conecte-se conosco



Sem categoria

Morre em Cuiabá o ex-vereador Juca do Guaraná

Publicado

em

Fonte: Assessoria

Faleceu na noite de sexta-feira (20), aos 71 anos, vítima de um acidente vascular cerebral, o ex-vereador José Maria Barbosa, conhecido também como Juca do Guaraná. O Sr. Juca já estava há 91 dias internado no hospital São Mateus, onde lutava para recuperar-se do quarto AVC.

Juca é natural de Santo Antônio do Leverger-MT, mais precisamente da Comunidade Rural de Sangradouro. De origem simples, quando vereador sempre foi favorável as causas de cunho social e em 2012 passou o bastão para o vereador Juca do Guaraná Filho ( Avante).

Juca Filho , que é vereador há dois mandatos , diz ter o pai como o seu maior exemplo. “Estou perplexo, mas busca o exemplo de força e determinação que ele nos deixou”,

Justino Malheiros (PV) , Presidente da Câmara Municipal, lamentou a perda irreparável.

 “ O Sr. Juca é uma pessoa carismática , que sempre fez questão de acompanhar a política da capital,mesmo em meio as dificuldades achava disposição para visitar este parlamento”, lembra Justino.

Proprietário da empresa Guaraná do Juca, tinha uma característica marcante, sempre presenteava a todos com o tradicional Guaraná Ralado, o que se tornou uma marca e nome.

Casado com a Sra. Carmelita Magalhães Barbosa , teve cinco filhos e oito netos.

O velório acontece neste sábado (21) a partir das 4h, na câmara Municipal de Cuiabá e a família ainda está definindo o local do sepultamento.

CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DE JUCA DO GUARANÁ

José Maria Barbosa foi lavrador até os seus 31 anos de idade, quando, em 1975, decidiu mudar para Cuiabá, com a esposa e 3(três) filhos, sem ainda ter onde morar, chega a capital e aluga uma casa na região do Campo Velho, logo depois mudou-se para Santo Antônio do Pedregal.

No Bairro do Pedregal começou comercializando secos e molhados.

No ano de 1977, funda o seu primeiro comércio, com o nome de Barbosa, popularmente conhecido como ‘Bulicho do Juca’.

Em 1986 decidiu fundar a empresa de guaraná ralado, como o nome de ‘Guaraná do Juca’, pois, na época, era precária a distribuição do produto em todo o Estado.

No ano de 1992, o ‘Guaraná do Juca’ vira referência de qualidade em todo o  Mato Grosso, expandindo posteriormente para 16 estados e alguns países.

Em 2004, funda a empresa ‘Juca do Guaraná Transporte e Locação’, quando continua o atendimento a toda Cuiabá e baixada cuiabana

Por fim, em 2005, entra no ramo do minério, criando a mineradora do Juca na Zona Rural de Cuiabá.

O Senhor Juca do Guaraná, colaborou imensamente com o crescimento da Cidade de Cuiabá e deixou sacramentada a sua história também no Legislativo, como Vereador na legislatura de 2008 a 2012.

Elizângela Tenório

 

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Sem categoria

Idosa morre após com coronavírus depois de perder marido com a doença

Publicado

em

A aposentada Ilma Bucair, de 79 anos, morreu na tarde dessa quinta-feira (21) vítima do coronavírus, em Cuiabá. Ela era casada com o ex-superintendente bancário Joazir Bucair, de 83 anos, que morreu no dia 3 de janeiro também por Covid-19.

Eles eram de família tradicional cuiabana e Joazir era membro da Grande Loja Maçônica do estado.

O enterro de Ilma ocorre nesta sexta-feira (22), às 10h, no Cemitério da Piedade, em Cuiabá. Ela estava internada há cerca de 15 dias em um hospital particular da capital.

Joazir Bucair, de 83 anos, morreu vítima de Covid-19 em Cuiabá — Foto: Facebook

Joazir Bucair, de 83 anos, morreu vítima de Covid-19 em Cuiabá — Foto: Facebook

O marido dela, Joazir, era irmão de do pesquisador, agrimensor e espeleólogo aposentado Ramis Bucair, que era proprietário de um museu de pedras que leva o nome dele, na capital mato-grossense.

Fonte  G1MT

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana