conecte-se conosco



Polícia

PM é acionada e encontra trio com réplicas de arma de fogo e algemas em Cuiabá

Publicado

em

Policiais militares do 9º Batalhão encaminharam à delegacia nesta segunda-feira (10.08), três homens por exercício arbitrário das próprias razões, no bairro Jardim Petrópolis, na capital.

A informação descrevia uma situação de sequestro onde três suspeitos em um BMW branco, renderam um homem que estava em Renault Sandero branco. A vítima foi obrigada entrar no carro com o trio.

Em diligência, os policiais encontraram os suspeitos denunciados. Durante a conversa, eles contaram que um deles tinha sido vítima de um golpe. Na negociação tinha vendido uma bicicleta por R$ 1,8 e entregado o produto, porém, horas depois descobriu que o dinheiro não tinha entrado em sua conta.

Com a ajuda de dois conhecidos, simulou outra compra e o homem que eles tinham rendido era o mesmo motorista de aplicativo que tinha pego a bicicleta. Mas ele alegou ter sido contratado apenas para pegar o produto e entregar em uma casa no bairro Santa Terezinha. Os homens foram até a casa, mas não encontraram a bicicleta.

Logo em seguida, eles deixaram o motorista de aplicativo próximo de um campo de futebol no bairro Itapajé. A informação foi confirmada pelos moradores que viram o homem deixar o carro com o trio. Os três homens ficaram com os documentos do Sandero e o aparelho celular do motorista.

Durante a vistoria no BMW, os policiais encontraram duas réplicas de arma de fogo e um par de algemas. Um dos homens alegou ser praticante de tiro esportivo. Na narrativa do BO foi discriminado que o Sandero foi entregue para um homem. A vítima rendida não foi localizada.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Ação integrada liberta pessoas mantidas reféns em aldeia indígena

Publicado

em

Policiais militares do 14º BPM de Primavera do Leste (a 231 km de Cuiabá) junto com agentes da Polícia Federal e da Fundação Nacional do Índio (Funai), libertaram na segunda-feira (28.09), 13 pessoas que eram mantidas reféns na aldeia indígena Ramo da etnia Ikpeng, no Alto Xingú.

Os militares foram acionados pela equipe da Funai porque pessoas tinham entrado na reserva indígena sem autorização para pescar, por isso, foram impedidas de sair.

Foi montada uma estratégia de negociação com a participação de militares da Força Tática, agentes federais e da Funai. No local, foi descoberto que o grupo era de Goiás e Minas Gerais.

A negociação de gerenciamento de crise foi intermediada pelos militares e durou duas horas. O resultado foi a libertação das pessoas de forma  pacífica pelos indígenas.

O registro da ocorrência e os tramites legais ficaram sob a responsabilidade da Polícia Federal.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana