conecte-se conosco



Política MT

PF repassa 9 depoimentos em investigação contra Ezequiel Fonseca

Publicado

em

O delegado de Polícia Federal (PF) Severino Moreira da Silva enviou para a Justiça Eleitoral em Mato Grosso, no dia 10 de agosto, os termos de declarações prestadas por 9 pessoas em investigação contra o deputado federal e candidato à reeleição, Ezequiel Fonseca (PP), por compra de votos.

O inquérito inicialmente transitava no Supremo Tribunal Federal (STF). Porém, o ministro Marco Aurélio enviou para Mato Grosso a investigação.Foram enviadas as declarações de Neusa Lins de Albuquerque, Elizete Pereira da Silva, Idelfoncia Rodrigues do Nascimento, Simone Aparecida Garcia Paesano, Johny Dias Marinho, Lucizilia Moreno Gomes, Fabiana Pinho Vernucci, Dayanne Carla de Oliveira e Franciane Coelho Tavares de Sousa.

A decisão foi estabelecida com base no julgamento de questão de ordem sobre a fixação da competência do Supremo para processamento e julgamento de parlamentares.

O Plenário do STF decidiu que, no caso de parlamentares federais, o foro por prerrogativa de função fica restrito aos casos de crimes comuns cometidos após a diplomação e relacionados ao cargo.

Segundo os autos, o inquérito foi instaurado pela delegacia de Polícia em Cáceres (250 Km a oeste de Cuiabá), visando apurar denúncia anônima sobre a suposta captação ilícita de sufrágio, por meio da concessão de casas populares, em 2010.

Fonseca era deputado estadual. A suspeita é que ele tenha atuado com a conivência do então presidente da Câmara Municipal de Cáceres, Alvasir Ferreira Alencar.

A Assembleia Legislativa e a prefeitura de Cáceres já prestaram esclarecimento sobre o caso. O inquérito foi instaurado no mês de maio de 2016.

 

Arthur Santos da Silva, repórter do GD

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Salários de novembro estarão disponíveis nesta sexta-feira (27)

Publicado

em

Os salários dos servidores públicos estaduais ativos, inativos e pensionistas, relativos ao mês de novembro, estarão disponíveis nesta sexta-feira (27.11), dentro do mês trabalhado conforme o anunciado em setembro pelo governador Mauro Mendes.

A folha liquida do mês de novembro chegou a R$ 483.712.241,61 Desse total R$ 307.789.961,22 são destinados ao pagamento de servidores ativos e R$ 175.922.280,39 para inativos e pensionistas.

Receberão salários e proventos 111.858 pessoas. São 71.408 servidores ativos das administrações direta e indireta; enquanto inativos e pensionistas somam 40.450 pessoas.

De acordo com a Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual, da Secretaria de Fazenda, o pagamento estava programado para ser feito na segunda feira (30). No entanto as equipes da do Governo e do Banco do Brasil, responsáveis pelo processamento da folha, viabilizaram a remessa dos arquivos para o Banco do Brasil nesta qunta-feira (26), permitindo assim o credito do salário na conta dos servidores já nesta sexta-feira, no período da tarde e noite. Os documentos impressos serão enviados para BB amanhã pela manhã.

A secretaria adjunta informou ainda que o dinheiro estará liberado no decorrer do dia tanto para quem tem contas no BB, como para aqueles que fizeram portabilidade à outros bancos.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana