conecte-se conosco



Cuiabá

Nova proposta de 7.05% de reajuste põe fim à greve da Educação

Publicado

em

A Prefeitura de Cuiabá propõe recomposição salarial de 7,5%. A nova proposta contempla ainda o encaminhamento da Lei Orgânica dos Trabalhadores da Educação para apreciação e votação, publicação de todos os processos de elevação de nível paralisados e pagamentos dos respectivos retroativos, realização de Concurso Público e outros ítens e  foi encaminhada esta tarde ao Sintep.

A recomposição salarial de 7,5%  ficou, pela nova proposta, da seguinte forma: 3,35% relativos ao RGA (Reajuste Geral Anual) mais 4%, este percentual a título de ganho real, a ser aplicado da seguinte forma, 2,0% no próximo mês de dezembro e mais 2,0% ao longo do mês de fevereiro de 2019, para todos os profissionais da Educação.

“Os 4% de reajustes, de ganho real, representam um investimento aproximado de R$ 20 milhões por ano, que a gestão Emanuel Pinheiro está fazendo na Educação. Para conseguir honrar esse compromisso, a Prefeitura terá que rever a implantação de programas como o de reestruturação da rede física, recebida pela atual gestão em condições lastimáveis, abertura de novas unidades, liberação de verbas emergenciais entre outros programas”, explicou o secretário de Educação do Município, Alex Vieira Passos.

Com esses avanços, representados pelos outros nove pontos reivindicados pelo Sindicato, a gestão está implantando o maior programa de valorização dos profissionais da Educação já apresentado. Os ganhos reais vão superar o montante de R$ 150 milhões, distribuídos nos próximos 6 anos, representado pela Lei Orgânica dos Trabalhadores da Educação mais o aumento real.

As unidades escolares que haviam paralisado suas atividades, voltam a funcionar normalmente a partir desta quarta-feira (10).

 

  Foto Luiz Alves

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Repórter do Cadeia Neles registra BO contra colega após ameaça

Publicado

em

O repórter Franciel Almeida da TV Vila Real e o colega Giovane Júnior do SBT, se desentenderam durante uma pauta, na noite desta quinta-feira (04).

Profissionais de emissoras renomadas na capital, se desentenderam e um boletim de ocorrência foi registrado.
Franciel acusa Giovane de ameaça, injúria e difamação. Repórter da Vila Real, ele diz ter sido ameaçado e agredido pelo colega de profissão.
Ambos foram conduzidos para Central de Flagrantes após se desentenderem.
A confusão começou quando Giovane, chegou para uma reportagem e não gostou da forma como Franciel olhava e apontava para o veículo da TV.

Em seguida as ameaças verbais e palavrões foram desferidos, tudo foi testemunhado pelo Tenente Marcos de Melo.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana