conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil fecha boca de fumo pela quarta vez no ano no bairro Pedregal

Publicado

em

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), fechou pela quarta vez este ano, uma boca de fumo instalada no bairro Pedregal em Cuiabá. A ação realizada na terça-feira (19.11) resultou em três pessoas presas em flagrante, além da apreensão de entorpecentes e apetrechos relacionados ao tráfico.

Entre os presos está a idosa, C.L., 62, e os suspeitos, J.G.S.S. 25 e J.L.,45, todos autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Os policiais da DRE iniciaram as diligências após receberem informações da possível mercancia de drogas no endereço no bairro Pedregal, onde já foram realizados flagrantes anteriores. Logo que chegaram ao local, os policiais flagraram a cena de um motociclista  que saiu da casa e entregou  algo para uma jovem com uma criança de colo, levantando a suspeita da mercancia de drogas.

Diante das evidências, os policiais decidiram realizar a abordagem no endereço, ocasião em que os suspeitos tentaram fugir, porém foram detidos. Em buscas na casa, os policiais localizaram uma porção grande maconha e oito porções médias da mesma droga, além de duas balanças de precisão e dinheiro trocado característico da atividade de tráfico.

Os três suspeitos que localizados na residência, incluindo a idosa, foram conduzidos a DRE, onde após serem interrogados pelo delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

“Durante a ação, ficou claro que a idosa é conivente com a mercancia de drogas em sua residência, associada aos demais suspeitos para o armazenamento das substâncias ilícitas”, disse o delegado.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Mulher diagnosticada com covid-19 quebra quarentena e circula livremente espalhando o vírus

Publicado

em

Segundo denúncias de moradores de Nobres, uma mulher diagnosticada com covid-19, que deveria estar observando a orientação de se isolar em casa para evitar espalhar o vírus não atendeu às recomendações e está circulando livremente pela cidade.

Circula nas redes sociais que a mulher foi vista em supermercados, em departamentos diversos.

 Se a suspeita se confirmar, ela pode ser considerada suspeita em dois crimes do Código Penal, segundo a Polícia Civil.

O primeiro, do artigo 267, que é causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos, tem pena entre dez e 15 anos de reclusão; além do crime de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução de doença contagiosa.

 Para esse segundo, a pena é de detenção de um mês a um ano, conforme o artigo 268.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana