conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil prende mandante e executores de feminicídio em Jaciara

Publicado

em

 

A Polícia Judiciária Civil identificou e prendeu três envolvidos na morte de uma mulher na semana passada no município de Jaciara. O crime ocorreu na madrugada de 13 de setembro, por volta das 01h30. Na ocasião, a vítima Jakielly Pontes da Silva, 25, retornava do trabalho em uma motocicleta Honda Biz quando ao cruzar a rodovia BR 364, próximo a área central do município, foi surpreendida e atingida por aproximadamente 05 disparos de arma de fogo. A jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local.

Os trabalhos iniciais de apuração da Polícia Civil indicaram que a vítima não possuía inimigos, era apontada por conhecidos como uma pessoa trabalhadora, mãe de três filhos, não possuía vícios ou dívidas e estava retornando do trabalho (uma loja de conveniência) quando foi assassinada. Nenhum pertence foi levado da vítima.

Em continuidade às investigações, os policiais descobriram que recentemente Jakielly havia ingressado com uma ação de reconhecimento de paternidade postulando para que um dos suspeitos, Tiago Floriano de Paula, 30, reconhecesse uma criança de 08 meses como seu filho.

O delegado à frente das investigações, João Paulo Praisner, explica que ndia 10 de setembro ocorreu uma audiência no Fórum de Jaciara em que Tiago se recusou a reconhecer voluntariamente a paternidade da criança. Na quarta, (12Jakielly, Tiago e a criança forneceram material genético para exame de DNA. “Poucas horas após o fornecimento do material genético, Jakielly foi assassinada”, explica.

Tiago foi encontrado em em um lava-jato, do qual ele é proprietário. Ele foi conduzido até a Delegacia de Polícia para esclarecimentos e negou qualquer envolvimento no homicídio. Tiago declarou ainda ter permanecido em casa durante toda a noite. No entanto, “em razão das contradições apresentadas pelo suspeito, e confronto com depoimentos testemunhais, representei pela prisão temporária do investigado, que foi decretada pelo Judiciário e cumprida ainda no dia 13 de setembro”, esclarece o delegado.

Ao ser novamente interrogado, em 18 de setembro, Tiago acabou confessando ter sido o mandante do homicídio.

O suspeito contou que contratou dois de seus funcionários, identificados como João Vitor Pereira dos Santos, 18, e Gilmar Oliveira dos Anjos, 25, para executarem a vítima.

Ainda durante o interrogatório, Tiago disse ter prometido a quantia de R$ 2 mil para João Vitor e R$ 1.500 para Gilmar. A motivação, de acordo com Tiago, decorreu o fato de Jakielly postular reconhecimento de paternidade.

O delegado João Paulo Praisner representou também pela prisão temporária de João Vitor e Gilmar,, que foram deferidas pelo Judiciário. Gilmar foi surpreendido pelos policiais civis na quarta-feira (19) no lava-jato de propriedade de Tiago. Já Joao Vitor foi surpreendido em via pública no bairro Santo Antônio, no interior de um veículo, quando se preparava para deixar o município com intuito de fugir da ação policial.

Conduzidos à delegacia e interrogados João Vitor e Gilmar confessaram o crime, sendo que o primeiro afirmou ter efetuado os disparos contra a vítima e o segundo contou ter pilotado a motocicleta utilizada na prática do delito. Ambos também declararam terem sido contratados por Tiago sob promessa de recompensa financeira após a execução.

A identificação de prisão do mandante e dos executadores do crime foi oportunizada por um trabalho intenso e comprometido de toda a equipe de policiais civis da Delegacia de Polícia de Jaciara, destaca o delegado João Paulo Praisner. “Todos se empenharam com afinco possibilitando que em poucos dias fosse possível elucidar o crime e prender os responsáveis pela morte de Jakielly”, afirma.

Os três suspeitos seguem detidos, o inquérito policial será concluído no prazo de 30 dias.

 

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cidades

Força Tática apreende arma e prende suspeito de participar de homicídio

Publicado

em

Imagem ilustrativa

Em Sorriso, policiais da Força Tática prenderam um homem de 22 anos por participação no homicídio do adolescente de 16 anos identificado por Gean Alves da Rocha, assassinado a tiros, na noite de terça- feira (01.12), no bairro Mário Raiter. A arma de fogo foi apreendida com o suspeito. O suposto autor do disparo contra a vítima já foi identificado e segue  foragido.

 

Por volta das 18h30, a Polícia Militar foi acionada via 190 para checar uma ocorrência em que uma pessoa estaria ferida e  caída no chão ensanguentada na Rua 16 de outubro. Os policiais foram até o local e identificaram o corpo do jovem  já sem vida.

Populares informaram à polícia o nome do autor do disparo contra a vítima, eles relataram que os dois suspeitos se aproximaram da vítima e atiraram umas cinco vezes contra o jovem e em seguida fugiram em uma motocicleta barulhenta.

 

A PM localizou o endereço do suspeito apontado pelas testemunhas no bairro Nova Aliança II. De imediato, a equipe de Força Tática deu sequência à  diligência e foi informada pela mãe do suspeito que ele poderia estar na casa da avó no bairro Novo Horizonte.

 

Os militares foram até a casa da avó  do suspeito e ao se aproximar se deparou com o homem que ao perceber a polícia correu para dentro da casa e se escondeu em um quarto. A PM conseguiu entrar na residência e localizou no quarto, a arma de fogo desmuniciada.

 

A familiar tanto do suspeito que fugiu quanto do homem apontado como autor do homicídio disse que o neto esteve em sua residência, lavou o rosto e saiu sem dizer o que teria acontecido e para onde iria.

 

O homem que tentou fugir da PM foi preso e conduzido à delegacia. A ocorrência foi entregue à Polícia Judiciária Civil.

Serviço

 

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque – denúncia 0800.65.39.39. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

 

Greyce Lima | Secom-MT

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana