conecte-se conosco



Últimas Noticias

Pesquisadora deve restituir R$ 10 mil à Fapemat

Publicado

em

A prestação de contas de projeto na área da saúde, financiado pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), não atendeu às normas legais e recurso de concessionária foi recusado. A decisão do Tribunal de Contas de Mato Grosso ocorreu após a concessionária, Regilane Matos da Silva, recorrer de pedido de rescisão que reduziu o montante a ser restituído de R$ 32.028,00 para R$ 10.617,75. O relator, conselheiro interino Luiz Carlos Pereira, entendeu que as informações apresentadas não foram suficientes para comprovar que não há necessidade de restituição.

Regilane Matos da Silva recebeu os recursos para realização do Projeto “Avaliação da Atividade Anti-inflamatória de Plantas Medicinais do Cerrado Mato-grossense em Modelos Experimentais de Inflamação Intestinal”, firmado entre a Fapemat, tendo como interveniente a Universidade Federal de Mato Groso (UFMT). A recorrente afirmou que o dinheiro referente ao financiamento do projeto foi utilizado de forma correta para a compra de materiais (insumos e equipamentos) voltados ao desenvolvimento de pesquisas científicas, como também para a formação acadêmica de diversas pessoas.

De acordo com o relator, Regilane foi intimada a apresentar os documentos que comprovassem a regularidade da prestação de contas. Mas encaminhou somente alguns cheques, lista dos documentos escritos, com seus respectivos valores e datas de emissão e explicitação para quais pessoas, físicas e jurídicas, estes foram pagos. Os demais cheques com suas respectivas notas fiscais que totalizariam o montante recebido para realização do projeto não foram encaminhados, deixando sua prestação de contas insuficiente e inábil.

Assim, o Pleno do TCE negou o recurso e manteve a determinação de restituição no valor de R$ 10.617,75.

Fonte: TCE-MT

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Noticias

Após mal súbito, mulher morre em acidente na Avenida 31 de março

Publicado

em

Um acidente na manhã desta terça-feira (12), envolvendo vitíma fatal na Avenida 31 de Março em Várzea Grande congestionou a via por algumas horas.

A vítima morreu no local, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e os médicos constararam o óbito.

 

A acidentada foi identificada por familiares como Dalva Magdalena, de 44 anos, estava com a filha de 12 anos na garupa da moto, quando teve um mal súbito e morreu no local.

 

Populares fizeram o contato com o SAMU.

 

A moradora do bairro Jardim das Oliveiras deixa duas filhas.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana