veículo e que teria recebido a promessa de receber R$ 500 pela guarda da droga. Ela também declarou que o entorpecente seria levado posteriormente para a cidade de Sinop.

A adolescente atuava na associação criminosa como a responsável pela guarda e transporte do skunk. Ela responderá por ato infracional análogo aos crimes de tráfico e associação.

Encaminhada à Derf, a mulher foi autuada em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores, sendo colocada à disposição do Judiciário para providências posteriores.

 

Fonte: Assessoria | PJC-MT

Várzea Grande

Jayme e Wellington destinam R$ 16 milhões em emendas para VG

Publicado

em

 

Demonstrando relação institucional com todos os parlamentares federais, sejam senadores ou deputados federais, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, recebeu em audiência os senadores Wellington Fagundes e Jayme Campos para traçar uma série de estratégias de atuação visando obras e ações para fomentar o desenvolvimento local e preparar a segunda maior cidade de Mato Grosso para um novo momento proporcionado pelo crescimento econômico decorrentes do agronegócio.
Várzea Grande foi contemplado com outros R$ 16 milhões em emendas parlamentares, sendo R$ 11 milhões já depositados para a área de saúde de autoria do senador Jayme Campos e outros R$ 5 milhões do senador Wellington Fagundes para obras de pavimentação e drenagem com galerias pluviais.
“É sempre importante ter uma boa relação com todos os parlamentares, sejam senadores, deputados federais e estaduais, além do governador do Estado, para que os benefícios sejam carreados para Várzea Grande, contemplando as necessidades por obras e medidas de impacto que permitam aquecer a economia local, gerando emprego e renda”, disse o prefeito Kalil Baracat.
Os senadores Jayme Campos e Wellington Fagundes sinalizaram como importante ao prefeito Kalil Baracat colocar em prática projetos que assegurem a Várzea Grande atender as demandas decorrentes do crescimento económicos com formação de mão de obra técnica e profissional além de receber empresas e indústrias decorrentes do Parque Tecnológico que tem que se tornar realidade.
“Acredito em projetos como ampliação e melhoria da Orla da Alameda, novos corredores comerciais e inclusive com a cobrança da Rota Oeste para a duplicação, os trevos e três viadutos que cortam a Rodovia dos Imigrantes”, disse o senador Wellington Fagundes.
Já para Jayme Campos, as obras estruturantes como um anel viário permitindo a integração da Rodovia dos Imigrantes, Rodovia Mário Andreazza, Avenida Júlio Campos, com as saídas para o Norte e Sul de Mato Grosso e do Brasil, permitirá a instalação de um novo Distrito Industrial, mais moderno, eficiente e principalmente volta para as necessidades de Várzea Grande e do agronegócio e as empresas e indústrias que se instalaram por aqui.
Enquanto gestor municipal, Kalil Baracat, relatou que está focado em duas questões prioritárias, mas sem descuidar das demais, que são a questão da água e a necessidade de ampliar o leque de obras que já tem em andamento as obras de uma nova Estação de Tratamento e Abastecimento (ETA) de 26 milhões de litros de água por dia que se somará com outros duas ETAs de mesma capacidade e outra de 2.592 milhões, o que soma 80 milhões de litros dia ou quase 30 bilhões de litros de água por ano.
Segundo o secretário de Assuntos Estratégicos, Gonçalo Barros, “este montante atende cada um dos quase 300 mil cidadãos de Várzea Grande com mais de 400 litros de água por dia, quando a necessidade segundo a OMS – Organização Mundial de Saúde seria de 100 até 150 litros dias, dependendo da região do mundo quando a sua temperatura, portanto, além de resolvermos o problema da água, temos que encontrar solução para a perda que oscila entre 50% até 68% de tudo que é produzido, então iremos enfrentar o problema da água com hidrometração, para medir consumo de todos os consumidores, novas redes de captação e distribuição e a inadimplência de consumidores que mesmo com medições não pagam suas contas”, disse o secretário.
Segundo ele e o prefeito, a ideia é resolver os problemas em definitivo e não mais paliativos, mas a população tem que ajudar e cumprir sua parte, pois o desvio prejudica a rede toda e dos demais consumidores e a inadimplência inviabiliza a empresa por completo que não consegue então fazer os investimentos necessários e de rotina para melhorar o atendimento para a própria população.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana