conecte-se conosco



Economia

MT sobrevive à crise e arrecada R$ 11 bilhões

Publicado

em

O governo do Estado fechou os primeiros 5 meses do ano com uma arrecadação de pouco mais de R$ 11 bilhões, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, que tem frustrado a expectativa de receita nos últimos 2 meses.

 

Esta arrecadação demonstra que o governador Mauro Mendes (DEM) arrecadou quase R$ 660 milhões a mais que o mesmo período do seu primeiro ano de governo, no ano passado.

 

Os números mostram que Mato Grosso ainda não sentiu os efeitos da pandemia, já que a média por mês seria de R$ 2,2 bilhões em arrecadação.

 

Mesmo que a pandemia se prolongue durante todo o ano de 2020, os valores arrecadados até o momento, provavelmente, poderão repetir o volume arrecadado em 2019, que foi de quase R$ 30 bilhões. Ou seja, uma média mensal de R$ 2,5 bilhões.

 

Lembrando que os valores de R$ 11 bilhões arrecadados são brutos. Considera-se as deduções que somam R$ 2.590 bilhões, que são dos repasses aos poderes constituídos e demais órgãos -Tribunal de Justiça, Assembleia, Ministério Público, Tribunal de Contas e Defensoria Pública – que já soma R$ 1,115 bilhão e mais os repasses aos 141 municípios na arrecadação de ICMS e demais repasses legais, dívidas e demais obrigações.

 

Mesmo com esta redução o total, o que sobraria para o executivo estadual e suas obrigações seria um total da ordem de R$ 8,434.093 bilhões, o que reduziria a arrecadação para uma média de R$ 1,686 bilhão/mês, valor que está sendo suficiente para fazer frente à folha de pagamento que é a maior despesa do Estado entre outras prioritárias.

 

Se for computado o que deverá ingressar de extra nos cofres, como os R$ 1,3 bilhão para que o Estado utilize como precisar e mais R$ 92 milhões para serem gastos em Saúde, valores estes previstos no pacote de socorro do governo federal para estados e municípios enfrentarem a pandemia do coronavírus, a tendência é que os 6 primeiros meses de 2020 sejam maiores que os valores de 2019.

Gazeta

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Após protesto, Chapada suspende fechamento do comércio

Publicado

em

Durante reunião entre empresário e o Comitê de Enfrentamento ao Covid, neste sábado (13) foi decidido adiar o fechamento do comércio em Chapada dos Guimarães (67 km ao Norte). Comerciantes protestaram contra a suspensão dos atendimentos e uma nova reunião será realizada na terça-feira (16) para decidir as novas medidas a serem tomadas.

 

A reunião ocorreu de forma virtual e simultânea ao protesto que percorreu a cidade. Na quinta-feira (11), o Prefeitura de Chapada dos Guimarães divulgou comunicado com suspensão das atividades comerciais a partir de segunda-feira (15) como uma forma de conter o avanço da contaminação, que cresce rapidamente em todo o estado.

O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Orlando Elias Junior, informou que na reunião da próxima semana serão apresentados novos números da covid e, com isso, definidas as ações. Por enquanto o comércio funciona normalmente.

“Há alguns números que não são verdadeiros e iremos discutir o que é real na terça-feira. Até lá tudo funciona de acordo com o último decreto e iremos definir as ações mais adequadas a serem adotadas na cidade”, contou.

O comércio em geral e outros poderão dar continuidade as suas atividades, observado o horário de funcionamento das 10h às 16h de segunda à sábado. Os bares e restaurantes podem funcionar das 10h às 22h.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana