conecte-se conosco



Variedades

Nutricionista fala sobre açaí e seus benefícios para a saúde

Publicado

em

Você sabia que o açaí pode te ajudar a emagrecer? De acordo com a nutricionista funcional e oncológica Michelle Mendes, da Aliança Instituto de Oncologia, apesar do alto teor calórico, o fruto pode e deve ser consumido, inclusive por obesos e pessoas com sobrepeso, desde que orientado por um nutricionista. “Por ser rico em fibras, o açaí pode trazer saciedade e melhorar o funcionamento do intestino – o que contribui para eliminar toxinas com potencial inflamatório”, explica. Segundo a especialista o alimento é rico em compostos fenólicos, que possuem atividade antioxidante e anti-inflamatória.

A nutricionista complementa que devido à abundância dessas substâncias, pesquisas científicas têm associado o consumo de açaí à prevenção de câncer, doenças cardiovasculares, processos alérgicos, doenças neurodegenerativas e aumento da longevidade. “Ele tem proteínas, lipídeos, carboidratos e fibras. Dos lipídeos presentes na fruta prevalece o ácido graxo monoinsaturado oleico, o mesmo encontrado no azeite de oliva e associado à cardioproteção”, diz. Michelle comenta ainda que o açaí possui micronutrientes, como vitamina E, e minerais, como manganês, magnésio, cálcio e cromo.

Mas não se engane. O fruto tem em média 65 calorias a cada 100 gramas e quando transformado em polpa pode até triplicar esse valor, devido ao xarope de guaraná e a banana, que geralmente são acrescentados para comercialização.

Mas então, como consumi-lo?
De acordo com a nutricionista, na sua forma natural o açaí não engorda, já que é rico em fibras e possui somente o açúcar natural da fruta. Já aquele batido na tigela, deve ser consumido com moderação, pois na maioria das vezes já possui em sua composição ingredientes como açúcar, xarope de guaraná ou xarope de milho. “As tradicionais tigelas de açaí (sem xarope de guaraná e leite condensado, por exemplo) são opções saudáveis e prazerosas”, destaca.

Ainda segundo Michelle o açaí é uma ótima fonte de energia e pode beneficiar até a prática da atividade física. “Seu consumo no pós-treino pode auxiliar na reposição, de maneira rápida, da glicose perdida durante os treinos. Já no pré-treino pode contribuir no aumento da energia, pois é considerado um verdadeiro energético natural, diferente de outros produtos que se intitulam como energéticos e são apenas estimulantes”, ressalta a especialista.

Fonte: Assessoria

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Variedades

Projeto proíbe venda de veículo leve movido a gasolina e diesel a partir de 2030

Publicado

em

O Projeto de Lei 5332/20, do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), proíbe a venda em todo o território nacional de veículos leves novos movidos a gasolina e óleo diesel a partir de 1º de janeiro de 2030.

Segundo resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), são considerados veículos leves: ciclomotor, motoneta, motocicleta, triciclo, quadriciclo, automóvel, utilitário e caminhonete, com peso bruto total inferior ou igual a 3,5 toneladas.

O parlamentar argumenta que a necessidade de combater as mudanças climáticas vem ganhando cada vez mais importância na definição de políticas públicas em todo o mundo e ressalta que o Brasil não pode se abster da discussão.

“O mais recente exemplo é o Reino Unido, que resolveu proibir a venda de carros e vans equipados com motores a gasolina e diesel a partir de 2030, que anteriormente estava prevista para 2040.” Teixeira afirma ainda que iniciativas semelhantes já foram adotadas em outros países, como Noruega e França.

A proibição, segundo o deputado, sinaliza para a indústria automobilística as restrições ambientais futuras e permite o direcionamento de investimentos para tecnologias que propiciem a redução da emissão de gases de efeito estufa.

“O Brasil, que possui uma indústria automobilística entre as maiores do mundo, não pode ficar parado sem fazer nada”, afirma Teixeira.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana