conecte-se conosco



Várzea Grande

Miriam desponta e pode ser vice na chapa do DEM em VG

Publicado

em

A ex- vereadora Miriam Pinheiro ( PTB), é uma das mais cogitadas para compor a chapa majoritária, como candidata a vice-prefeita, com o DEM, da prefeita Lucimar Campos, que tem como pré-candidatos , o vice-prefeito José Hazama, o diretor operacional da União Transportes, Júlio Pacheco e o presidente da Câmara, Fábio Tardin, o Fabinho.
Vários partidos encomendaram pesquisas de consumo interno que apontam, Miriam em posição confortável em relação a outros nomes. O perfil da ex-vereadora e atual coordenadora da Atenção Básica de Saúde , preenche os requisitos dos partidos que buscam lideranças femininas com relevantes serviços prestados no município.
Pinheiro, atuou por mais de uma década como enfermeira no bairro São Matheus, periferia da cidade. No mesmo bairro manteve trabalho voltado aos idosos, na Associação de Moradores, com o esposo e ex-presidente Sérgio Alliend.
Miriam na eleição de 2016, foi candidata a vice-prefeita na chapa do ex-deputado Taborelli.
Sem confirmar participação no processo eleitoral deste ano, a ex-vereadora manifestou interesse em caminhar com o grupo do senador Jayme Campos em Várzea Grande.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Menor foi morta a pedradas pelo ex após ele achar pílula do dia seguinte

Publicado

em

Weverton Cleber Silva de Jesus, 25, foi preso em flagrante na tarde de segunda-feira (28), pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), após confessar ter matado a ex-namorada Laine Alves Dias, 16, com golpes de pedrada no rosto. O crime aconteceu na madrugada de segunda, dentro da casa da vítima, no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Segundo o suspeito, o crime aconteceu após ele ‘ficar cego’ ao achar uma pílula do dia seguinte na casa.

O corpo da menina estava em cima da cama, com várias lesões no rosto e sangue espalhado pelo travesseiro e no lençol e foi encontrado pelo ex-namorado da vítima, Weverton e por um amigo dele. Assim que a PM chegou na ocorrência, Weverton afirmou que eles terminaram na sexta-feira (25), mas que ficou preocupado após Laine não atender ligações, especialmente da sua patroa.

Inicialmente, ele pediu ao seu padrasto para ir atrás da menina na casa, já que ela era inquilina dele. O homem afirmou que chamou pela jovem, mas ninguém apareceu. Depois, o suspeito pediu ao amigo para ir ao local, mas sem sucesso. Weverton voltou à casa da vítima, na companhia do mesmo amigo, e arrombaram a porta, ‘encontrando o corpo’.

 

Polícia Civil e Perícia Oficial foram acionadas e assim que os investigadores terminaram os trabalhos na casa, solicitaram que Weverton, o padrasto e o amigo dele fossem até à delegacia para prestar depoimento. Uma amiga da vítima também foi ouvida, assim como a mãe de Weverton, que alegou saber do motivo da separação.

 

Confissão

A amiga da vítima, também menor de idade, contou que conversou com ela pela última vez na noite de domingo (27). Em um áudio de WhatsApp, apresentado durante o depoimento, Laine contou que Weverton havia deixado o gás da sua casa aberto. O suspeito foi o último a ser ouvido.

 

Após todos os indícios, ele acabou confessando ter matado a ex-namorada com golpes de pedrada. Sobre a motivação, afirmou que ‘ficou cego’ ao encontrar uma pílula do dia seguinte na casa de Laine e foi até o quintal, onde achou uma pedra e jogou no rosto da vítima. A pedra foi procurada, mas não foi encontrada.

 

Ele autorizou ainda os policiais a analisarem seu celular. Em um dos aplicativos, foi possível constatar por meio da localização, que ele deixou a casa da vítima por volta das 5h04 da madrugada de segunda-feira. Após a confissão, ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para uma unidade prisional.

Gazeta

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana