conecte-se conosco



Polícia

PM prende trio com RGs falsificados e apreende R$ 53 mil em apartamento

Publicado

em

A Polícia Militar prendeu W.S.R. (37 anos), H.R.M. (24) e I.F.M. (19) com mais de 23 documentos de identidade (RG) falsificados, 10 carimbos, 11 cédulas de RG em branco, cartões de banco e outros objetos em um apartamento, na tarde de terça-feira (15.10), em Cuiabá.

Conforme boletim de ocorrência, os policiais foram acionados por uma vítima que teve pertences furtados do veículo, o comunicante passou para a polícia que o ipad levado no furto apontava a localização em um condomínio, no Bairro Jardim Ubirajara, nas proximidades da estrada de Chapada dos Guimarães.

Na diligência, os policiais entraram no condomínio e abordaram um dos suspeitos no apartamento indicado, com ele foi apreendida uma mochila repleta de eletroeletrônicos. No apartamento, a PM abordou o casal H.R.M. e I.F. M. no interior do imóvel a polícia apreendeu mais de 23 cédulas de identidades falsificadas com foto dos suspeitos, mas com nomes diferentes. Carimbos utilizados em cartórios, cartões de banco e de telefone também foram apreendidos na ação.

Na checagem a PM apreendeu em uma mochila encontrada no apartamento a quantia de R$ 53 mil reais em espécie, celulares, computadores, ipad, Mac book, dentre outros objetos eletroeletrônicos. A vítima que denunciou o local reconheceu seus objetos levados na ação criminosa apreendidos pela PM.

O trio foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes por crimes contra o patrimônio, estelionato e falsificação de documentos.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Suspeitos de latrocínio de empresária morrem em confronto com a PM no interior

Publicado

em

No distrito de Brianorte (470 km de Cuiabá), durante operação de buscas em uma área de mata, dois suspeitos, de 18 e 21 anos, um deles apontado como autor do latrocínio da empresária Maria Deusalina Freire Carvalho, ocorrido em São José do Rio Claro (a 313 km de Cuiabá), foram a óbito em confronto com policiais militares.

Antes desse desfecho, os dois suspeitos já haviam entrado em confronto com equipes da PM. Na manhã dessa quinta-feira (02.07), também em Brianorte, reagiram a uma tentativa de abordagem atirando na direção dos policiais do núcleo local da PM e conseguiram fugir, se refugiando em uma área de mata.

No final da tarde do mesmo dia, já com reforço de policiais da Cavalaria e Força Tática de Nova Mutum, Ciopaer e equipe da Rotam, a operação de buscas aos suspeitos prosseguiu e na tarde de hoje culminou com o outro confronto  em uma nova tentativa de abordagem e prisão, dessa vez com policiais da Cavalaria.

Um dos suspeitos, o de 18 anos, é apontado como autor da morte da empresária Maria Deusalina Freire Carvalho (34), crime ocorrido na noite do dia 23 de junho deste ano, na cidade de São José do Rio Claro, na mesma região. Os suspeitos chegam ao local em uma motocicleta e um deles foi até o balcão do comércio, uma casa de espetinho, e atirou em Deusalina enquanto ela o atendia.

De acordo com o comandante da Companhia de Polícia Militar de São José do Rio Claro, tenente-coronel Cristyano Vasconcelos, desde a morte da comerciante a PM vinha fazendo buscas na região com o objetivo de prender os suspeitos.

No sábado (27.06), diz TC Cristyano, o suspeito apontado como autor chegou a ser visto em Brianorte, porém a PM só tomou conhecimento na segunda-feira(29.06), quando montou uma operação de buscas com o objetivo de captura-los. Ele já estava com prisão preventiva decretada pelo latrocínio. A PM ainda não dispõe de informações sobre se há participação ou não do segundo suspeito no latrocínio da empresaria. Com eles foram apreendidas duas armas de fogo, um 38 e um 32.

Por se tratar de morte por intervenção de agentes de segurança, a Corregedoria da PM está sendo informada dessa ocorrência para a atuação policial possa ser apurada, como exige a legislação.

 

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana