conecte-se conosco



Várzea Grande

Pedro Taques destaca investimentos do Governo em Várzea Grande

Publicado

em

Segunda maior cidade do Estado, Várzea Grande passou a receber atenção especial do Governo quando Pedro Taques assumiu o Executivo em 2015. Fazendo uma comparação, em 2015 o Estado ajudava o Pronto Socorro de Várzea Grande com R$ 160 mil mensais. Ainda neste ano o aumento passou para R$ 600 mil e em 2017 o aporte financeiro chegou a R$ 1,3 milhão mensal.

 

“Nós estamos ajudando e continuaremos apoiando Várzea Grande com obras e serviços. Vamos terminar a duplicação da Filinto Muller e o Parque Tecnológico, que será em Várzea Grande, já está em fase de licitação. Isso irá trazer mais investimento e desenvolvimento para a cidade”, afirmou o governador.

 

O Governo está construindo em parceira com a prefeitura de Várzea Grande a duplicação da Avenida Filinto Muller, obra estruturante para a cidade. São 4,7 KM de extensão, começando na Rua João Norberto de Barros e seguindo até a Rodovia dos Imigrantes. A obra irá impactar positivamente cerca de 50 bairros da cidade.

 

O custo total do investimento é de R$ 27,5 milhões, sendo que 90% do valor é bancado pelo Governo do Estado. A obra inclui iluminação em LED, drenagem, base, pavimentação de calçadas, meio fio, ciclo faixa, sinalização e paisagismo.

 

Ainda na parte de infraestrutura o governador lembrou que deu R$ 6 milhões para pavimentação de 25 bairros de Várzea Grande. A cidade também está sendo contemplada com uma nova ponte sobre o rio Cuiabá que ligará a região do Cristo Rio com o Parque Cuiabá, na capital.

 

A cidade também ganhou uma unidade do Ganha Tempo e do Detran no Várzea Grande Shopping. Na assistência social, 1.178 famílias são contempladas com o programa Pró-Família. O Governo também escolheu a segunda maior cidade do estado para ser sede do Parque Tecnológico. O espaço irá atrair empresas de inovação para o mercado mato-grossense.

 

Na área de educação, a rede pública estadual ganhou duas novas escolas, a  Governador Dante de Oliveira e professora Elizabeth Maria Bastos.

 

Segurança – Os índices de homicídio caíram em todo o Estado, mas em Várzea Grande a queda mais acentuada, chegando em 40%, resultado do investimento de inteligência e também novos equipamentos e reforço no pessoal. A cidade ganhou duas unidades de segurança: um novo prédio para a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso (DEDMCI), e também o novo Complexo da Polícia Civil, na avenida Filinto Muller, que abriga a Central de Ocorrências, a 1ª e a 3ª Delegacia da Polícia Civil, concentrando em uma única estrutura os serviços, melhorando a eficiência do serviço.

 

Habitação e regularização fundiária – Está em andamento em Várzea Grande a construção de dois conjuntos habitacionais, o Santa Bárbara e Colinas Douradas Novas, gerando mais moradias na cidade. O programa Endereço Certo está entregando 1.750 títulos de regularização fundiária.

 

Veja a lista dos bairros contemplados com recursos para pavimentação:

Novo Horizonte, Cohab Santa Izabel, Jardim Imperador, Cristo Rei, Cohab Nossa Senhora da Guia, Cohab Asa Bela, Vitória Régia, 23 de Setembro, Água Limpa, Ipase, Embaúval, Nova Várzea Grande, Cohab Santa Fé,  Cohab Jaime Campos, Jardim Primavera, Vitória Régia, 15 de Maio, Estrada Praia Grande, Rodovia dos Imigrantes, Distrito Industrial, Centro, Ipase, 13 de Setembro,  Parque do Lago, Maringá I, Maringá III e Cohab Dom Orlando Chaves

 

Por Assessoria

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Várzea Grande

Governo do Estado e Prefeitura de VG se unem na construção de mais casas e apartamentos

Publicado

em

 

O Governo de Mato Grosso através da MT Participações e Projetos S.A (MT PAR) e a Prefeitura de Várzea Grande irão formalizar parceria para edificações de novos residenciais na segunda maior cidade do Estado através de parcerias.
O prefeito Kalil Baracat recebeu em audiência o presidente do MT PAR, Werner Santos, que reforçou o pedido do governador Mauro Mendes de formalizar parceria com os municípios para a empreitada de novos conjuntos habitacionais, tanto de casas como de apartamentos, dependendo da área e das obras complementares.
A audiência foi acompanhada pelo vereador Denival Rodrigues Galibert, ou Sargento Galibert, que defende a política habitacional para fomentar o desenvolvimento e a qualidade de vida, além do ex-deputado estadual e atual diretor administrativo da entidade, Wagner Ramos e assessores.
O prefeito sinalizou que tem interesse e se possível pretende ampliar a participação da cidade para contemplar os moradores com a dignidade de uma moradia.
“Parcerias para beneficiar Várzea Grande e sua população sempre serão bem vindas e nossa cidade está aberta para vencer as demandas existentes no campo habitacional”, disse Kalil Baracat.
O presidente do MT PAR, Werner Santos, frisou, que o interesse do governador Mauro Mendes é atender ao máximo possível os municípios que desejarem formalizar a parceria que envolve o Governo Federal com o Programa Casa Verde e Amarela que substituiu o Minha Casa, Minha Vida e pode contemplar famílias para três rendas estabelecidas, o Governo do Estado com obras de infraestrutura como asfalto, calçadas, meio-fio, sarjetas e os municípios com a área para construir as unidades e as obras complementares como água e energia elétrica. Os equipamentos sociais como Escolas, CMEIs serão executadas em parceria do Estado e do Município.
“Temos interesse urgente em fomentar a geração de emprego e renda e também de garantir a dignidade de um lar para a maioria das famílias com renda de um salário-mínimo até R$ 7 mil mensais, sem descuidar principalmente daqueles com renda mínima e para isto estamos unindo esforços com o Governo do presidente Jair Bolsonaro, Governo Mauro Mendes e com prefeitos interessados em atender as demandas habitacionais de sua população”, disse o presidente MT PAR.
A previsão do Governo Federal é oferecer para o programa um média de R$ 25 bilhões de investimentos anuais do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 500 milhões do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS, fundo privado, mantido por bancos) e gerar 2,3 milhões de postos de trabalho até 2024, entre diretos, indiretos e induzidos.

 

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana