conecte-se conosco



Variedades

Nova Mutum recebe escrituras definitivas das áreas do Parque Tecnológico e Parque Industrial

Publicado

em

A Prefeitura de Nova Mutum recebeu as escrituras definitivas das áreas do Parque Tecnológico e Parque Industrial. Juntas as duas áreas somam 200 hectares. Elas foram doadas ao município pelo empresário e produtor rural Francisco Pinardi de Moraes e a colonizadora Mutum Agropecuária representada pelo empresário Frederico Ribeiro Krakauer .

O trabalho de doação das áreas foi construído pelo Prefeito Adriano Pivetta junto aos proprietários das terras visando o crescimento de Nova Mutum. “Iniciamos há três anos as negociações para doação dessas áreas, precisamos fazer todo trâmite de documentação destas áreas, isso levou um tempo, só que o importante que o município agora poderá avançar com os projetos do Parque Tecnológico e Parque Industrial”, acrescenta Adriano Pivetta.

Doada pelo produtor e empresário Francisco Pinardi de Moraes a área do Parque Industrial localizada as margens da BR-163, saída para Cuiabá é equivalente a 50 hectares e será destinada para instalação de novas indústrias e fortalecimento das indústrias já existentes no município.

Já o Parque Tecnológico fica as margens da MT-235 na saída para Santa Rita do Trivelato, e compreende uma área de 150 hectares destinados para realização de feiras tecnológicas, universidades, parque tecnológico com incubadoras, auditório e laboratório de pesquisa.

O prefeito Adriano Pivetta, acredita que com as escrituras representam um grande avanço, uma vez que vários projetos já estão elaborados. “O projeto do Parque Tecnológico está elaborado e por se tratar de uma área onde teremos o desenvolvimento de pesquisas estamos na etapa de captação de recursos federais para avançar com estes projetos que trarão grande desenvolvimento econômico para Nova Mutum e região”, argumenta.

Variedades

Projeto proíbe venda de veículo leve movido a gasolina e diesel a partir de 2030

Publicado

em

O Projeto de Lei 5332/20, do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), proíbe a venda em todo o território nacional de veículos leves novos movidos a gasolina e óleo diesel a partir de 1º de janeiro de 2030.

Segundo resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), são considerados veículos leves: ciclomotor, motoneta, motocicleta, triciclo, quadriciclo, automóvel, utilitário e caminhonete, com peso bruto total inferior ou igual a 3,5 toneladas.

O parlamentar argumenta que a necessidade de combater as mudanças climáticas vem ganhando cada vez mais importância na definição de políticas públicas em todo o mundo e ressalta que o Brasil não pode se abster da discussão.

“O mais recente exemplo é o Reino Unido, que resolveu proibir a venda de carros e vans equipados com motores a gasolina e diesel a partir de 2030, que anteriormente estava prevista para 2040.” Teixeira afirma ainda que iniciativas semelhantes já foram adotadas em outros países, como Noruega e França.

A proibição, segundo o deputado, sinaliza para a indústria automobilística as restrições ambientais futuras e permite o direcionamento de investimentos para tecnologias que propiciem a redução da emissão de gases de efeito estufa.

“O Brasil, que possui uma indústria automobilística entre as maiores do mundo, não pode ficar parado sem fazer nada”, afirma Teixeira.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana