conecte-se conosco



Variedades

Polícia Civil participa de mutirões em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

em

A Polícia Civil, por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária e projetos sociais, frequentemente participa de mutirões os quais disponibilizam diversos serviços de cidadania à sociedade. Entre os serviços oferecidos estão o registro de boletim de ocorrência com finalidade de emissão de segunda via de documento, bem como mediação de conflitos e orientações de saúde.

No último sábado (08.06), moradores do bairro São João Del Rey e mais 11 bairros da região do Osmar Cabral, em Cuiabá, receberam atendimentos com registro de boletins de ocorrências. A ação faz parte do programa “Judiciário em Movimento”, realizado pelo Poder Judiciário de Mato Grosso e demais parceiros. Durante um dia inteiro, os serviços foram ofertados na Escola Municipal de Ensino Básico (EMEB) Maria Elazir Corrêa de Figueiredo, no São João Del Rey.

O investigador da Polícia Civil, Pedro Portilho, representante da Coordenadoria de Polícia Comunitária, destacou a importância do registro de ocorrências policiais, bem como a divulgação dos projetos ‘De bem com a vida’, que trata do abuso de álcool na adolescência; ‘De cara limpa contra as drogas’, de prevenção ao uso de drogas na adolescência, e ‘Rede digital pela paz’, sobre a cultura de paz nas escolas. “A temática é de suma importância ainda mais com os últimos acontecimentos na cidade de Suzano em São Paulo”, destacou o policial.

Em outro ponto da Capital, na região do Jardim Vitória, os investigadores Ademar Torres e Tatiane Castro ministraram palestras sobre drogas ilícitas em uma escola que pertence às Obras Sociais Yvonne do Amaral Pereira para um grupo de jovens e, na ocasião, distribuíram as revistas e brindes dos projetos sociais.

Em Várzea Grande, a Polícia Civil ofereceu também os serviços de registro de boletim de ocorrência na EMEB Joaquim da Cruz Coelho no bairro Serra Dourada. O evento foi promovido pelo grupo “VG Mais” e uma emissora de rádio da cidade.

A Polícia Civil também é parceira do projeto “Viva seu Bairro”, o qual acontece quinzenalmente aos sábados. Nesse evento, são oferecidos os serviços de atendimento sociojurídico, registro de ocorrências por parte da Polícia Comunitária. No espaço reservado também são distribuídos revistas e camisetas dos projetos sociais para as crianças. Neste ano, já foram realizados cinco mutirões e a previsão para o encerramento será no dia 15 de dezembro no bairro Pedra 90.

No próximo sábado (15.06), será a vez dos moradores de Nossa Senhora do Livramento e Parque Nova Esperança I, na região do Coxipó em Cuiabá a receberem os serviços da Polícia Civil em mais dois mutirões sociais.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Variedades

MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021

Publicado

em

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que teve a aplicação adiada por causa da pandemia do novo coronavírus, foi remarcado para os dias 17 e 24 de janeiro, na sua versão impressa. A nova data para aplicação das provas foi divulgada hoje (8), durante coletiva de imprensa transmitida pela internet, que contou com a presença do secretário executivo da pasta, Antonio Paulo Vogel, que é o ministro interino, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

A versão digital do exame será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Já a reaplicação das provas está marcada agora para os dias 24 e 25 de fevereiro do ano que vem. Os resultados serão divulgados no dia 29 de março.

“Entendemos que essa decisão não é uma decisão perfeita e maravilhosa para todos. Sabemos que não é. Então, buscamos uma solução técnica, tentando ver a data que melhor se adequa a todos”, afirmou Vogel, ao divulgar o novo calendário. Segundo ele, a definição das datas foi construída após diálogo com as secretarias estaduais de Educação e entidades que representam as instituições de ensino superior, tanto privadas quanto públicas.

Segundo o presidente do Inep, serão adotadas medidas sanitárias durante a aplicação das provas, como uso de álcool gel e distanciamento adequado entre os estudantes. Os protocolos sanitários para aplicação das provas vão gerar um custo adicional de cerca de R$ 70 milhões para o governo federal, informou Alexandre Lopes.

“Estamos prontos para fazer essa execução em janeiro. Já estamos adotando as medidas necessárias, junto ao consórcio aplicador, para garantir a segurança sanitária durante a aplicação da prova, medidas relativas ao uso de álcool gel, uso de máscara, distanciamento e quantidade a alunos nas salas de aplicação do exame”, afirmou Lopes.

Consulta pública

Em junho, o Inep chegou a realizar uma enquete virtual para saber em quais datas os estudantes gostariam de realizar a prova. Pelo levantamento, 49,7% dos estudantes preferiam que o Enem impresso fosse aplicado em 2 e 9 de maio de 2021 e o Enem digital em 16 e 23 de maio. Ao comentar a decisão de aplicar as provas entre janeiro e fevereiro, Lopes disse que levou em conta, além da própria enquete, as opiniões das instituições de ensino e das secretarias de educação.

“A enquete não seria o único parâmetro para definição da data, era mais um parâmetro. Entendemos que seria muito importante ouvir os secretários estaduais de educação, representados aqui pelo Consed, como também as instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. Todas as informações foram levadas em consideração. Com relação à enquete, mais da metade dos alunos optaram por dezembro e janeiro; maio foi menos de 50% dos alunos, então, mais da metade dos alunos preferiu dezembro e janeiro e a gente também está atendendo esse público”, argumentou.

Edição extra do Sisu

O ministro interino da Educação destacou que, caso seja um desejo das instituições de ensino, o MEC poderá abrir um terceiro período de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2020. Normalmente, o Sisu é aberto duas vezes no ano, no primeiro e no segundo semestre.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2020 estão abertas até o dia 10 de julho. Serão oferecidas mais de 51 mil vagas em instituições de ensino superior do país.

Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu 2020.2 vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de ter feito o Enem de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar.

 

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana