conecte-se conosco



Cuiabá

Polícia Civil flagra oficina de desmanche de veículos no Dom Aquino

Publicado

em

A Polícia Civil flagrou uma oficina de desmanche de veículos na manhã desta segunda-feira (10), em fiscalização contra o comércio de peças clandestinas de automóveis, realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), no bairro Dom Aquino, na Capital.

Após uma denúncia efetuada na Delegacia, os policiais encontraram no local uma carcaça de veículo Fiat Uno, sem marcação, ou seja, sem os sinais de identificação veicular, 1 câmbio de Fiat Strada ano 2015, com numeração raspada. O responsável pelo estabelecimento, E.A.C, 44 anos, foi levado para a Delegacia e autuado em flagrante no crime de receptação.

No terreno dos fundos, os policiais encontraram um veículo Fiat Uno 2012 que era desmanchado naquele momento. O veículo já estava com todos os sinais suprimidos.

Ao ser indagado sobre o câmbio, o suspeito informou ter comprado em Goiânia e o veículo, segundo ele, adquirido em um desmanche, localizado no bairro Dom Aquino.

A Polícia Civil esclarece que tanto o vendedor quanto o comprador de peças produtos veículos roubados/furtados, são responsabilizados criminalmente. O crime é o de receptação, previsto no artigo 180, do Código Penal, que prevê pena de reclusão de 01 a 04 anos, e multa (comprador). Para quem comercializa a pena é ainda maior, reclusão de 03 a 08 anos, e multa (receptação qualificada).

A receptação de peças de veículos desmontados alimenta a cadeia delitiva de roubos e furtos, além de gerar prejuízos ao consumidor que adquire produto de má qualidade,

Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Sargento vence Covid-19 e recebe homenagem ao deixar hospital

Publicado

em

Familiares, colegas de farda e equipe de saúde celebraram a recuperação do sargento da Polícia Militar de Mato Grosso Paulo Victor Iporã Parecis de Jesus, de 40 anos. Iporã contraiu a Covid-19 e na tarde desta quarta-feira (08.07) deixou o hospital depois de 11 dias internado, um deles em leito de UTI.

Na porta da Amecor, em Cuiabá, o sargento Iporã ouviu os aplausos de colegas de farda e as palavras de acolhida ditas pelo coordenador de Assistência Social da PMMT, tenente-coronel Diego Tocantins.

Um dia depois de deixar o hospital Iporã ainda se emociona ao lembrar da homenagem recebida. “Quando saí e vi que o pessoal da PM estava lá fiquei muito emocionado, me emociono só de falar agora. Ser policial militar foi o que eu sempre quis para minha vida, tenho orgulho de vestir a farda e do que a Polícia Militar faz pela sociedade”, disse.

O sargento Iporã tem 16 anos de carreira na PMMT, já serviu em unidade como 10º Batalhão, Batalhão Ambiental, Regimento Montado (Cavalaria) e está lotado na Escola Estadual Militar Tiradentes, unidade de Cuiabá, desde abril de 2019.

Como estava em isolamento social por causa da pandemia, e de licença prêmio, Iporã não sabe como se contaminou, mas observa que a esposa, que é professora, saia para gravar aulas e tinha contato com mais pessoas. A esposa dele e a enteada também contraíram a Covid-19, porém, com sintomas leves, se recuperaram sem a necessidade de internação hospitalar.

PMMT

Sargento Iporã ouviu mensagem de acolhida do tenente-coronel Diego Tocantins, coordenador de Serviço Social da PM(foto: PMMT)

DADOS

Iporã é um dos 147 policiais militares que já se recuperaram da Covid-19, a grande maioria sem necessidade de internação hospitalar. Na PMMT, que tem 7.100 policiais na ativa, 240 testaram positivo para Covid-19. Desses, quatro estão internados e 89 em quarentena, se tratando e recuperando em casa, conforme dados do monitoramento diário feito pela Diretoria Central de Inteligência (DACI) da PMMT.

A Polícia Militar lamenta os dois óbitos de policiais da ativa em consequência dessa doença, sargentos Welington Pereira Duarte, de 46 anos, de Primavera do Leste, e do também sargento Laercio Salvaterra Flores, de 44 anos, da Força Tática do 2º Comando Regional de Várzea Grande, assim como dos quatro policiais inativos(da reforma remunerada) que também faleceram por Covid.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana