conecte-se conosco



Polícia

PM liberta rapaz em cárcere privado; 5 são conduzidos

Publicado

em

Policiais militares de General Carneiro (a 442 km de Cuiabá) libertaram na madrugada desta sexta-feira (17.01), um rapaz de 18 anos mantido em cárcere privado e sob tortura, em uma casa no bairro Dauri Riva. Foram encaminhados à delegacia cinco pessoas, sendo dois adultos e três adolescentes.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais foram informados que uma pessoa estava sendo mantida presa. Foi iniciado patrulha nas proximidades, quando os militares perceberam um dos suspeitos na frente do imóvel. Quando ele viu a viatura, saiu correndo, mas antes, jogou porções de pasta base de cocaína e maconha no chão.

Durante a perseguição e tentativa de abordagem, os militares entraram na casa e encontraram o grupo, além do rapaz que alegou estar sendo mantido preso há dois dias por ter furtado porções de entorpecente e uma arma de fogo. O material seria de membros de uma organização criminosa. Ele acrescentou que foi agredido com fio de luz e os suspeitos já tinham até pedido resgate a seus familiares, cobrando R$ 3 mil para libertá-lo.

Dentro da casa, os policiais encontraram 160 gramas de pasta base de cocaína, 465 gramas de maconha, 37 pedras de pasta base de cocaína, duas balanças, além de comprovantes de depósitos e anotações relacionados a venda de entorpecentes e um drone.

Serviço 

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

PM apreende 897 quilos de pescado ilegal; parte em área de reserva indígena

Publicado

em

Policiais do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental prenderam uma pessoa e apreenderam 897 quilos de pescado ilegal. Foram duas ações distintas na noite de sexta-feira (14.02), nas MTs 246 e 343, nos municípios de Barra do Bugres e Porto Estrela.

Dezenas de peixes de espécies nobres, principalmente o pintado, estavam sem as cabeças, uma das características da pesca predatória. Além da apreensão do pescado e de dois veículos usados no transporte, os policiais também aplicaram R$ 18 mil em multas por pesca e transporte ilegal.

Uma das apreensões, de 685 quilos, feita em Porto Estrela, na MT-343, ocorreu no trevo de acesso à aldeia indígena Humutina, que é cortada pelo Rio Bugres, um dos mais piscosos do Estado.

O motorista de um dos veículos que transportava peixe conseguiu fugir por uma área de mata fechada no momento em que os policiais faziam a revista e checagem do carro.

Essa é a segunda grande apreensão de pescado irregular na região esta semana.

Na quinta-feira (13.02), em Barra do Bugres, policiais do Batalhão Ambiental prenderam um homem que transportava 155 quilos de peixe da espécie cachara.

Em ambos os casos os peixes apreendidos foram doados para instituições filantrópicas como as associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Barra do Bugres e Porto Estrela, ‘SOS’ Criança de Barra do Bugres e Faculdade Indígena da Unemat.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana