conecte-se conosco



Política MT

Mendes e Jayme iniciam campanha com críticas a gestão de Taques

Publicado

em

O candidato ao governo do Estado, Mauro Mendes (DEM), junto com os principais membros e aliados do Democratas lançaram oficialmente nesta quinta (16), a chapa que irá concorrer às eleições de 2018. Antes da fala do candidato ao Executivo, o candidato ao Senado, Jayme Campos (DEM) fez duras críticas ao atual governador e candidato à reeleição Pedro Taques (PSDB), chamando de ‘’maneira terrorista’’, o modo de governar do tucano.

 

‘’Que faça um governo mais humano e que respeita aqueles cidadãos que dependem do serviço público do nosso Estado. Para a maioria da população, é um Governo que só olha para o retrovisor. Me parece que tem ódio no coração e quem não compactuar com os seus desmandos, com sua maneira terrorista que gerencia este Estado, ele manda, se for o caso, levar até mesmo a força… Sei lá, a forca!’’.

 

Mais moderado, o candidato ao Senado e ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) criticou a educação do Estado, ressaltando a riqueza de Mato Grosso, que vem sendo mal utilizada, segundo ele.

 

‘’Eu não posso me conformar, quando vejo a riqueza de Mato Grosso passar para todos os lados e vejo pais de família lutando, tentando, se esforçando e até se decepcionando. Não posso me conformar quando vejo, jovens e crianças tendo escolas de péssima qualidade, perdendo a sua oportunidade de estudo e qualificando, enquanto tem escolas sendo demolidas e não reconstruídas.’’

 

Já Mauro Mendes, ressaltou os problemas na saúde e prometeu criar um Consórcio Estadual, para diminuir a despesa dos municípios na área, aumentando a união entre os prefeitos.

 

‘’No nosso plano de Governo, aparece mais de 30 vezes a palavra ‘’Em parceria com os municípios’’.  Nós vamos implantar junto com vocês um consórcio estadual, para comprar medicamentos juntos, para os 141 municípios e eu tenho certeza ao garantirmos lá, em cada um dos municípios de Mato Grosso, o remédio e o médico, nós estaremos resolvendo quase 90% dos problemas que as pessoas tem na saúde’’.

 

Outro alvo de críticas, foi a suspensão da licitação nº 01/2017 pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) em maio de 2018, por suspeita de superfaturamento na substituição de pontes de madeira, através da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

 

‘’Nós temos uma licitação do Governo atual que foi suspensa pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas para a compra de 300 pontes, por indício de superfaturamento de R$ 53 milhões. São R$ 200 milhões de financiamento, que foi conquistado a muitos anos atrás. Demorou-se mais de três anos e quando colocou a licitação na praça, foi suspensa.Garanto para vocês que em parcerias com os municípios, nós faremos mais de 1.000 pontos, utilizando o recurso corretamente’’.

 

Estiveram presentes também, dentre eles, o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (DEM), o presidente do MDB em Mato Grosso, Carlos Bezerra e o ex-governador Júlio Campos (DEM). Figuras do interior também marcaram presença, como o presidente do PDT, Zeca Viana e o deputado federal, Fábio Garcia, suplente na chapa de Jayme.

Fonte: Gabriel Oliveira-MT de Fato

1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Domingos Sávio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Domingos Sávio
Visitante
Domingos Sávio

O que o povo necessita: Que o novo governo seja mesmo mais humano e que respeite aqueles cidadãos que dependem do serviço público do nosso Estado. Que invista mais na prevenção de doenças, na educação e que propicie o crescimento econômico dos empreendimentos e empreendedores. Pois somos limitados pelo tempo. O homem tem prazo de validade, bem como sua vontade de investir e crescer… Valorizar mais os profissionais competentes e servidores de carreira que honram os seus nomes e valores morais, e que sejam competentes e exerçam suas interferências para o bem geral da coletividade. E que o serviço público… Read more »

Política MT

Deputados votam 34 vetos, derrubam cinco e mantém 29

Publicado

em

Reunidos em sessão ordinária na quarta-feira (2), os deputados fizeram um mutirão e limparam a pauta de vetos em tramitação no Parlamento. Os deputados estaduais votaram 34 vetos do governador Mauro Mendes (DEM) a projetos e mensagens. Destes, apenas cinco vetos foram derrubados.

A pauta estava sobrestada por conta dos vetos que estavam em tramitação na Casa de Leis. Foram três sessões ordinárias para limpar a pauta de vetos e votar os projetos que estavam represados no Parlamento.

Os vetos derrubados foram o veto 86/20, veto 92/2020, veto 75/2020, veto 72/2020 e veto 90/2020.  O veto 86/2020, de autoria do deputado Dr. Gimenez, é veto total aposto ao Projeto de Lei nº 491/2020, que obriga as escolas da rede pública ou privada do Estado de Mato Grosso a adotarem medidas de prevenção a disseminação do coronavírus (Covid-19) em suas instalações, quando do retorno as aulas presenciais.  Outro veto derrubado, o veto 72/2020, de autoria do deputado Faissal, dispõe sobre a constituição do direito de uso de cadeiras cativas na Arena Pantanal. O Veto 75/2020, do deputado Thiago Silva, também derrubado, institui o Programa Cidadão da Paz, no âmbito do Estado de Mato Grosso.

Os vetos mantidos foram: Veto 47/2020, 56/20, 58/2020, Veto 60/2020, Veto 61/2020, Veto 63/20200, Veto 64/2020, Veto 65/2020, Veto 66/2020, Veto 67/220, Veto 68/2020, Veto 71/2020, Veto 74/2020,Veto 76/2020, Veto 77/2020, Veto 78/2020, Veto 79/2020, Veto 80/2020, Veto 81/2020, Veto 82/2020, Veto 83/2020,Veto 84/2020, Veto 85/2020, Veto 87/2020, Veto 88/2020, Veto 89/2020, Veto 91/2020, Veto 93/2020, Veto 73/2020 e Veto 62/2020.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana