conecte-se conosco



Polícia

Mulher é presa por exploraração sexual de garota de 11 anos

Publicado

em

A Polícia Civil de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá) prendeu em flagrante, na quarta-feira (29.07), uma mulher que estava mantendo em cárcere privado uma criança de 11 anos. A menor havia desaparecido no município de Porto Alegre do Norte e era obrigada pela suspeita a se prostituir e atuar com o comércio de entorpecentes.

As investigações iniciaram quando a mãe da vítima registrou o boletim de ocorrência do desaparecimento, no domingo (26.07), relatando que a filha havia fugido de casa, localizada no bairro São Geraldo em Porto Alegre do Norte.

Segundo as informações, a menina saiu na sexta-feira (24), após uma discussão com a sua mãe e não deu mais notícias. No domingo, em um momento em que a mãe saiu de casa procurando a filha pela região, a menor retornou e buscou algumas mudas de roupas e novamente desapareceu.

Na quarta-feira (29), a Polícia Civil recebeu informações dos próprios familiares da vítima que a menor estava em cárcere privado em uma residência no bairro Jockey Clube, no município de Confresa, sendo obrigada a atuar com a venda de entorpecentes.

Diante das informações, a equipe da Polícia Civil de Confresa foi até o local onde foi constatada a veracidade das informações. Em entrevista com a vítima, ela relatou que a suspeita a obrigou a entrar em um veículo e a trouxe para Confresa onde mediante a ameaças a mantinha em cárcere privado.

Na cidade, a menina era explorada sexualmente sendo obrigada a manter conjunção carnal com homens, condicionada a recebimento de valores com os quais a suspeita adquiria entorpecentes para venda.  Além de se prostituir, a vítima também era obrigada a vender a droga adquirida pela traficante, que a ameaçava de morte caso não cumprisse as suas ordens.

Diante das evidências, a suspeita foi conduzida a Delegacia de Confresa, onde após ser interrogada pelo delegado Allan Vitor Sousa da Mata, foi autuada em flagrante por sequestro e cárcere privado, exploração sexual infantil e tráfico de drogas, além de falsa identidade, uma vez que se apresentou com nome aos policiais.

Segundo o delegado, a suspeita possui passagens criminais anteriores, sendo presa por furto em 2019 e estava em liberdade provisória. “Diante da gravidade dos crimes cometidos de ter submetido criança a se explorar sexualmente, aliado ao tráfico de drogas e ao sequestro foi representado pela conversão da prisão em flagrante da suspeita em preventiva”, disse o delegado.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Trabalho ostensivo prende seis e apreende mais de R$ 25 mil vindos do tráfico de droga

Publicado

em

Policiais do 3º Comando Regional – 11º BPM de Sinop e 12º BPM de Sorriso prenderam nesta terça-feira (11.08), quatro homens, duas mulheres e apreenderam dois adolescentes por tráfico de droga.

Nas quatro ocorrências, sendo duas no mesmo bairro, foram tiradas de circulação porções de maconha, cocaína e pasta base, além de mais de R$ 25.267, 00 em dinheiro.

Somente na primeira, no bairro Novos Campos, em Sorriso, os militares deram ordem de parada a uma mulher e uma adolescente que estavam em uma motocicleta. Na vistoria, os agentes encontraram dentro de uma mochila um quilo e meio de pasta base de cocaína, 100 gramas de cocaína e R$ 23.200,00 em várias notas.

No Jardim Primavera, em Sinop, dois homens foram detidos durante ronda. Os policiais perceberam que um deles ficou nervoso com a presença da viatura. Devido à atitude, ele foi abordado e encontrado em seu bolso três porções de pasta base de cocaína.

Ele levou os policiais até a sua casa onde estava outro homem que tentou resistir à abordagem sendo necessário ser algemado. Este segundo suspeito carregava três porções de maconha. No imóvel, mais três porções de pasta base de cocaína e R$ 335 em dinheiro foram apreendidos. Ambos confessaram serem membros de uma organização criminosa.

No bairro Maria Carolina, em Sinop, foram duas ocorrências. Na primeira, foi detido um casal que assumiu ser membro de uma organização criminosa e responsável pela venda de entorpecente na região. Com a dupla foram apreendidos R$ 1.692,00 e  12 porções de pasta base de cocaína, uma balança e rolo de plástico filme.

Na segunda, um homem foi detidos pela equipe do Grupo de Apoio (GAp), durante uma abordagem. O suspeito carregava cinco porções de maconha e R$ 40 em dinheiro.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana