conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil investiga mulher que se passava por médica em Cuiabá

Publicado

em

Uma mulher que se passava por médica em hospitais de Cuiabá foi abordada pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (22.02), em ação da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon). No momento da abordagem, a jovem, de 19 anos, estava vestida de jaleco branco e se apresentava como médica pediatra para pacientes e médicos, em um hospital localizado no bairro Santa Helena, em Cuiabá.

Os policiais da Decon acompanhavam a movimentação da mulher há alguns dias e conseguiram informações de que a jovem se apresentava como médica formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e dizia que trabalhava em unidades de saúde como Hospital Metropolitano, Hospital Geral e Hospital Júlio Muller.

Em uma rede social, a jovem postava fotos com jaleco e protetor facial, se apresentando como profissional da saúde, além de marcar médicos e hospitais e pedir a Deus que fizesse das mãos dele as suas.

As investigações também apontaram que a jovem esteve na cidade de Juína há alguns dias, ocasião em que novamente se passou por médica, conversando com pacientes e médicos.

Segundo o delegado da Decon, Rogério Ferreira, ao ser ouvida na Polícia Civil, a mulher disse que passou a fantasiar que era médica, após ter namorado um advogado e fiz isso para não ficar por baixo do seu ex. “Durante a oitiva ela disse que tem familiares com esquizofrenia e está se tratando com uma psicóloga”, disse o delegado.

As investigações continuam para apurar se a mulher apresentou documentos falsos em hospitais ou clínicas de Cuiabá ou de Juína, e se ela chegou a atender pacientes ou a cobrar para prestar serviços na área da saúde ou influenciar no atendimento de doentes em hospitais.

 

 

 

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Polícia

Trabalhador resolve brincar com uma arma de brinquedo em loja e leva tiro no rosto em VG

Publicado

em

Um funcionário de uma loja de pneus identificado como Januário, levou um tiro certeiro na cabeça ao brincar com uma arma de brinquedo com os colegas de serviço, na Avenida Ulisses Pompéu de Campos, em Várzea Grande, o fato aconteceu na noite desta quarta-feira (24).

 

As imagens são fortes, com poucas informações ainda, os relatos são de que o rapaz com uma brincadeira que não deu muito certo, chegou na loja de pneus anunciando um “assalto a mão armada”, má sorte para o homem, pois havia um policial a paisana no local que atento se assustou, como defesa sacou sua arma e acertou um tiro na cabeça do funcionário da loja.

Após o tiro formou-se uma poça de sangue onde o jovem caiu, pelas cenas ficaria claro que o caso é grave. Uma brincadeira que acabou sendo realizada na hora e no lugar errado, já que havia um militar no local.

 

A Guarda Municiapal e a ROTAM estiveram no local para averiguar a situação e logo depois a Perícia Oficial foi chamada para realizar as investigações, junto a Polícia Civil.

 

O trabalhador ainda com vida, foi levado as pressas ao pronto-socorro municipal de Várzea Grande, para a equipe médica tomar os devidos cuidado. Não há por enquanto, informações sobre o quadro de saúde do homem.

 

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana