conecte-se conosco



Interior

Operação emergencial fiscaliza caminhões-caçamba

Publicado

em

Trafegar com veículo transbordando carga nas vias públicas é considerado infração de acordo com o artigo 231 do Código Brasileiro de Trânsito. Essa conduta gera retenção para a regularização das condições adequadas de uso. Para assegurar o cumprimento da lei, a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) realiza, nesta sexta-feira (17), uma operação emergencial de fiscalização de caminhões-caçamba na Avenida Otaviano Muniz e na Alameda das Rosas, na rotatória do Bairro Colina Verde.

“Essa fiscalização visa garantir à população uma cidade mais limpa e segura, reduzindo o número de acidentes causados pelo derramamento de areia. Além disso, precisamos fazer cumprir o que a lei determina”, afirma o gerente do Departamento de Trânsito da Setrat, José Severino da Silva Neto, o Nino.

Pneus em boas condições de uso, sistema de frenagem em perfeito funcionamento, equipamento de sinalização completo e documentação em dia são itens básicos exigidos para que qualquer veículo possa circular, conforme Nino. Ele ainda cita que, especificamente para os caminhões-caçamba, é necessário que a tampa esteja bem fechada – com boa vedação, para evitar que a areia caia e se espalhe pelas ruas – e haja também o uso da lona de proteção.

“Além do Código de Trânsito, nos baseamos na lei municipal 6.595 de 2011, que dispõe sobre a Zona de Restrição Máxima de Circulação, para fazer a fiscalização”, esclarece Nino e continua: “Temos verificado muitos acidentes com carros e, especialmente, com motos que derrapam por causa da areia despejada na pista pelas caçambas”. Ele alerta sobre a importância do proprietário dos caminhões basculantes fazerem sua manutenção com frequência.

Nino ainda ressalta que as fiscalizações realizadas pela Setrat são procedimento rotineiro, mas que, devido às transgressões constantes verificadas, hoje ocorreu de forma emergencial focada nos caminhões-caçamba.

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Interior

Farra com erário público:Prefeito , vice, secretários e vereadores tem salários reajustados

Publicado

em

A prefeitura de Figueirópolis D’Oeste publicou na edição do Diário Oficial de Contas desta quinta-feira (21) o reajuste dos salários do prefeito municipal, Eduardo Vilela (PSDB), do vice-prefeito, dos secretários municipais e vereadores. O aumento foi de 4,52%, segundo a publicação.

Chama a atenção, no entanto, a disparidade de salários entre o prefeito e os demais gestores públicos com os vereadores da Câmara Municipal da pequena Figueirópolis D’Oeste, cidade que possui menos de 3.500 habitantes, e que fica a 391 quilômetros de Cuiabá.

Com o reajuste, Eduardo Vilela passa a ganhar R$ 17,9 mil – 8 vezes mais do que os vereadores, que recebem apenas R$ 2,2 mil de salário por mês. Até os secretários municipais ganham mais do que os membros da Câmara, com subsídio mensal de R$ 3,7 mil.

Para efeitos de comparação, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro MDB), ganha R$ 27,5 mil para administrar a Capital com quase 700 mil habitantes.

O vice-prefeito passa a ganhar R$ 5,2 mil após o reajuste.

SALÁRIO EM ALTA, SERVIDORES EM BAIXA

Se por um lado a prefeitura “abre a mão” para pagar quase R$ 18 mil a um prefeito para administrar um município com menos de 3.500 habitantes, por outro “fecha a torneira” quando o assunto é a expansão dos serviços públicos.

Outra lei, também publicada pela prefeitura, estabeleceu o corte de uma série de cargos públicos. O dispositivo legal extinguiu dois cargos de técnico em radiologia, dois de técnico esportivo, dois de agente de construção, uma vaga de jardineiro, uma de técnico agrícola, três de agente de saneamento, dez de serviços gerais, treze de agente de manutenção urbana e rural e trinta e três vagas de agente de limpeza pública.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana