conecte-se conosco



Cultura

Museu de História Natural Casa Dom Aquino reabre as portas para visitação

Publicado

em

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino reabre as portas na próxima sexta-feira (16.10), a partir das 8h. Para retomar as atividades de visitação, o equipamento da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) seguirá todas as medidas de segurança recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Governo do Estado de Mato Grosso. O museu foi fechado no início da pandemia de Covid-19, como forma de diminuir a propagação do vírus.

A reabertura contará com a inauguração da exposição das Máscaras Sagradas Waurá, preciosidades doadas, em 2019, pela etnia indígena do Parque Indígena do Xingu.

Além da nova exposição, os visitantes também poderão viajar no tempo geológico e pré-histórico na exposição permanente que reúne fósseis de dinossauros, preguiças e tatus gigantes, fósseis marinhos do período em que toda a região de Cuiabá e Chapada dos Guimarães era mar.

A história do planeta Terra e suas mudanças através do tempo podem ser conferidas em um ambiente aberto em meio à natureza. Por ser um espaço amplo, com mais de 10 mil m² de área verde, o visitante poderá circular entre a exposição, café, loja de artesanatos, parquinho infantil e apreciar a área verde na beira do Rio Cuiabá, em uma das principais avenidas da cidade.

O Museu de História Natural está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá (MT), com horário de funcionamento de quarta-feira a domingo, das 8h às 18h, e valor para visitação de R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia entrada).

O visitante deve seguir as regras internas do Museu, como o uso de máscara obrigatório, respeito às demarcações de distanciamento e quantidade máxima de visitantes por sala da exposição. O Museu disponibilizará álcool em gel em suas dependências e equipe para tirar dúvidas sobre o uso do espaço.

Outras informações: (65) 3634-4858.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Polícia faz busca por músicas inéditas de Renato Russo no Rio

Publicado

em

A Polícia Civil cumpre hoje (26) mandado de busca e apreensão em um estúdio do Rio de Janeiro, para procurar músicas inéditas do cantor e compositor Renato Russo. A busca foi provocada por uma denúncia do filho do artista, que acusa o estúdio de ocultar músicas que teriam sido gravadas por seu pai, em seus últimos anos de vida.

Giuliano Manfredini, filho de Renato, é o detentor dos direitos autorais da obra do pai, músico que fez sucesso nos anos 80 como vocalista da banda Legião Urbana.,a década de 90, gravou dois discos solo: The Stonewal Celebration Concert (1994) e Equilíbrio Distante (1995). Ele morreu em 1996, mas deixou algumas músicas gravadas, que foram aproveitadas pela gravadora para lançar o álbum póstumo O Último Solo, em 1997.

Em 2000, foi lançada uma coletânea com sua obra solo e mais duas músicas inéditas: as regravações de A Carta, de Erasmo Carlos, e A Cruz e a Espada, de Paulo Ricardo.

Segundo a Polícia Civil, o filho acredita, no entanto, que o pai teria gravado ainda mais músicas. A Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial então abriu uma investigação para descobrir se o proprietário do estúdio de gravação usado por Renato Russo estaria ocultando essas canções inéditas.

 

Por Agência Brasil

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana