conecte-se conosco



Cultura

Mostra de audiovisual universitário e independente é destaque na UFMT

Publicado

em

A realização audiovisual universitária e independente em formato de curta duração é destaque entre hoje (15/10) e sábado (20/10) na Universidade Federal de Mato Grosso. A MAUAL 2018 – Mostra de Audiovisual Universitário e Independente da América Latina -, realizada pelo Cineclube Coxiponés, exibirá mais de 60 curtas oriundos de diferentes estados brasileiros, além de um filme argentino e outro chileno. 15 dos 61 curtas exibidos na mostra competitiva são produções mato-grossenses. A abertura da MAUAL acontece nessa segunda (15), às 19h30, no Auditório do Centro Cultural da UFMT, com a performance “VOS”, do Grupo Comadança. Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Os curtas exibidos na Mostra Competitiva concorrem ao Troféu da MAUAL pelo júri oficial e popular. Integram o júri oficial da MAUAL o realizador e técnico audiovisual do Campus UFMT em Barra do Garças Cristiano Costa, a estudante do curso de Cinema & Audiovisual da UFMT Larissa Canavarros, os realizadores e pesquisadores de cinema Leonardo Esteves e Maria Thereza Azevedo, além da realizadora audiovisual Valéria del Cueto.

A partir de terça-feira e até a próxima sexta (19) as exibições acontecem em duas sessões: às 17h e 19h30. Entre uma sessão e outra, acontecerão apresentações artístico-culturais: Slam do Capim Xeroso, performances do Grupo Atro, do projeto Cena Livre de Teatro, do Coletivo Artístico Gay de Mato Grosso e dos artistas Azuila, Caio Ribeiro, Edilaine Duarte e Corai Fiorini. No sábado, último dia da Mostra, onde serão conhecidos os vencedores da MAUAL, a sessão acontece apenas às 19h e será precedida do pocket show de Laura Paschoalick.

Além da projeção de curtas e das apresentações artístico-culturais, a MAUAL manterá a tradição das conversas sobre os curtas exibidos. Os debates acontecerão sempre no dia seguinte às exibições, às 10h30, na Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. No sábado, a conversa sobre os filmes exibidos na noite de sexta acontecerá às 17h. Outra atividade esperada da Mostra são as oficinas audiovisuais, que já tiveram início da semana de 09 de outubro, com Valéria del Cueto, que compartilhou com os participantes da oficina conhecimentos sobre acervos audiovisuais digitais e realização independente. De 17 a 19 de outubro, pela manhã, acontecerá a Oficina de Crítica Cinematográfica, com Aline Wendpap. Entre 18 e 19, no período da tarde, o destaque é a Oficina de Introdução à Trilha Sonora para Cinema, com Sérgio Chiavazzoli, músico de Oswaldo Montenegro e Gilberto Gil. Para participar das oficinas é necessário fazer a inscrição através do facebook /coxipones.

Outro destaque da programação da MAUAL 2018 é a Reunião de Ações Cineclubistas Universitárias e Independentes, acontecerá entre terça e quarta-feira na Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. A reunião promoverá o encontro e o compartilhamento de experiências de pessoas que desenvolvem ações cineclubistas de perfis heterogêneos (envolvendo atividades de difusão, debate, crítica, pesquisa e realização audiovisual) em diferentes locais de Mato Grosso.  O objetivo é intercambiar ideias e integrar ações em torno de um circuito cineclubista universitário e independente.

Para a seleção dos filmes exibidos na mostra competitiva da MAUAL 2018, a Comissão Organizadora da Mostra convidou uma Comissão de Seleção formada pela pesquisadora e curadora de atividades cineclubistas Ana Maria Souza, pelos professores do Curso de Radialismo e Cinema & Audiovisual da UFMT Letícia Capanema e Moacir Francisco de Sant’Ana Barros, pela estudante do Curso de Cinema & Audiovisual da UFMT, Gabriela Ritterbusch e pelo produtor cultural do Museu de Arte e Cultura Popular da UFMT Leonardo Alexandre Santiago. Foram selecionados filmes nas modalidades universitária e independente, sendo que cada modalidade subdivide-se em três categorias: documentário, experimental e ficção.

Além dos curtas argentino e chileno, entre os selecionados do Brasil há 25 filmes oriundos da região Sudeste, 19 da região Centro-Oeste, 8 da região Nordeste, 6 da região Sul e 1 da região Norte. Para a mostra competitiva foram selecionados 31 curtas na modalidade Universitária (sendo 10 documentários, 5 experimentais e 16 ficções) e 30 curtas na modalidade Independente (sendo 6 documentários, 7 experimentais e 17 ficções).

Realizada pelo Cineclube Coxiponés da Universidade Federal de Mato Grosso através da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, a 17ª MAUAL conta com a parceria dos cursos do SEBRAE Mato Grosso, dos cursos de Radialismo e de Cinema & Audiovisual da UFMT, do projeto ComunicArte UFMT e da Associação Mato-grossense de Audiovisual (MTCINE). As atividades relacionadas à MAUAL integram a Temporada Cultural e Artística UFMT 2018 e a Agenda Cuiabá Tricentenária da PROCEV/UFMT.

Para outras informações sobre a programação oficial da MAUAL 2018, consulte o site www.mostrauniversitariaufmt.com ou siga o Cineclube Coxiponés no Facebook /coxipones e no Instagram @cinecoxipones. Mais informações: (65) 3615-8349 (Thelma Saddi, Produtora Cultural do Cineclube Coxiponés da UFMT).

 

Confira a programação da MAUAL 2018:

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

www.mostrauniversitariaufmt.com

Segunda-feira, 15 de outubro de 2018

19h. Centro Cultural da UFMT. Abertura MAUAL 2018

Performance VOS – Grupo COMADANÇA

19h30. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Quanto craude no meu sovaco (Duda Menezes e Fefa Lins. PE. 2017. 4’)

Universitária Experimental

Game life (Uerlem Morráquio. RJ. 2018. 9’)

Universitária Ficção

Deuteronômio 22 (Érico Luz. SP. 2017. 6’)

Independente Ficção

Memorándum (Jennifer Lara. Chile. 2017. 15’)

Universitária Documentário

Marias (Edem Ortegal. GO. 2017. 15’)

Independente Ficção

Majur (Rafael Irineu. MT. 2018. 20’)

Independente Documentário

Silêncio (Marina Ariano. PR. 2018. 2’)

Universitária Experimental

Sair do armário (Marina Pontes. BA. 2018. 3’)

Independente Experimental

Criativa (mente) destoante (Natacha Oleinik. PR. 2018. 17’)

Universitária Documentário

Terça-feira, 16 de outubro de 2018

10h30. Bate papo sobre filmes da noite anterior.

13h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Reunião de ações cineclubistas universitárias e independentes de Mato Grosso.

17h. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Um lugar ao sul (Gianluca Cozza. RS. 2018. 12’)

Universitária Documentário

Zórnit (Marcello Trigo. PE. 2017. 23’)

Independente Ficção

Ferida (Rodrigo Leme. SP. 2017. 25’)

Independente Experimental

Reflexo (Felipe Rocha. RN. 2018. 9’)

Universitária Ficção

19h. Centro Cultural da UFMT

Batalha de SLAM do Capim Xeroso

19h30. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Azul Vermelho (Wallace Magalhães. MT. 2018. 21’)

Independente Ficção

Slam: rua e resistência (Ana Carolina de Melo e João Pedro Regis. MT. 2017. 26’)

Independente Documentário

Memória Monumento (Roberto Camargos. MG. 2017. 9’)

Independente Experimental

Pandorga (Maurício Pinto. MT. 2018. 17’)

Independente Ficção

Abismo (Ivan de Angelis. RJ. 2018. 15’)

Independente Ficção

Duas em um (Ana Carolina de Melo. MT. 2018. 2’)

Independente Experimental

Arquitetura do abismo (Pietro Santurbano. SP. 2018. 17’)

Independente Ficção

Tetê (Clara Lazarim. SP. 2018. 25’)

Universitária Documentário

Quarta-feira, 17 de outubro de 2018

08h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Oficina Crítica Cinematográfica.

10h30. Bate papo sobre filmes da noite anterior, com Aline Wendpap

13h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Reunião de ações cineclubistas universitárias e independentes de Mato Grosso.

17h. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Gestos (Alberto Goldim e Julia Cazarré. RS. 2017. 11’)

Universitária Ficção

C(elas) (Gabriela Santos Alves. ES. 2017. 18’)

Independente Documentário

Lena (Gustavo Campos. SP. 2018. 12’)

Universitária Ficção

Pão de rosas (Daniela Camila. ES. 2017. 25’)

Independente Ficção

Eleguá (Yuri Costa. RJ. 2017. 25’)

Universitária Ficção

19h. Centro Cultural da UFMT

Performance Nada Nada (Cena Livre de Teatro)

Performance Encardidos – Coletivo Atro

19h30. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

8 patas (Fabrício Eduardo Rabachim, Gabriel Barbosa, Pietro Leonardo Nichelatti Nicolodi. SP. 2017. 3’)

Universitária Ficção

Apuntes sobre identidade (Felipe Camargo. Argentina. 2017. 20’)

Universitária Documentário

Juba (Severino Neto e Rafael de Carvalho. MT. 2017. 19’)

Independente Ficção

A gente nasce só de mãe (Caru Roelis. MT. 2017. 20’)

Independente Ficção

Coroa de espinhos (Gabriela Niskier. RJ. 2018. 8’)

Universitária Ficção

Sem luz (João Pedro Regis. MT. 2018. 2’)

Independente Experimental

Colorirá (Gabriele Pereira. DF. 2017. 15’)

Universitária Ficção

Jucá (Lucas Magalhães. RJ. 2018. 07’)

Independente Ficção

Como ser racista em 10 passos (Isabela Ferreira. MT. 2018. 14’)

Universitária Ficção

Quinta-feira, 18 de outubro de 2018

08h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Oficina Crítica Cinematográfica.

10h30. Bate papo sobre filmes da noite anterior, com Aline Wendpap

13h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Oficina Introdução à Composição de Trilha Sonora para Cinema, com Sérgio Chiavazzoli

14h. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Sessão Acessibilidade

Exibição de curtas-metragens com áudio descrição e libras. Sessão direcionada a pessoas surdas, ensurdecidas, cegas e com baixa visão.

Parceria Festival Tudo Sobre Mulheres, MAUAL 2018 e Festival VerOuvindo

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Filmes exibidos: Majur (Rafael Irineu, Mato Grosso, 2018, 20′); A gente nasce só de mãe (Caru Roelis, Mato Grosso, 2017, 20′); Nanã (Rafael Amorim, Pernambuco, 2017, 25′); FotogrÁfrica (Tila Chitunda, Pernambuco, 2016, 25); Filhos da lua na terra do sol (Danielle Bertolini, Mato Grosso, 2016, 16′). Mediação: Danielle Bertolini (Festival Tudo sobre Mulheres).

17h. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Icó – A História de João Valente e Zé Baixinho (Aragonez Fagundes, Simário Seixas. BA. 2018. 21’)

Universitária Ficção

Fazenda Rosa (Chia Beloto. PE. 2017. 9’)

Independente Experimental

Sinucada (Rafael Stadniki. DF. 2018. 16’)

Universitária Ficção

Zero (Rafael Simon. GO. 2018. 6’)

Universitária Experimental

Vidas cinzas (Leonardo Martinelli. RJ. 2017. 15’)

Universitária Documentário

Par perfeito (Débora Herling. SC. 2018. 11’)

Universitária Ficção

Cavalo Concreto (Juliano Valença. RJ. 2018. 16’)

Universitária Experimental

19h. Centro Cultural da UFMT.

Performance MANIFESTA, por Caio Ribeiro, Edilaine Duarte e Corai Fiorini.

19h30. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Réquiem para flores (Caio Ribeiro. MT. 2017. 6’)

Independente Experimental

Fantasia de índio (Manuela Andrade. PE. 2017. 18’)

Independente Documentário

O sonho de Eder (Sofia Amaral. SP. 2018. 14’)

Independente Documentário

Samurai (Yaemi Yamauchi. MT. 2018. 5’)

Universitária Documentário

Palavras (João Manteufel. MT. 2018. 26’)

Independente Documentário

Caburé (Luiz Todeschini. PR. 2017. 19’)

Universitária Ficção

Noite em mim, noite lá fora (Quézia Lopes. RJ. 2017. 2’)

Universitária Experimental

Chiclete imaginário (Luiz Marchetti. MT. 2018. 20’)

Independente Ficção

Sexta-feira, 19 de outubro de 2018

08h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Oficina Crítica Cinematográfica.

10h30. Bate papo sobre filmes da noite anterior, com Aline Wendpap

13h30. Sala Névio Lotufo do Cineclube Coxiponés. Oficina Introdução à Composição de Trilha Sonora para Cinema, com Sérgio Chiavazzoli

17h. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 18 anos.

Lugar de que? (Karina Orquidia. MG. 2018. 20’)

Universitária Documentário

Maria Adelaide (Catarina Almeida. RJ. 2017. 16’)

Universitária Ficção

Ao final da conversa eles se despedem com um abraço (Renan Brandão. RJ. 2017. 20’)

Independente Ficção

Carinho (Pedro Estrada. MG. 2018. 19’)

Independente Ficção

O filme morto (Marina Murad Scalon. SP. 2018. 25’)

Universitária Ficção

19h. Centro Cultural da UFMT.

Performance do Coletivo Artístico Gay de Mato Grosso – CAGAYMT

19h30. Auditório do Centro Cultural da UFMT. Mostra Competitiva de Curtas

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 18 anos.

Aquilo que me olha (Felippy Damian. MT. 2018. 24’)

Independente Ficção

Rapaz em amarelo (Lucas Hossoe. SP. 2017. 20’)

Universitária Ficção

Teodora quer dançar (Samantha Col Debella. MT. 2017. 22’)

Independente Ficção

Humanas (Lucas Paixão. PA. 2017. 17’)

Universitária Documentário

Verde limão (Henrique Arruda. RN. 2018. 18’)

Independente Ficção

Inconfissões (Ana Galizia. RJ. 2017. 22’)

Universitária Documentário

Sábado, 20 de outubro de 2018

17h. Auditório do Centro Cultural da UFMT.

Bate papo sobre filmes da noite anterior, com Aline Wendpap.

19h. Pocket show com Laura Paschoalick.

19h30. Auditório do Centro Cultural. Exibições informativas MAUAL 2018

Entrada e pipoca gratuitas. Classificação indicativa: 16 anos.

Sigo comigo e só (Ana Carolina Coelho. MT. 2018. 2’)

Mirante (Késsia Oguihara. MT. 2018. 2’)

Como o vento te vê (Vitória Berchieli Molina. MT. 2018. 2’)

Dia desses (Yaemi Yamauchi. MT. 2018. 2’)

Grades (Rafael Sampaio. MT. 2018. 2’)

Seção 064 (Giovanni Ojeda. MT. 2018. 2’)

Aquele disco da Gal (Juliana Curvo & Diego Baraldi. MT. 2017. 25’)

Lançamento FisicArte 2018 e da Exposição Ciências em Molduras (MACP/UFMT).

Cerimônia de Premiação MAUAL 2018.

Festa de encerramento: Espaço Cultural Metade Cheio (Rua Cmte Costa, 381 – Centro)

www.metadecheio.com.br

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Coral UFMT lança segundo vídeo com música que canta a natureza e a necessidade da preservação ambiental

Publicado

em

O Coral UFMT lança a canção “Pra Terra” neste sábado (28.11) em seu canal no YouTube, às 17h, dando continuidade às celebrações dos seus 40 anos de atividade cultural no cenário mato-grossense.

 

Dorit Kolling, maestrina do Coral UFMT, lembra que foram aproximadamente 50 vozes gravadas individualmente e posteriormente juntadas para que a música fosse estruturada na forma de canto coral.

 

“É um trabalho totalmente diferente do que acontece quando ensaiamos em nossa sala de ensaios. Com auxílio da tecnologia, hoje reunimos cada grupo de vozes (naipes) nas salas virtuais, com cada coralista em sua casa, quando aprendemos a canção em todos seus detalhes para a posterior gravação, que é feita individualmente pelos participantes. Recebemos então os áudios e os vídeos que são mixados e editados para reunir e transformar todo o material em uma única música”, explica Dorit.

 

A música escolhida para este segundo vídeo virtual do Coral UFMT é “Pra Terra” e veio ao encontro de todas tragédias ambientais que o mundo viveu nos últimos meses.

 

“Tivemos o pantanal e a nossa Chapada sendo queimados por meses, somado a outras tragédias ambientais também acontecendo ao redor do mundo. Essa música vem chamar a atenção e enaltecer as nossas belezas naturais que, aos poucos, estão deixando de fazer parte da nossa vida”, ressalta a maestrina.

 

Para o compositor da música, Maurício Detoni, cuiabano radicado na cidade de São Paulo, a canção “Pra Terra” hoje se veste de um sentido triste, doloroso, trazido pelo fogo que assolou os biomas citados no refrão da música.

 

“Ainda que a sensação de terra arrasada seja oposta ao lirismo e beleza cantados na música, se faz necessária, e oportuna, a reflexão. Que o sentido do “não existe nada igual do que viver entre Chapada e Pantanal” recupere sua beleza e esperança num futuro próspero, onde a natureza se veja pulsante e regenerada em verde, calor e vida”, reitera Detoni.

 

O vídeo contou com a participação especial como solistas dos ex-coralistas do Coral UFMT, Marcela Mangabeira, que hoje tem sua carreira na cidade do Rio de Janeiro, e Maurício Detoni, que também acompanhou a canção ao violão, além da  participação do músico e tecladista, Rodrigo Cavalcante.

 

O lançamento do vídeo “Pra Terra” faz parte das comemorações dos 40 anos do Coral UFMT e da agenda cultural da Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev) em celebração aos 50 anos da UFMT.

 

Serviço

O que: Lançamento do vídeo “Pra Terra”

Quando: 28 de novembro de 2020 (sábado)

Horário: 17h

Onde: https://www.youtube.com/coralufmtoficial

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana