conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil cumpre mandados contra três por furto de celulares de loja de shopping de Cuiabá

Publicado

em

Três mandados de prisão preventiva foram cumpridos, após investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá, sobre o furto de uma loja de venda de celulares, em um shopping de Cuiabá. As prisões ocorreram em Goiás e no Distrito Federal, entre os dias 29 de maio e 7 de junho, com apoio da Polícia Civil dessas duas unidades da federação.

O furto no interior da loja ocorreu no dia 7 de abril deste ano, ocasião que os ladrões levaram 87 aparelhos telefônicos novos e outros eletrônicos, totalizando prejuízo de R$ 250 mil ao estabelecimento. Para consolidar o furto, um dos suspeitos chegou a pernoitar dentro da loja, saindo no dia seguinte sem despertar atenção dos seguranças do shopping.

Nas investigações, a Polícia Civil identificou quatro suspeitos, todos eles oriundos de Brasília (DF), que tiveram os mandados de prisão expedidos pela Justiça de Mato Grosso e presos um na cidade de Santo Antônio do Descoberto (GO), com apoio da Polícia Civil via equipe do delegado Pablo Santos Batista; outro em Valparaíso de Goiás, pela equipe do delegado Henrique Wilson Ferreira de Oliveira, e o terceiro preso em Santa Maria, no Distrito Federal, pela equipe do delegado Ricardo Benevides Fortini, da 33ª Delegacia de Polícia.

Um quarto suspeito identificado ainda não foi localizado.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Mulher diagnosticada com covid-19 quebra quarentena e circula livremente espalhando o vírus

Publicado

em

Segundo denúncias de moradores de Nobres, uma mulher diagnosticada com covid-19, que deveria estar observando a orientação de se isolar em casa para evitar espalhar o vírus não atendeu às recomendações e está circulando livremente pela cidade.

Circula nas redes sociais que a mulher foi vista em supermercados, em departamentos diversos.

 Se a suspeita se confirmar, ela pode ser considerada suspeita em dois crimes do Código Penal, segundo a Polícia Civil.

O primeiro, do artigo 267, que é causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos, tem pena entre dez e 15 anos de reclusão; além do crime de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução de doença contagiosa.

 Para esse segundo, a pena é de detenção de um mês a um ano, conforme o artigo 268.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana